Uncategorized

Vargas Llosa vem aí para falar sobre literatura e política

mario_vargas_llosa

O escritor Mário Vargas Llosa deve pintar em Curitiba a convite do deputado Ney Leprevost para falar sobre literatura e também sobre o quadro político no continente. Llosa é um crítico ácido do populismo bolivariano de Chavez e de todos os seus sucedâneos, inclusive o epígono Requião.

Há dias, Llosa desafio Hugo Chavez para um debate público, mas o presidente da Venezuela recuou depois de aceitar.

Da obra de Llosa, os romances “Batismo de Fogo”, “A Casa Verde”, “Conversa na Catedral”. Em 1981 publicou “A Guerra do Fim do Mundo”, sobre a Guerra de Canudos, que dedicou ao escritor brasileiro Euclides da Cunha, autor de Os Sertões.

7 Comentários

  1. Vamos ver se o duce se prontifica a debater com ele. Afinal o epígono deve lavar a honra do mestre.

  2. É bom para desmistificar esses pseudos líderes populistas Sul Americanos, que entram mansinhos e logo se transformam em grandes ditadores!
    Querendo sempre se eternizarem no poder aranjando sempre as desculpas de reeleições e mandatos sucessivos!

  3. Tá, tudo bem, é ótimo termos intelectuais aqui, seja de que corrente forem. Mas, pergunta-se: quem vai pagar a viagem e a hospedagem, a Assembléia? Quer dizer, o povo paga para o deputado pegar no pé do governador?
    Justifique os gastos antes de fazê-los.

Comente