Uncategorized

Moradores de Mauá da Serra não querem a usina de Joel Malucelli

usina

O deputado Antonio Belinati, do PP, disse que voltou a receber apelo dos moradores do município de Mauá da Serra, contra a construção da Usina de Mauá, obra do consórcio comandado pelo empreiteiro Joel Malucelli, que segue em frente sem a aprovação da Assembleia.

Belinati afirmou que a obra vai fazer com que as usinas de carvão acabem contaminando as águas do rio Tibagi, que abastece a população de Londrina. Segundo o deputado, estudos indicam que um grande número de pessoas passarão a ter sérios problemas de saúde com a construção da Usina de Mauá.

“O Paraná não tem problema de falta de energia elétrica, por isso a construção da Usina de Mauá não deve ser prioridade do governo”, afirmou Belinati.

16 Comentários

  1. Vamos voltar à era em que não existia energia elétrica! Interessante que algumas pessoas tem o conforto da vida moderna, mas não querem hidroelétricas, usinas atômicas, a carvão, eólicas (as pás fazem ruído, causando poluição sonora e seu movimento mata passarinhos), enfim tudo aquilo que produz energia, segundo eles, deveria ser banido. Lógico que as mais modernas soluções de engenharia devem ser aplicadas, mesmo com alto custo, para evitar danos, mas, até quando seremos obrigados a aguentar esses hipócritas manipulados por ONGs, padres, igreja católica, ecologistas de má catadura?

  2. Caberá agora aos “parentes próximos”, os devidos ajustes e liberações de interesses familiares!
    Eta fara com o dinheiro alheio!

  3. Josoe de Carvalho Responder

    Informo aos senhores que a Usina Mauá que esta sendo construída no Rio Tibagi, pelo banqueiro e construtor Joel Malucelli não é no município de Mauá da Serra e , sim no município de Ortigueira, quase com a divisa com Telêmaco Borba. O nome Mauá é em homenagem ao Barão de Mauá,Sr João Evangelista de Souza, um dos maiores empreendedores do império (Reinado de D. Pedro ll).

  4. Tem que dar um capilé para o sogro do sobrinho! Tem liguíça em baixo da farofa, pode apostar! Aí tem!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  5. Ahhhh…. Me desculpe, mas esse cidadão cabeludo que segura a placa na foto não é cidadão de Mauá NEM A PAAAAAU!!! Sou capaz de apostar uma caixa de cerveja…

  6. Josoe de Carvalho Responder

    Errata, o nome correto é do Barão de Mauá é Irineu Evangelista de Souza. Só um detalhe, Mauá da Serra fica a uns 80 Km da construção da primeira usina hidroelétrica de uma série de 6 projetada pela Copel ao longo do Rio Tibagi. “Quem viver verás”

  7. Fala sério Fabio! Este bicho grilo que aparece na foto certamente foi plantado por alguma ONG que não recebeu benesses ou pelos radicais que abrigam a procuradoria de meio ambiente. O ANONIMO disse tudo.

  8. O CARA DA FOTO PARECE MANIFESTANTE DE MOVIMENTO DOS SEM TERRAS OU GLS, VA TRABALHAR VAGABUNDO !!!

  9. Rafael Filippin Responder

    A usina de Mauá é um erro econômico grotesco, uma negociata espúria e um desastre socioambiental de proporções bíblicas. O aproveitamento do rio TIbagi poderia perfeitamente ser feito com empreendimentos menores, de muito menos impacto. Entretanto, a corja que sempre se beneficiou da destruição dos rios do Paraná não lucraria o que sempre lucraram. É simples assim. E os áulicos do setor elétrico que se manifestam anonimamente, que tenham coragem de vir ao debate público!

  10. O que os moradores de Mauá da Serra tem com a usina Mauá. A UHE Mauá é em Telemaco Boraba, não tem nada com Mauá da Serra. Pra mim isto é mentira.

  11. quero ser o primeiro de tantos a conseguir ter um rancho na beira da represa, vai ser uma coisa maravilhosa para a região.

  12. Onde ha ganancia é porque ha dinheiro, existe um mal nescessário que infelismente terá que existir., agora que pensem muito os senhores da alta altarquia onde o dinheiro impera (caixão não tem gaveta, tudo oque aqui se faz aqui se paga, a lúz que vc acha que vai trazer para o futuro nas custas da natureza. Pode vir a ser escuridão para natureza e afetar teus futuros erdeiros. outra coisa a vida não marca nem dia nem hora para apagar a luz que vcs estão esplorando. pensem muito bem, isso não é um aviso, isso é uma condenação.

  13. getulio m correia Responder

    acho uma falta de respeito que o governo ta fasendo o rio tibagi devia e se preocupa com a segurança de represa o rio ele so pensa nele no lucro ele nao pensa na natureza no meio ambiente eu so estudante na area do meio ambiente acho nosso governo um estupido ele so pensa em dinheiro igual ele fez com o pedagio aqui

  14. Juventil Salustiano Responder

    O progresso é necesaário. Não devemos ser radical. A construção é necessária, para evitar possíveis “apagão”, mas o cuidado com o meio ambiente também. Além de que o entorno da represa movimentaráo comércio da região com vendas de pequenos lotes “chácaras de Lazer”, que exigem além da preservação natural, excelentes contruções.

Comente