Uncategorized

Suplicy devolve dinheiro de passagens dadas a namorada

Da Agencia Estado

suplicy1

Flagrado na farra das passagens, o senador Eduardo Suplicy (PT-SP) fez ontem um mea-culpa e explicou o uso de sua cota pessoal para custear viagens no Brasil e no exterior para sua namorada, a jornalista Mônica Dallari. Ao lembrar toda a sua trajetória política, desde a época que foi vereador por São Paulo, Suplicy argumentou que a cota de passagens aéreas podia ser utilizada livremente, antes das mudanças feitas recentemente pela direção do Senado. Suplicy devolveu hoje aos cofres da Casa cerca de R$ 5 mil referentes aos gastos por três trechos aéreos nacionais utilizados por sua namorada nos anos de 2007 e 2008.

“Desde que aqui cheguei, fui informado que a cota de passagem era para o senador utilizar e que quando houvesse a não utilização dessas passagens, poderíamos colocar, com critérios que avaliávamos adequados, pessoas para também as utilizarem conosco”, afirmou. Ele disse que, atualmente, tem uma cota de passagens aéreas acumulada de R$ 239.904,80. Além de viagens nacionais, o petista também pagou uma passagem para a namorada ir a Paris, em janeiro de 2007. “Mas essa eu já restitui o dinheiro para o Senado. Foram uns R$ 15 mil.”

Na tribuna, Suplicy explicou que, em janeiro de 2007, foi convidado para ir à China e que a passagem usada por Mônica Dallari para Paris fazia parte dessa viagem. “Na ocasião, o trecho de São Paulo a Paris seria de responsabilidade minha, do Senado”, afirmou. “Como ela (Monica) iria me acompanhar e ajudar muito no trabalho que eu teria, avaliei, portanto, que seria próprio, até por causa das cerimônias e de todo trabalho ali realizado. Sobre os inúmeros encontros dos quais ela participou e sobre a viagem apresentei a esta Casa relatório logo que cheguei.” O trecho Paris-Pequim foi pago pelas autoridades chinesas. (Eugênia Lopes)

11 Comentários

  1. Realmente este episódio vem desmascarando toda a sorte de políticos que sempre posaram de sérios e inatacáveis… por debaixo da aparência cândida e imaculada não passam de cangaceiros saqueadores dos cofres públicos… nada como bons holofotes apontados para seus rostos carcomidos para mostrar os buracos… ai de vós escribas e fariseus hipócritas…. é a roça brasileira e seus cangaceiros…

  2. – Tá certo, tá certo seu guarda, fui eu quem roubei, mas já estou devolvendo viu… Deixa eu me apressar que está na hora do jantar!
    Soaria assim, num lugar sério, onde 99% dos que criticam o fazem apenas porque ainda não tem a sua “boquinha”.

  3. O PT tão logo chegou ao poder tirou a mascara. O partido que se apresentava como defensor de uma linha ideológica, da moral política e da ética mostrou sua verdadeira pele. Os bons foram saindo, a exemplo de Cesar Benjamim, Plinio de Arruda Sampaio, Florestan Fernandes, etc. Ficaram a pilantragem, os “zé dirceu”, os “silvinhos”, os dinheiro na cueca, os negociadores com a quadrilha do lixo, os mensaaleiros, os cartões corporativos, as sexologas, etc. O Suplicy, visivelmente mais lento que outros, continuava como uma reserva moral e ética dentro do PT, agora não sobrou mais nada!!!!!!!!!!!!!

  4. O senado deveria autorizar Suplici a usar uma passagem – somente de ida – para mandar sua ex Marta para Coréia do Norte!

  5. TÁ CERTO O SUPLICI EM CEDER AS PASSAGENS A ESTA BELDADE QUE É A MÔNICA.PIOR SERIA ELE CEDER AS PASSAGENS A BARANGA DA MARTA OU AOS BARBUDOS DA CUT.

  6. Perguntar não ofende, os Dias devolveram tb o dinheiro?
    Não!!!???
    Que honestos eles são(Com a familia e claro.)

  7. o sr Suplicy fez um up grade em sua vida amorosa.Largou a vendida e acabadinha Martha por esse espetáculo de mulher.

  8. hmm que legal
    vou praticar um roubo e quando a polícia me prender eu devolvo os pertences a vitima e sou liberado!

  9. Ói Dona Marta Suplici, olha só a gata do teu ex-marido. Ela tá bem melhor que você heim ?
    Dá inveja ?

Comente