Uncategorized

Servidores municipais decidem terminar a greve

Deu no blog do Zé Beto:

Terminou agora, na Praça Santos Andrade, a votação dos servidores públicos sobre a continuidade ou suspensão da greve. Por 133 votos a 129, decidiu-se pelo fim da greve.

Observação: Fim da greve de um lado da praça e ameaça de paralisação do outro. No próximo dia 28, o Fórum das Entidades Sindicais vai reunir os servidores estaduais representados pelos 14 sindicatos para um ato de mobilização. Vão protestar contra a falta de propostas do governo Requião nas negociações com os servidores.

Atualização às 19:15 h: Os servidores acabam de informar que a greve foi apenas suspensa e pode ser retomada a qualquer momento. Amanhã, às 10h00, está programada uma manifestação na Praça Santos Andrade.

21 Comentários

  1. Os sindicatos lulopetista não vão pagar pelos grevistas durante o feriado, entonces resolveran suspender a greve….kkkkkkkk….que gracinha

  2. Péricles Trotta Responder

    Somente 300 servidores, e ainda divididos querem definir qualquer coisa (greve principalmente) para os mais de 30.000 servidores da Prefeitura?
    Sabe quantos desses 300 são filiados ao PT?
    301, pois o Veneri não vota na assembléia, pois a Josete e o Rosinha votam, dizem que são servidores municipais. Trabalham que é um susto!

  3. Eu estava nessa greve,foi uma palhaçada o que aconteceu,um juiz comprado pelo prefeito,hoje em é assim mesmo,a corrupção se alastrou por todos os lados.E o mais fraco sempre sai perdendo,mas, Deus é poderoso e ele vai fazer justiça.

  4. O meio virtual é um excelente espaço de opiniões, mesmo que estejam equivocadas, por exemplo, IGUAIS AS SUAS OPINIÕES sobre a GREVE do funcionalismo: 1) procure se informar melhor sobre as reivindicações que nós lutamos 2) todos tem direito de lutar por seus direitos, não atrapalhamos o TRÂNSITO, mas sim chamamos à atenção da população para tal fato! Porque infelizmente a maioria da população ficar a mercê da (des) informação prestada pelos meios de comunicação tendenciosos! E, o seu comentário, foi muito INFELIZ, principalmente em se tratando de um meio de comunicação. Mas estamos na democracia, seu comentário é válido, mesmo que TENDENCIOSO, EQUIVOCADO e TOTALMENTE POLITIZADO.
    P.S. ao ler quem é você, não tive dúvida de sua tendência tucanes….
    Ednilson feola

  5. Edna, do dia 17 às 21:39 hs…
    Talvez esse juiz foi comprado, mas eles não vão poder roubar a vaga do Vereador Professor Galdino. Se eles fizerem isto, o mundo vai cair sobre os ombros do magistrado!
    Estamos somente no aguardo!

  6. Isso mesmo rodrigo, ria! pq parece que vc nunca teve que LUTAR por um salário digno e melhores condições de trabalho! deve ser engraçado mesmo trabalhar para um municipio que trata seus servidores como ESCRAVOS!!!
    A nossa luta aos olhos de quem estava lá realmente pra ver, foi FORTE!
    Mas infelismente aos olhos de pessoas alienadas, sem consciencia politica e desinformadas sobre a veracidade dos fatos deve ter sido vista como palhaçada! tsc tsc tsc… pena de vcs! Informem-se, busquem a verdade antes de rirem ou fazer comentários sem fundamentos!
    Nossa LUTA vai continuar, ñ acabou! Ela apenas começou!

  7. Péricles Trotta Responder

    Vou repetir meu argumento que acho relevante:

    Somente 300 servidores, e ainda divididos querem definir qualquer coisa (greve principalmente) para os mais de 30.000 servidores da Prefeitura?
    Sabe quantos desses 300 são filiados ao PT?
    301, pois o Veneri não vota na assembléia, pois a Josete e o Rosinha votam, dizem que são servidores municipais. Trabalham que é um susto!

  8. Servidor Informado!! Responder

    Cada povo tem o governo que merece, o mundinho cor de rosa de beto richa vai por tera quando fecha as portas a negociação e compra juizes para suspender atos legalmente reconhecidos e permitidos pela CF 88, isto é democracia?? me poupem centenas de servidores tem Graduação, Pós e Mestrando e alguns cursando Doutorado e o chefe do executivo só pensa em pagar materia para aparecer na forbes, fútil, nem parece seu pai que valorizava o servidor, e ainda vai abandonar a pmc para tentar ser governador , nao vai conseguir porque sua imagem só é de bom moço na capital, e ainda assim porque a midia tendenciosa nao diz porque empresas do secretario de governo e outros prestam serviço de pessima qualidade ao municipio cmeis que após reforma já estão ruindo e dinheiro indo pelo ralo, francamente só mentiras nesta prefeitura!!!!

  9. Vigilante do Portão Responder

    Não temos dúvida alguma que as postulações por melhorias de condições de trabalho e de recomposição salarial, são justas. Trata-se apenas de afirmar aos caros funcionários da prefeitura que o mundo atravessa uma crise econômica, não é só uma “marolinha” como nos fizeram pensar; A arreacadação de todos os entes federados está em declíneo, fazer promessas de reajustes que posivelmente não possam ser honrados, seria um desatino para qualquer prefeito. Sugiro aos líderes grevistas que tomem informação em TODAS as cidades médias e grandes do país, perguntem se em alguma delas os prefeitos acenaram com aumentos acima da inflação, a maioria dos municípios não vai nem dar a reposição inflacionária. A atual greve foi tão forçada que não obteve adesão. É o que acontece quando se misturam anseios legítimos de uma grande categoria, com politicagem rasteira de uma dezena de sindicalistas, mais interessados em causar danos ao prefeito do que realmente lutar por ditreitos dos trabalhadores que representam.
    Conseguiram apenas tumultual o trânsito e prejudicar os munícipes que dependem dos serviços públicos, nada mais.
    O peleguismo sindical, movido pelo desejo de tirar alguns pontinhos da avaliação do Beto Richa, desaprendeu a negociar, aliás, não queria negociar, queria apenas o confronto.

  10. Lutamos pelos nossos direitos. Ha muitos anos os nossos salários vem sendo achatados. è o menos salário de todos os funcionários municipais das grandes cidades.
    Não estamos a atrapalhar ninguem e estamos lutando por melhorias da qualidade do serviço publico, que não é uma maravilha, como apregoado na mídia.
    A crise começou a pouco tempo, no entanto a prefeitura se nega a dar melhores salários e condições de trabalho há muitos anos.
    A preocupação é só com os cargos comissionados que tiveram aumento de até 140 por cento.
    Queremos vagas nas creches e escolas, nos postos de saude, consultas em tempo hábil, remédios para a população.
    A mídia é comprada e só publica o que bem quer, omitindo os verdadeiros fatos.
    As receitas da prefeitura de Curitiba, vem aumentando, a despeito da crise mundial.
    Não existe uma verdadeira valorização dos funcionários, apenas penduricalhos que não incorporam na aposentadoria e nem em nada.
    Não somos políticos, vivemos a vida inteira a trabalho da população e a maioria é bom funcionário.
    Duvido que deixe este recado neste site.
    Abraços.

  11. A greve foi suspensa, não quer dizer que terminou. Ter o direito de greve garantido pela constituição e depois vir os juizes (comprados) dizer que tem que ter 90 por cento do funcionalismo funcionando é piada. cade o direito garantido pela constituição? é por isso que os funcionários suspenderam a greve.
    Porque quem não term força tem que apelar.
    Os juizes como têm salários milionários, não precisam estar fazendo greve.
    só que a maioria do funcionalismo não é marajá como os juízes.
    Com certeza os senhores vereadores também são contra, mas não se dão um aumento de 0,25 por cento que foi o aumento real, 6 por cento é obrigatório por causa da inflação, não é aumento e nenhum favor.
    Quero ver como fica a hora que os dignissimos vereadores ganharem como um funcionário publico, porque por mais que sejam eleitos, são funcionários como nós.
    Precisamos moralizar esta Curitiba e este Brasil.
    Isto aqui está uma vergonha, só os poderosos têm vez.

  12. O professorado estadual entrará em greve a partir desta sexta-feira próxima. Vamos ver no que vai dar.
    Espero que seja um sucesso, e que tenham firmeza nas suas decisões e não se deixem abalar por juizes babacas.

  13. Recado certeiro Responder

    Zé do Coco

    Crie coragem e vergonha na cara e diga para quem você trabalha como assessor e quanto ganha ( pagamento feito com dinheiro público) para passar o tempo fazendo fofoca em blogs ( com mais de “pseudônimo” ) ou puxando o saco do chefe.
    Se você não disser ou mentir eu digo, ou melhor vou pedir para que seu amigo linguarudo diga lá mesmo no blog do Alvaro Dias.

  14. Para o Zé do Cocô Responder

    Corrigindo : No texto acima leia ” usa MAIS de um pseudônimo” para seus ” proveitosos comentários”

  15. Tem gente que distorce os fatos. Foi determinado que nos serviços essenciais, ficassem 90% dos servidores (abastecimento, saúde, educação e guarda municipal), ficou de fora da determinação finanças, rh, obras públicas, administração e etc,. Portanto, todos os 300 que estavam na greve, representam menos de 1% dos funcionários. Pararam porque não conseguiram atrair a maioria dos servidores e bloquearam serviços essenciais (03 Postos 24 Horas), de onde saiu a maioria parada. Quanto ao resto, se não gostam do serviço, saiam. Emprego não é prisão.

  16. Gilson Mahavishnu Responder

    Todos os comissionados da prefeitura usam o “kkkkkk” agora para simular risos? E os que escreve a soldo das empreiteiras, também adotaram o “kkkkk”? Todos já se acostumaram: há pelo menos duas décadas eles estão “kkkkkk” da cara do palhaço do eleitor curitibano.

Comente