Uncategorized

Reni Pereira contesta eficácia das TVs “laranjas”

reni

O deputado Reni Pereira (foto), do PSB, criticou hoje a eficácia dos televisores “laranjas”, adquiridos no governo Requião. “O governador Roberto Requião na época da compra dos televisores alegou que esses aparelhos iriam desenvolver o senso crítico nos alunos, e isso infelizmente não vem ocorrendo como vimos recentemente no resultado do Exame Nacional do Ensino Médio. O conhecimento dos estudantes paranaenses foi vexatório”, disse o deputado Reni Pereira, durante pronunciamento na Assembleia Legislativa.

“A notícia que eu tenho é que algumas escolas tem televisores a menos, outras os televisores estão na caixa e em outras a televisão está funcionando como um aparelho comum e reprisa a TV Xuxa aos alunos”, denunciou.

38 Comentários

  1. O equipamento, para início de conversa e além de tudo o mais, é antipedagógico devido à cor laranja. Personalise a situação, ponha-se no lugar de uma criança a olhar o tal aparelho, onde a cor laranja (e que laranja ! ) sobresai-se ao que possa estar passando na telinha (porque é uma telinha) e depois diga se não é a mais crua verdade. Mas o Ministério Público estadual (não confundir com o MP Federal, positivo e atuante contra atos nefastos dos centros dos poderes públicos) um dia chegará a alguma conclusão, e talvez nos deixem saber qual será, sobre a compra das tv laranjas e seus pendrives. Um dia quando os autores de tal malversação pública estiverem bem longe em outras paragens e ninguém mais os responsabilize …

  2. desempenho vexatório? será que ele conhece o google, é só digitar pra ver que o Paraná ficou em segundo!

  3. Está no youtube.
    Estudantes do interior do PR, devido a falta de professores nas escolas, encontraram um bom motivo para usar TV laranjas. Instala Videooque e fazem até competições.

  4. Vigilante do Portão Responder

    Por falar em TVs laranja, cadê o mano Maurício?
    Está vivendo de rendas? Será que vai voltar a dar aulas?
    Campana, Descubra e conte para seus leitores.

  5. Interior do Paraná Responder

    Como a inveja é dificil….
    O governo em uma atitude brilhante distribui televisores e pendrives p todo o paraná, cria o PDE para a atualização dos professores nas universidades estaduais, faz concurso público, aumenta salarios…e msm assim a oposiçao arruma esse discurso hipócrita…
    Sorteb que os professores do Paraná sabem reconhecer o trabalho do Requião…e vamos juntos para uma grandiosa votação para o senado…

  6. Fabrício Conde Responder

    É mesmo, onde anda o mano Maurício? E por falar em manos, onde anda o Pepe Richa, irmão do Baby?

  7. peço a gentileza que o nobre deputado antes de falar bobagem e asneiras, visite uma escola publica,converse com os professores de como era a educação antes das tvs pen drive, (alias EDUCAÇÃO antes do governo REQUIÃO) e o que acontece hoje a inovaçao e o conhecimento que nossos alunos estao recebendo em sala de aula , como tambem todo o incentivo que todos os professores estao tendo nestes ultimos anos com a valorizaçao da educação e do professor no parana ,criticar é facil , o nobre deputado fala sem ter conhecimento de causa , passar programa da Xuxa para os alunos , me desculpem mas é não ter o que fazer e falar na ASSENBLEIA, convido a todos VISITE UMA ESCOLA PUBLICA DE HOJE e vejão a REALIDADE.

  8. COMO RESPOSTA AO AMIGO VIGILILANTE DO PORTAO

    PROFESSSOR MAURICIO REQUIAO
    FOI O MELHOR SECRETARIO DE EDUCAÇÃO QUE O PARANA JA TEVE ATE HOJE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  9. Tecnologia sem planejamento dá nisso. Não adianta fornecer TVs e pendrives sem que o conteúdo seja planejado e os professores saibam tirar o melhor proveito do equipamento. Como sempre é mais do mesmo; é o velho esquema populista e demogogo com os já conhecidos resultados nefastos.

  10. em RESPOSTA AO SR MARCOS

    POO GENTILEZA VOCE É PROFESSOR DA REDE PUBLICA?

    ANTES DE FALAR OU CHAMAR ALGUEM DE PUXA SACO

    PRIMEIRO NAO TENHO MOTIVO PARA TAL

    SEGUNDO A VERDADE TEM QUE SER DITA , SE VC NAO É PROFESSOR DA ESCOLA PUBLICA NAO FALE ASNEIRAS POIS NÓS DO MAGISTÉRIO ESTADUAL
    SABEMOS DA REALIDADE DA ESCOLA PUBLICA NO PARANÁ , E QUE SE DIGA VAI MUITO BEM OBRIGADO
    COM O MELHOR GOVERNADOR QUE JA TIVEMOS EM ATENÇAO A EDUCAÇÃO DO PARANA.

  11. Declaração leviana do deputado. Ele tem números? Visitou as 22 mil salas de aula das escolas estaduais? Conversou com professores e alunos? A qualidade do ensino não depende da eficácia das tvs, mas da eficiência dos professores. Se assim for, o nobre deputado que fique 15 horas por dia na frente de um televisor para ver se aprende alguma coisa de bom e útil.

  12. Carlos-Curitiba Responder

    Fiz um curso pos-medio de Tec. em Meio Ambiente, no Colegio Paulo Leminski, em Curitiba. Ali pude ver e vivenciar e afirmo que foram muito proveitosas as aulas de videos nas TVs do colégio, nas salas de video, incluindo as TVs laranja.

    Nota-se que o deputado em questão apenas quer achar uma razão para criticar o Requião.
    Trate pois de fazer alguma coisa de util.
    Seu discurso é ridiculo, notando-se que desconhece a aplicação dos aparelhos.
    Provavelmente nunca esteve vendouma aula com uma TV destas.

    Me desculpem, mas esse deputado esta viajando na maionese!
    Se quiser criticar o governador, ache um argumento mais inteligente.

  13. Vigilante do Portão Responder

    Duvido que o Max seja professor, caso seja verdade, não me espanta que os nossos alunos tenham ido tão mal no Exame Nacional.
    Aponto apenas alguns erros de Português no texto acima:
    1) Frase começa com letra maiúscula, nomo próprio também, Paraná, por exemplo;
    2) Esqueceu quase todos os acentos, Último, Paraná, pública, etc.;
    3)Antes de “P” e “B”, usa-se “M”, Assembléia.
    4) Frase não deve começar com pronome, “me desculpem” está errado, correto seria desculpem-me;
    5) Falta de clareza ao escrever também é falta grave em um texto;
    6) Certamente o “Professor” não estudou colocação de vírgulas, caso contrário teria colocado mais algumas no texto.
    7) A palavra “vejão” foi grafada erroneamente, o correto é “vajam”.

    Esses são apenas alguns erros. O Professor deveria voltar para a sala de aula, poderia ser matriculado, digamos, no 3º ano do 1º grau. Tente caro “Professor”, nunca é tarde para aprender.

  14. O MELHOR SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO DO BRASIL EM TODA A HISTÓRIA, CONSEGUIU PRODUZIR O PIOR ENSINO DA HISTÓRIA EM TODO O BRASIL.

    QUEM CONHECE O MAURÍCIO REQUIÃO, O IRMÃO COMPLICADO DO ROBERTO, SABE!

  15. Janete de Souza Responder

    O Reni tá se perdendo na demagogia fácil do discurso. Afinal, quantas empresas ele levou para Foz com o tal do Pólo Tecnológico? Eu respondo, nenhuma. Nem a fábrica da Kagiva está lá, só foram para tirar fotos, né Peruquita?

  16. Este caso das TVs Pendrive é bem polêmico, uns realmente utilizam da maneira adequada e realmente reproduzem conteúdos interessantes e dinâmicos, outros levam o DVD para sala e só filminho/Karaoke na galera. Como em todas as profissões existem os dois lados. Sem entrar no mérito se foi superfaturado ou não, as Tvs Pendrive vieram para complementar a aula do professor e não ser a aula. Eu particularmente penso que poderia ser investido em outras áreas, mas….., enfim ……. os pensadores de plantão nos premiaram com esta ideia então vamos lá….

  17. Sr. Deputado.

    Concordo plenamente com seu comentário. Sou professor da Rede Estadual de Ensino e parabenizo com relação ao seu comentario.

    As TV´s Laranjas não passam de “pura” enganação do poder publico estadual perante a sociedade.

    Vale lembrar também, das condições físicas de algumas escolas da RMC. Precariedade nas condições de sala, refeitório e salas ambientes está levando ao caos a educação publica estadual.

    Vale apena correr e verificar estas informações ……

  18. Resposta a max professor, o aumento no conhecimento de nossas crianças esta crescendo a olhos vistos, basta pegarmos o último resultado do ENEM, o PR ficou entre os melhores, não é mesmo meu caro professor.

  19. Max, você vai acabar da mesma forma que o inventor do Viagra – DURO! Deixa de ser puxa-saco e vai trabalhar!

  20. O Mauricínho tá desempregado, mas custando muito ao poder público, visto que ainda tem um monte de assessores ganhando um troquinho…tá na hora de ser dito a verdade…como pode ainda ter funcionários no TC? ou são LARANJAS….

  21. Max comicionado, no mínimo.
    Tá mais que na cara que a qualidade do ensino no país vem decaindo há anos.
    Cadeles aqueles que vevem dizendo que vão luita pelo povo?
    è sempre a mesma mentirada e as televisões, Maurício, Eduardo, Porto esse governo só consegue ser um pouco pior do que os outros, só isso MAX.

  22. Aqui na esola da minha cidade há um “bom” aproveitamento para TV laranja, os alunos adaptaram um clip de metal como antena (bem pequeno e discreto) e assim passam assistindo desenho animado do SBT, claro quando há aulas vaga…umas duas ou três vezes por semana.. Fora isso é objeto diferente no canto da sala “laranja”.

  23. eta Max, logo, aprenda a olhar para frente, por que você acha que muitos de nós penamos para escrever até um bilhete. Você deve não deve ser professor de história, professor deve ser critico, não devia ficar dando bola fora em blogs e não ficar fazendo defesa deste governo eles não precisam de você, pobre coitado.

  24. Max, faça você uma visita em qualquer escola, vai quebrar a cara, vai se decepcionar…

  25. Não sou professor, mas minha esposa sim. A verdade é que as TVs laranjas, aliás o nome é bem sugestivo, já chegaram nas escolas estaduais como entulho, um trambolho de atraso tecnológico. Vejamos os resultados do ENEM, costataremos que a média das escolas públicas estaduais do Paraná são uma lástima. Então duvido muito da competência do melhor secretario de educação de todos os tempos.

  26. Sou professora do colégio estadual do paraná e sei que as TVs apesar da insistência da SEED (secretaria de educação), ela não é utilizada como a propaganda diz, pois a tela não comporta o tamanho das salas e o número de alunos, ou seja, os alunos que sentam da metade da sala para o fundo não veem. Existem aparelhos que fazem, com melhor desempenho e eficiência, o “papel” que o ex-secretário esperava que fizesse.

    Agora..por favor “max professor”… PUXA SACO SIM

  27. Sou professor e acho ridícula a comparação governo atual x anterior. Todos sabem que Lerner ferrou a educação do PR, mas o governo Requiao manipula a todos e distorce dados. “Pior que uma mentira é uma meia verdade” como diz um amigo meu.

    TVs Laranjas… ao preço que eu, vc e mais tantos paranaenses pagaram com impostos, com superfaturamento… eu até uso e acho interessante mas ao preço que custaram preferia ficar sem.

    Gastar o dinheiro que foi gasto com o livro didático público? Melhor que nada alguns diriam! Mas esquecem todos que pagamos (e caro) por isso.

    Os meios não justificam os fins!!

  28. Melhor Secretário de Educação que já tivemos??? Discordo!!!!

    Instituir censura, autoritarismo, nepotismo, etc… só isso já vale mandar o mano Maurício para “aquele lugar”.

    Eu não vendo meu voto e apoio por políticas populistas!

    Cadê seu 6% de aumento prof Max?

  29. max professor escreveu na
    Quarta-feira, 27 de Maio de 2009 – 22:01 hs

    VISITE UMA ESCOLA PUBLICA DE HOJE e vejão a REALIDADE.

    Este “vejão” ele aprendeu com quem?

  30. Professor Luiz - RMC Responder

    É importante que estas discussões colaborem na melhoria da questão. Penso que não se deve ficar focado na pessoa do ex-secretário. Afinal, ele tinha toda uma equipe. Esta mesma equipe continua tocando os projetos, ele foi assessorado por professores universitários, técnicos, etc. É de se admitir que a ideia das tvs foi bem original, bem interessante do ponto de vista de recursos didáticos. Mas talvez não tenha avançado tão bem quanto imaginava o ex-secretário. Talvez por dificuldades encontradas no decorrer do caminho, típico de projeto pioneiro. E esta avaliação cabe à SEED fazer, que tem projetos bem interessantes nesta área de tecnologias. Ganhou prêmios interessantes, mas o que se percebe é que muitas coisas não foram levadas adiante e este projeto das tvs é um exemplo. Não era só tvs nas salas, isoladas, era inicialmente muit mais completo. Faltam diversas coisas, comparando com as intenções iniciais. Tá demorando, tá. Tudo bem que não dá mais pra deixar pra melhorar em 2010, mas talvez este assunto dê tanto ibope ainda porque não esteja finalizado. Na hora em que apresentarem de forma bem didática o projeto como um todo, explicando os links que existem ou existirão nas diferentes mídias, acho que aí a coisa se resolve de vez. Eu digo isto porque em 2008 eu fiz um TCC tendo como referência este projeto da SEED. Tenho bem claro onde está o problema. Um projeto de inclusão digital não se faz só com milhares de tvs ou computadores, mas também com ferramentas operacionais integradoras, capacitação de docentes, etc… Isto é fato, e o interessante é que é preciso um deputado levantar a questão para cair a ficha.

    Por outro lado, das poucas coisas que ouvi sobre este deputado, me parece que ele não é pessoa de ficar fazendo denuncismos. Inclusive vota várias questões apoiando o governo. Mas quando faz uma indagção, me parece, me parece, que os faz com fundamento. E nas afirmações dele, ele tem razão em algumas, destacando a questão da funcionalidade dos recursos. Mesmo sendo um assunto tão polêmico, pela primeira vez se voltou para a questão pedagógica do projeto. E este tipo de discussão é muito positiva. Não vou entrar em detalhes aqui, mas com certeza o gargalo hoje não é hardware, infra-estrutura física, tvs de mais ou tvs de menos, etc… . não dá nem pra se discutir se há escolas com falta de tvs ou de computadores. Isto já é coisa superada. Os números comprovam que são suficientes, assim como a criatividade de inúmeras escolas em usar um tv para várias salas, deslocando quando se faz necessário.
    Claro também que a forma de uso das tvs varia muito conforme a iniciativa de cada escola, mas o ponto central da questão levantada pelo deputado, em termos de prioridade é: estes recursos (tvs, portal, laboratórios) estão de fato colaborando com o senso crítico dos alunos? Estão podendo, por exemplo, usar os laboratórios e integrá-los com as tvs? Portal versus tvs…softwares educacionais versus tvs (não só projeção de slides, como disse o próprio deputado), etc…São questões que, se respondidas pela SEED, poderão de fato e de vez colocar o projeto como inovador e finalmente acabar com determinadas provocações baratas. De repente ainda compensa investir um pouco mais nestas integrações do que deixar como está. Esta é a minha contribuição.

  31. isto porque o

    “me desculpem mas é não ter o que fazer e falar na ASSENBLEIA,”

    eu achei que o N poderia ser erro de digitação. mas, fica a duvida

  32. televisão com multimídia dentro da saula de pobre não serve para nada, o deputado está certo! brigadão reni, vamos acabar com esa bagunça e voltar para a boa e velha escola pública que mais parecia uma sanitário de rodô!

Comente