Uncategorized

Pressionado pelo baixo clero, Temer submeterá regras de passagens ao plenário

temerfolha

De Josias de Souza na Folha Online

Na Câmara, o caso da farra das passagens, que parecia evoluir de um embaraço para uma solução, pode migrar do embaraço para o vexame.

O caminho da anedota começou a ser trilhado hoje. Michel Temer confirmou algo que insinuara na véspera. Decidiu submeter ao plenário a proibição do uso de passagens por parentes de deputados.

É o primeiro triunfo do baixo clero da Casa, que se articula para derrubar a solução no voto, convertendo-a em vexame. Em vez de submeter as mudanças à Mesa da Câmara, Temer achou melhor deitar as propostas num projeto de resolução, a ser submetido ao plenário. Assim, tudo o que fora anunciado na véspera como decisão tomada, ganhou ares de mera intenção.

Na hipótese de o plenário submeter a direção da Câmara a um Waterloo, o Senado ficará em lençóis desconfortáveis. Entre os senadores, as restrições aéreas já passaram pela Mesa e pelo plenário. Porém, só as almas ingênuas acreditam que os senadores aceitarão conviver com o veto a parentes sem que os deputados façam o mesmo.

7 Comentários

  1. DESAFIO - QUEM SABE? Responder

    QUEM SABE ?
    Quem sabe informar em uma planilha, TODAS as hipóteses de ganho de um deputado ?
    Remuneração fixa mensal, passagens, tratamento de saúde, aposentadoria, ajuda de custo, jetons, gratificações, carro, telefone, moradia,…………………..
    Alguém pode fazer uma relação completa, com os respectivos valores, mesmo que aproximados ?

  2. Falta de respeito com o dinheiro público. Já recebe bem pelo pouco que faz.

    Um pouco de vergonha na cara não irá fazer mal algum.

    “Experimenta colocar a família toda no santinho quando for candidato.”

    Piada…

  3. V.Lemainski-Cascavel Responder

    São as raposas cuidando do galinheiro, ou seja, legislando em causa própria.

  4. Este talvez fosse um momento para o congresso redimir se dos erros, da falta de ética, da pouca vergonha, do desleixo, da corrupção. Vossas excelências perderam a compostura, abusando descaradamente e imoralmente de passagens que daria o direito de retorno ao Estado de origem. Vivemos uma verdadeira orgia da imoralidade. E ainda pior eles próprios tomam as decisões de usarem os bilhetes da forma como bem entenderem. Será que precisamos de tantos deputados, até quando teremos de engolir essa ratoeira.
    A Benedita da Silva, no ministério de ação social teve sua imagem arranhada, além de explicar publicamente, os recursos usados para participar de um congresso na Argentina.
    E os deputados deitam e rolam com o dinheiro público de nossos impostos, e ninguém faz nada, que país é esse. Cadê as instituições que pregam a moral, ética, princípios, ou os valores basilares são apenas um faz de conta.
    Que país é este? O país dos hipócritas.
    Vejam minha gente, aqueles que representam o “povo” são capazes de extrapolarem nas passagens, imaginem o resto. Tem noticiário dizendo que os gabinetes se transformaram em agências de viagens, inclusive, os que já estouraram a cota, solicita a outro gabinete o crédito de passagem áerea. Por aí, já se conclui, quem são os nossos representantes e a razão pela qual a violência toma conta desse país. Ser honesto segundo a cartilha dos “deputados” é ser otário.

  5. Quem sabe, não era a hora dos paranaenses, prestarem atenção nos seus representantes. Pois se o parlamentar não abre mão , nem da mordomia explicita, imaginem o resto…………..

  6. ESTOU EM COMOÇÃO,
    DEU NA TELEVISÃO
    RICARDO BARROS, DEPUTADO EM SESSÃO
    PARANAENSE, ILUSTRE, PARECIA UM BRETÃO
    MAS SOFRENDO ASSIM NESSA CONDIÇÃO
    ME CORTOU O CORAÇÃO:

    – E O ANIVERSÁRIO DOS FILHOS, DA ESPOSA, DA TITIA, DO LULU MEU CACHORRINHO DE ESTIMAÇÃO? E O DO RICARDÃO?

    QUE SOFREGUIDÃO, QUANTA FALTA DE COMPAIXÃO,
    MALDITO POVÃO!!!!!!!!!!!!
    E A IMPRENSA ENTÃO,
    FOI MEXER NESTE CALDEIRÃO
    CHEGA DE CONTURBAÇÃO
    DÁ NADA PRO BONITÃO
    VOAR FELIZ PRÁ MILÃO
    SEM SEPARAÇÃO

    ATÉ A PRÓXIMA ELEIÇÃO, CIDADÃO.

Comente