Uncategorized

Poupança distinguirá investidores, diz Lula

De Clovis Rossi na Folha de São Paulo

Para o presidente, mudança no cálculo do rendimento é necessária para que o dinheiro dos mais pobres não seja corroído

A mudança na caderneta de poupança que o governo está estudando fará uma distinção entre “o pequeno poupador e alguém que quer fazer da poupança um investimento”, afirmou ontem o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em entrevista coletiva concedida após sua participação na 5ª Cúpula das Américas.
Mas o presidente, tal como já acontecera na quinta-feira, não entrou em detalhes nem mesmo para definir qual é o limite de aplicação a partir do qual o poupador passa a ser investidor e, portanto, terá eventualmente uma remuneração menor.

Os números citados por Lula foram apenas ilustrativos. “Daqui a pouco, tem gente tirando R$ 50 milhões, R$ 60 milhões, e querendo aplicar na poupança. Aí você mata a poupança”, afirmou, ilustrando o que seria um investidor.
Na ponta do poupador, o presidente lembrou que “85% dos poupadores têm menos de R$ 5.000 na poupança”.
Não quer dizer, como é óbvio, que esses serão os limites para definir a remuneração da caderneta. Servem apenas para mostrar qual é o conceito de poupador e o de investidor que orientará a mudança.
Lula lembrou ainda que há a “necessidade de o juro no Brasil ir se ajustando para que a economia brasileira volte a crescer mais rapidamente”, o que se reflete na poupança.
Caindo os juros, cai a remuneração dos fundos de investimento baseados nos juros. A poupança, que não paga imposto, fica mais atraente. Para o presidente, se não houver um ajuste também na poupança, “você vai começar a ver pessoas que têm muito dinheiro, em vez de ficar investindo em fundos de investimento, correrem para a poupança. E poupança é para cuidar das pessoas mais pobres, para evitar que o dinheiro delas seja corroído”.
Lula reconheceu o óbvio: a questão da poupança “é delicada” e, por isso, vai exigir “muito trabalho da área econômica”.
Escudou-se na delicadeza do tema para não entrar em mais detalhes. “Não posso dizer o que penso a respeito porque poderia gerar especulação. Nós não podemos permitir que a poupança sofra qualquer enfraquecimento e, ao mesmo tempo, não podemos permitir que as pessoas que mais necessitam da poupança criem desconfiança sobre esse instrumento financeiro tão importante.”
Conforme a Folha já informou, a mudança na caderneta de poupança é necessária por causa da queda dos juros, que deve continuar nos próximos meses, o que, de resto, foi indiretamente confirmado por Lula ao mencionar a necessidade de “ajuste” na taxa de juros.
Se o nível fixado pelo BC, hoje em 11,25%, cair abaixo de 9% ao ano, os técnicos estimam que a poupança renderá mais que os fundos de investimento, devido à isenção do IR.
Já as aplicações em fundos de investimento seguem de perto a taxa de juros de mercado, mas são tributadas. Entre os desequilíbrios que essa diferença pode causar, estão a dificuldade de o governo refinanciar sua dívida e a possível redução no dinheiro disponível para empréstimo pelos bancos.

Combustível
O presidente também comentou o “pequeno ajuste” a ser feito no preço dos combustíveis, a partir da queda no preço internacional.do petróleo.
Mas não deu detalhes, alegando que, antes de qualquer decisão, o governo pretende saber o efeito sobre a receita dos Estados, que cobram ICMS pelos combustíveis. “Queremos preservar o máximo possível de capacidade de investimento.”

6 Comentários

  1. Esse Lula é mesmo um débil mental e não entende nada de nada. Imaginem um absurdo desses. É a mesma coisa que em um jôgo de futeból em que as regras devem ser as mesmas para todos os jogadores e um ou dois deles poderem fazer mais faltas do que os outros ou um ou dois deles não poderem ser expulsos de campo. como mudar essas régras? O Lula “endoidou” de vêz. Isso não vai dar certo.

  2. Roberto Leite Maio Responder

    Se o sujeito vem poupando durante anos para poder dar de entrada na compra de seu apartamento e vai ser confundido com um grande aplicador, é melhor pegar logo um financiamento e pagar um montão de juros, porque aí nesse caso o Governo não implica.
    Roberto Leite Maio-Rio-RJ

  3. A poupança dos Brasileiros é coisa sagrada que deve ter segurança e rentabilidade, pois para muitas pessoas, que não são Grandes Empresários ou altos funcionários públicos com seus grandes salários e aposentadorias integrais garantidas pelo estado, essa poupança suada que para ter um pouco de segurança é depositada em renda Fixa (poupança, CDB da caixa ou Banco do Brasil.)está sendo ameaça pelo PT e o presidente LULA. Vejamos:
    De vez em quando o presidente LULA afirma:- “Quem tem dinheiro sobrando que aplique em qualquer coisa e corra riscos.”
    – “Não é possivel que pessoas que não geram emprego possam ter lucro algum.” Acho que ele pensa que todo mundo pode transforma-se em empresário.
    O que podemos perceber é que o presidente LULA acha que quem tem poupança, para ele, é considerado especulador, pessoa que não gera emprego. Acho que ele quer que todo mundo que não é Grande Empresário ou alto funcionário público, que não tem emprego garantido quando fica mais velho e aposentadoria integral, não tenha o direito de fazer poupança segura sendo obrigado a arriscar seu dinheiro nos diversos fundos financeiros vendidos pelos Bancos, inclusive Bancos Federais, que não dão nenhuma segurança ao poupador (e que são chamados de aplicações no setor produtivo).
    Acho que o PT e LULA não se preocupam com quem faz poupança e quer ver essas pessoas na miséria para que fiquem dependentes de programas como Bolsa Família e Bolsa escola etc, fazendo parte daqueles que passam a depender dos políticos para que eles mantenham o unico meio de sobrevivencia que lhes restou que são esses programas anteriormente citados.
    Atualmento LULA e o PT só incentivam as pessoas a consumirem para aumentar o faturamento e o lucro das empresas. Não se fala em poupança. O problema é que quando vem a crise o lucro gerado pelo consumo dos trabalhadores que foi transformado em lucro de empresários e impostos do governo para, pagar altos salários de funcionarios públicos, não garantem o emprego e a vida de quem consumiu e não fez poupança ou que teve a sua poupança dilapidada pelas politicas do governo.
    Quando vem a crise no setor publico os seus funcionários públicos tem seus empregos garantidos até conseguem reajustes salarias. Os Grandes empresários são socorridos pelo governo. Mas…
    O trabalhador do setor privado que não fez poupança ou aplicou a sua nesses fundos sugeridos pelo governo como aplicações no setor produtivo, esses ficam na miseria esquecidos por todos e se tiverem mais de 40 anos então…
    A Ministra Dilma como possivel sucessora do Presidente LULA apenas dara continuidade a essa Pilitica praticada pelo PT.

    Lula Diz: “Poupança não é investimento, mas uma forma para garantir que o dinheiro não se desvalorize.” Isso é um absurdo, ele quer que o dinheiro dos poupadores nunca cresça. Por que que ele está agindo dessa maneira será que pirou de vez?

  4. Quando o governo divulga que pretende alterar o rendimento da caderneta de poupança, que é sabiamente estabelecido em lei, pelo legislador, exatamente para proteger a poupança nacional contra a especulação financeiro, dando mais estabilidade ao sistema financeiro, demonstra que não tem mais interesse em preservar um sistema financeiro estável, o qual tanto nos protegeu na atual crise, incentivando de forma irresponsável os Brasileiros a deixarem de fazer poupança. O Presidente LULA declara abertamente que poupança não é investimento e que deve apenas proteger o capital aplicado da inflação, ou seja, quem faz poupança deve deixar o seu dinheiro de graça para os Bancos movimentarem e ganharem os seus lucros nas costas dos poupadores. Na verdade a intenção do governo é forçar o Brasileiro que precisa fazer poupança aplicar suas economias em fundos de investimento os quais não dão nenhuma garantia ao poupador, pois no ato da aplicação os gerentes dos Bancos, inclusive Bancos públicos, Banco do Brasil e Caixa, apresentam um documento onde o aplicador issenta o Banco de qualquer responsabilidade por perdas na aplicação, ou seja, o Banco só embolso os lucros, os prejuizos são do poupador. Com essa politica o governo LULA pode fazer com que muitos Brasileiros percam suas suadas economias adquiridas, na maioria das vezes, fazendo poupança durante toda uma vida para ter algum recurso nos dias difíceis pois, neste pais, quem não é Grande Empresário ou alto funcionário público com
    seus empregos e aposentadorias integrais garantidas, necessita ter uma poupança segura e incentivada pelo governo. O que o governo LULA está fazendo é terrorismo. Isso é muito perigoso para uma nação como o Brasil, onde ainda temos uma sociedade muito desigual e injusta.

Comente