Uncategorized

No sábado, a segunda sessão de quimioterapia de Dilma Rousseff

dilma-302l

Foi marcada para a manhã do sábado a segunda sessão de quimioterapia para a chefe da Casa Civil e candidata à presidência, Dilma Rousseff. Será no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, onde ela se trata do câncer linfático detectado em março sob sua axila esquerda. Iniciadas no mês passado, as sessões quimioterápicas vão durar, se tudo correr como previsto pelos médicos, quatro meses.

7 Comentários

  1. Isso é apelação e um desrespeito ao ser humano, expor sem necessidade a opinião pública, para faturar politicamente o fato!
    Bem atitudes de um desgoverno Petista.

  2. Pedro Vigário Neto Responder

    – O Campana !!!

    – Este tipo de notícia não merece estar no teu blog. Tenha a santa paciência;

    abraço.

    R – A enfermidade de uma figura pública que pretende disputar o mais alto cargo no país, a presidência da República, passa a ser de interesse público.

  3. Como os tucanos sõa medrosos. Meus Deus do Céu. Não quero nem imaginar o que vocês fazem pra ter poder. Fazer uma ilação dessas é no mínimo medo!

  4. tá e dae.. ?? pelo amor de Deus.. isso não é notícia de interesse público coisa nenhuma.. é apelação de votos..
    ae as pessoas boas, de coração imenso e sentimentalistas vao votar nela porque ela está doente.. coitadinha.. ridícula a reportagem…

  5. Notícia própria para o site O FUXICO. Mas lá eles estão noticiando a lipoescultura da exBBB Priscila, sabe como é… a Priscila é mais popular que a Dilma duas caras!!!

  6. Fábio Campana,

    Parabéns. É bom que você mantenha o povo sempre bem informado sobre tudo o que se passa com a vida dos nossos pretendentes a cargos políticos.

    Boa também é a idéia de se publicar as biografias das pessoas importantes deste país, e, em se tratando de futuros candidatos, que sejam conhecidas as suas histórias públicas, na vida pública, as atuações, as escolas a que frenquentaram, a vida da juventude, os ingressos deles nas frentes de paz, o comportamento deles diante das autoridades constituidas, enfim a ficha corrida, como se diz. Depois que o eleitor conhecer bem o passado de cada um deles, poderá votar com mais responsabilidade para eleger a pessoa que governará o nosso país.

Comente