Uncategorized

Emendas adiam votação do reajuste dos servidores

Ficou para a semana que vem a decisão sobre o reajuste de 6% para os servidores estaduais, conforme projeto de lei do governador Requião.

O projeto recebeu hoje 15 emendas, sendo oito da própria base aliada (cinco do PT e três de Mauro Moraes, do PMDB). Isso no dia em que Requião ameaçou de retaliação aos deputados da base que votassem contra o projeto ou apresentassem emendas pedindo reajustes maiores.

Agora, o confronto ficou para a semana que vem, depois que a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) analisar as emendas apresentadas.

7 Comentários

  1. Se a base “aliada” faz emendas é porque o projeto está ruim, não faz justiça aos funcionários. Os “comissionados” do governo já ganharam, agora vem o tribunal de contas, também com percentual muito superior. Contudo, revisão é mesmo percentual, na mesma data, para todos os funcionários. Está na Constituição que o governador jurou cumprir e não cumpre. Este governo arbitrário, no entanto, pega os “comissionados” e outros privilegiados (procuradores do Estado ganham “gratificação de produtividade” além de “gratificação de encargos especiais”, mais 5 a 6 mil no contracheque cada mes) e dá fora de época percentual maior, criando desconformidades salariais. Até o momento, o governo não implantou as promoções para os agentes de apoio, enquanto para outras categorias (policiais, delegados, procuradores do Estado, nível superior) as promoções são regiamente obedecidas. Então, é uma injustiça, um descritério, causando insatisfação geral. Termine logo este governo para a felicidade geral da administração pública e as carradas de ações judiciais que virão.

  2. Só para constar:
    ALP e o seu CORPORATIVISMO.
    Se cobrir é circo, se cercar é hospício, se murar é cadeia se fechar ninguém vai sentir falta.

    Agora, se gritar pega ladrão então…
    …vixi!

  3. institui-se um salário minimo regional, mas o salario-base de um agente de apoio não é muito maior do que isso, enquanto a farra de cargos comissionados, para os compadres e afilhados corre a solta …

  4. Como o governador dá um aumento ao salario regional e um aumento de 6% ao servidor público. Como seus funcionários vão pagar os salários das empregadas domésticas e das babás? sim porque as instituições estaduais não tem auxilio creche e nem vale refeição, portanto o funcionário público precisa de uma empregada domestica em casa para preparar suas refeições e cuidar de seus filhos. Governador vc tem que fazer a lição de casa. Dar condições de seus servidores ter um sálario digno , pra não precisar fazer “bico” para dar conta das despesas trabalhistas de seus empregados domésticos. Não que as empregadas domesticas não mereçam esse salário, claro que merecem até mais que isso. O problema é que temos que ter condições de pagar.

  5. Jango, em genero e número, que termine logo esse desgoverno requionico injusto e hipócrita. Pena que no fit não estava o BOB.

  6. A enrolação faz parte da politica, isso todo mundo sabe……..Se vier algo acima dos 6%, será coisa arrumada….O blá blá blá todos conhece……..Como a folha já está rodando, é 6% e lambam os beiços………Falando em aumento, cadê o dos Agente de Apoio?…Lembre-se que a Lei e de 2002(JL) e até agora nada…….Quanto estão perdendo os funcionários até hoje? Era p/ ser arrumada a vida de alguns funcionários apartidr da Lei e um ano e meio a um ano e dezoito meses……..Quanto tempo já faz isso?? Dá para acreditar que realmente estão preocupados com os funcionários, que carregam o Estado na escosta e não são reconhecidos. Vele lembrar, que os funcionários ficam, o “governador” sai os Deputados também……..E o salário dos funcionários …….Ôôôô……

Comente