Uncategorized

Lula pede ao PT que priorize eleição para o Senado

gleise001

No Paraná, o PT terá a eleição de duas mulheres em suas prioridades máximas. A maior, eleger Dilma Roussef presidente da República. A segunda, eleger Gleisi Hoffmann senadora. Esta definição parte do presidente Lula, que acredita que o país só terá mudanças essenciais se mudar a composição do Senado nas eleições do ano que vem.

Em artigo de Josias de Souza, na Folha Online, que você lê a seguir, fica evidente a preocupação de Lula, que vê na concentração de esorços pelo Senado o melhor caminho para o PT compor alianças nos Estados.

“Na escala de prioridades de Lula para 2010, o Senado foi elevado à condição de segunda meta. Vem logo abaixo da campanha presidencial de Dilma Rousseff.

Em privado, Lula diz que não deseja para Dilma o Senado que a má sorte impôs a ele. Fala em “quebrar a espinha da oposição”. Refere-se a líderes como José Agripino Maia (DEM-RN) e Arthur Virgílio (PSDB-AM) com expressões pouco lisonjeiras. Afirma que é preciso “varrer essa gente”.

Nas próximas semanas, Lula vai tratar do tema com dirigentes do PT. Deseja converter a sua meta pessoal numa prioridade do partido. Enxerga duas vantagens na estratégia. Acha que, fixando-se no Senado, além de ajudar a “varrer essa gente”, o PT facilita o acerto com o PMDB.

Há cerca de duas semanas, Lula manteve com Michel Temer (PMDB-SP) uma conversa esclarecedora. Deu-se na biblioteca do Palácio da Alvorada.

Temer esmiuçou para Lula os problemas que o PMDB tem enfrentado para se entender com o PT em determinados Estados.

Nessas costuras regionais, tenta-se obter o sobretudo que vai recobrir o figurino principal de 2010: uma chapa em que Dilma seja adornada com um vice do PMDB.

Temer disse a Lula que, para arrancar da convenção do PMDB o apoio a Dilma, precisa que o PT lhe facilite a vida nos Estados em que seu partido almeja o governo.

Ao reproduzir o diálogo que teve com o presidente a líderes de seu partido, Temer disse ter listado alguns Estados onde as encrencas são mais acesas.

Mencionou, por exemplo: Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul.

Lula prometeu agir. E expôs o pedaço de sua estratégia que se volta para o Senado.

Disse que recomendaria ao PT que, em vez de cobiçar primordialmente os governos estaduais, passasse a ter olhos também para as cadeiras do Senado.

Depois desse encontro, o Senado passou a frequentar praticamente todas as conversas de Lula –com assessores e aliados— sobre 2010.

O maremoto de denúncias que engolfa a presidência de José Sarney serve de tônico para os argumentos de Lula.

“A gente não pode mais conviver com essa instabilidade constante”, disse ele, num de seus diálogos.

Sob Lula, o Senado virou uma trincheira da oposição no Legislativo. Em tese, o governo dispõe de maioria. Na prática, coleciona derrotas.

O principal infortúnio, ainda hoje atravessado na traquéia do presidente, foi a derrubada da CPMF, em 2007.

Mais recentemente, a fluidez da maioria governista permitiu à oposição arrastar para um pedaço de papel assinaturas suficientes para impôr a CPI da Petrobras.

Algo que obrigou o Planalto a se meter numa refrega legislativa. Adiou o início da investigação por três vezes. Mas a espada da CPI ainda pende sobre o governo.

A articulação senatorial de Lula não se restringe ao PT. Pretende tonificar qualquer candidatura que reúna condições de se contrapor à “gente” da oposição.

Procura, por exemplo, nomes que possam criar obstáculos à reeleição de Agripino Maia no Rio Grande do Norte.

No Amazonas, joga fichas na candidatura ao Senado do governador Eduardo Braga (PMDB), feroz adversário de Arthur Virgílio.

Na Bahia, onde o PSDB se acertou com o DEM, Lula tenta convencer o ministro Geddel Vieira Lima, do PMDB, a disputar o Senado, não o governo.

“Se o Geddel disputar o Senado, eu faço a campanha dele”, diz Lula, dono de confortáveis índices de popularidade na Bahia.

10 Comentários

  1. Este Lula precisa de algumas lições:
    “A gente não pode mais conviver com essa instabilidade constante”, isso ele (lula) se refere à instabilidade no Senado.

    Só que quer manter lá o CAUSADOR DE TODA A BADERNA. Na verdade da CRISE e dos desmandos,O “Secreto” – Ou será que o que esse arrombo de arrogância e incompetência quer é virar espelho do “Chaves”.

    Sim porque um Senado com o Secreto ou coisa pior, porque se for colocado pelo Lula será com certeza Muito Pior que o Sarney.
    Vai atender só e exclusivamente a interesses partidários e pessoais, leia-se PT e Amigos ou afiliados.

    Isto nos leva a uma Banca Rota Total, já não chega os desfalques da Petrobrás, que se lá estivesse tudo em ordem, não tinha o porque o Lula lutar tanto para que a CPI seja inviabilizada, a Itaipu fora de fiscalização, O Senado Federal pagando somas estratosféricas para servidores fantasmas,(que nunca ninguém viu trabalhando) o propósito de enfraquecer o TCU, e todo e qualquer orgão que desempenhe com lisura e transparência suas atribuições, principalmente se tratando de fiscalização.

    E Por fim essa tentativa desvairada de deixar a Dilma na presidência da República.

    Bem fica aqui o Meu apelo aos Brasileiros de Bem e que algum Amor teem a esta maravilhosa Pátria. ISTO PRECISA SER IMPEDIDO; E tem que ser no VOTO. Merecemos um Executivo e um legislativo DECENTE OPERANTE E HONESTO, Mas que trabalhe para O Bem Maior – BRASIL – Nós merecemos

  2. Chega de PT, quem é esta Gleise na ordem do dia?

    Resposta: É mais uma petista querendo raspar o fundo do tacho. CHEGAAAA, por favor chega de LULA, chega de Sarnei e chega de PT.

    O brasil andou para trás com o governo Petista.

    Fernando Henrique Cardoso deixou o barco a mar aberto, livre para navegar em águas mansas, com moeda forte e comércio exterior aberto (apesar das reclamações de Lula antes de ser Presidente de que FHAC, viajava demais) Ora, safado, foi para abrir as portas para você governar e nem assim você consegue.

    Nunca pagamos tanto impostos como estamos pagando neste governo incompetente para bancar seu assistencialismo jaguara.

    Fora LULA, fora Gleice, fora PT

  3. A mesma lenga lenga das eleiçoes municipais do ano passado.
    O Lula trouxe mau agouro para as suas escolhidas, e pelo visto em 2010 será um vale a pena ver de novo!

  4. Carlos-Curitiba Reply

    Mas o PT-PR ainda vai se livrar anos talvez decadas para se livrar do estigma do Mr. Procel (Vanhoni) que detonou o PT paranaense!

  5. Essa historinha ja ta manjada entre os petistas do Pr – “Olha é o lula que pediu – olha – ela é a candidata do LULA” – plantam isso na imprensa para poder enganar uma meia duzia de laranjas – por isso o ferro quente aguarda a Loira em 2010 se ela continuar agindo assim – lamentavel…

  6. Votei no PSDB na eleiçao passada. Mas convenhamos,quem conhece a Gleise fica encantado.èuma mulher forte e pode representar sim o Paraná no senado.
    Se precisar do meu voto terá . Melhor a Gleise que Ricardo Barros e eca Lupion.

  7. Serra e Beto apoiam Fruet, Lula e Dilma Apoiam Gleise, quem apoia Requião? os irmãos?

  8. Realmente as melhosres opções é Dilma para Presidente e Gleise para o Senado.
    Para o bem do povo do Paraná e do Brasil vamos colocar estas duas no poder.

  9. LULA, DILMA, FORAAAA Reply

    Lula, pega a sua candidata, que é do seu bando, soma ai com a Gleiisse mais o Sarnei e resto da cambada do PT e sumam.

    Não vem aqui no Paraná cheio de demagogia que aqui o povo é trabalhador, honesto e não vive de assistencialismo.

    Criem vernhnha na cara e comecem a realmente pensar no Brasil e administrar este pais com seriedade.

  10. Parnanguarinha Reply

    Não tinha uma foto melhor dessa Gleisi?
    Pequenininha, bonitinha e poderosa…
    Põe uma foto que preste aí, pô.

Comente