Uncategorized

PF investiga negócios do neto de Sarney no Senado

detetiveEsta

Do Josias de Souza na Folha Online

A Polícia Federal decidiu esquadrinhar a atuação da empresa Sarcris na intermediação de empréstimos a servidores do Senado. A empresa tem como sócio José Adriano Cordeiro Sarney, 29 anos, neto do senador José Sarney e filho do deputado Zequinha Sarney.

Os repórteres Leandro Colon e Rodrigo Rangel informam que, em princípio, a ação da Sarcris será investigada num inquérito aberto em 13 de maio, para perscrutar a ação de outras firmas – entre elas a Contact. Trata-se daquela empresa que tem no rol de sócios uma ex-babá octogenária, “laranja” do ex-diretor de Recursos Humanos João Carlos Zoghbi.

A Contact também faturou milhões intermediando o acesso de casas bancárias ao milionário universo dos empréstimos consignados do Senado. A PF não exclui, porém, a hipótese de abrir um inquérito específico para o caso da empresa do neto de Sarney.

Por ora, tenta-se verificar se há algum tipo de ligação entre a empresa do neto do presidente do Senado e as firmas da ex-baba do antigo diretor.

De resto, deseja-se apurar se José Adriano Sarney se valeu do nome e do prestígio do avô para cavar o acesso de bancos à folha do Senado.

A empresa do neto começou a operar em 2007. Desde então, recebeu delegação de seis instituições financeiras para agenciar empréstimos no Senado.

Dessa meia dúzia de contratos, quatro continuam em vigor. O filão dos empréstimos a servidores é gordo: R$ 144 milhões por ano na Casa.

O neto do senador-presidente diz que o faturamento de sua empresa é de “menos de R$ 5 milhões” por ano. Um portento.

13 Comentários

  1. Se a PF começar a investigar seriamente a vida e atividades que circulam o Sr. José Sarney, mais ou menos uns 40 anos de atividades políticas sempre a frente de governos, nunca oposição, vão descubrir coisas do arco da velha, más eu duvido que isso efetivamente ocorra, pois se não permitiram investigar Daniel Dantas (PT/Opportunity), porque permitiriam investigar o “todo poderoso” Zé Sarney? Afinal muita gente tem rabo preso com ele, e entrariam em pânico se tal fato fosse verdade em um país sério! Que infelizmente não é o nosso caso!

  2. O Sarney (PMDB) representa o que de mais atrasado existe na política brasileira, o coronelismo oligárquico patrimonialista.

    No poder desde a época da UDN participou ativamente do golpe de 64 e a partir dele se enriqueceu e aumentou a sua influência política e não só no legislativo, mas também no Executivo, no Judiciário e até nos meios de comunicação, já que quem controla a Globo no Maranhão é ele.

    Grande oportunista quando viu que a ditadura militar chegava ao fim mudou de barco e assim o ex-presidente do PDS, que foi uma das legendas usadas pela ditadura, já abrigado no PMDB acaba por via indireta como vice do Tancredo. Com a suspeita morte deste se torna de forma duplamente biônica presidente da República, sendo enquanto tal envolvido em diversos escândalos.

    Depois por várias vezes presidente do senado não teve prática diferente, já que o Maia sempre foi da sua cota!

  3. Bem agora as coisas tomam outro corpo. Graças a Deus a Policia Federal resolveu entrar nisso. Por outro lado os lucros de uma empresa assim são fáceis de calcular. Pois os valores saídos dos bancos devem ter control, e nos contratos consta o percentual a que a empresa tem direito.
    Além claro do Imposto de renda tanto da empresa quanto dos acionistas. SUCESSO SENHORES. e PARABÉNS

    Pois é, mais uma, e com a Policia Federal atuando, não deve parar por aqui. Ainda Bem.

  4. Apesar de ser um grande empresário do ramo da comunicação, praticamente toda a familia do “nobre” senador é funcionária pública.
    É óbvio que existe maracutaia, porém jamais será comprovado

  5. I – Esse sr. Oriente diz que recebeu durante nove meses salário sem pisar na prefeitura, então seria bom que o MP o fizesse devolver essa quantia aos cofres públicos.

    II – Tentar incriminar o Scalco? Conta-se nos dedos de uma mão pessoas com a integridade desse homem!
    Esse deve ser aquele documento que o “Pentelho dos Bairros” anunciou que iria mostrar há alguns dias. Um cara que faz campanha pra prefeito aparece na mídia direto e não atinge 6 mil votos e agora tenta ferrar com o Scalco? nem os drogadinhos das baladas mais confiam em vc meu chapa, risca daqui q é melhor pra ti.

  6. A mesma PF que está investigando o Beto Richa. Tomara que ela seja imparcial na investigação.

  7. E contunua impressionando…Como tem gente pra defender esses picaretas! Os comissionados tudo bem defender o seu $$$, mas só eles….

  8. Pois é. Mais uma vez a lama toma conta do alto escalão da república. Pior é que com tantos rabos presos e sujos, todos rezando para que tudo acabe logo e em pizza, ficará mais difícil passar essa vergonheira a limpo.

  9. vai ver, o Sarney nem conhece esse neto. Aliás, nem sabia que ele existia.

  10. ALBINO MACHADO DIAS Reply

    O Sr. Sarney e os seus (correligionários, seguidores, comparsas….) não deram conta que o Brasil mudou e por isto estes políticos vem adotando as mesmas práticas que os mantiveram no poder por anos e anos. O Brasil mudou não porque melhorou a qualidade dos nossos polítcos ( neste quesito desde os tempos de Rui Barbosa temos exceções), mas devida informática e a tecnologia da informação que permite a transparência em tempo real e não dá mais para esconder a informação e manipular a opinião pública.
    Como descendentes dos Donatários das Capitanias Hereditárias, dos Barões, Viscondes e Coronéis estas pessoas não se deram conta que a corte já não tem a mesma força da época do Império ou da Monarquia.Para quem teve a oportunidade de ler história da vinda da família Real para o Brasil, relatada por Laurentino Gomes no livro 1808, entende muito bem o comportamento da nossa classe dominante pois já naquela época se dizia: na corte quem rouba pouco é ladrão, quem rouba muito é Barão, quem rouba e esconde é Visconde.
    Herdeiros que somos desta sociedade, em que a elite (cidadão não comum) descende daqueles acostumados a se apropriaram dos bens do Estado e o povo (cidadão comum) descende de degredados ou criminosos expulsos da corte, não esperemos por mudanças no curto prazo.
    Se queremos de fato (e não por interesses imediatos) construir uma outra sociedade para os nossos descendentes, vamos ser mais criteriosos ao escolher nossos representantes, seja este o Presidente da República, o Sindico do Condomínio ou a diretoria da Associação do Bairro.

  11. Fico em duvida como devo me dirigir a esta insolita figura: Sua Excelencia, sua indecencia, sua incompetencia, sua excrecencia, sua impotencia, sua insolencia, sua insurgencia, sua maledicencia, sua malquerencia, sua incoerencia,sua insuficiencia,sua prepotencia,etç. Como fico na duvida, direi sempre “Sêo filho da puta”, sem medo de errar. De maneira direta: sarney@senado.gov.br

Comente