Uncategorized

Três paranaenses mortos em incêndio em Londres

tn_627_600_incendio_predio_Londres_matou_tres_criancas
O Globo

Três brasileiros foram identificados entre os seis mortos no incêndio de um prédio popular em Londres, ocorrido na noite de sexta-feira. A polícia local confirmou a morte de Dayana Francisquini, de 26 anos, e de seu filho mais novo, Filipe, de 3 anos. Parentes deles no Paraná afirmaram que a filha mais velha, Thaís, de 7 anos, também teria morrido.

A polícia informou ainda que os outros mortos seriam Helen Udoaka, de 34 anos, e sua filha de apenas três semanas, Michelle, além de Catherine Hickman, 31 anos. A sexta vítima, que seria Thaís, não teve seu nome divulgado pelas autoridades britânicas.

Quando as chamas começaram a lamber o prédio, Dayana chegou a falar por telefone com o marido, Rafael, que estava no trabalho. Ele pediu à mulher que se escondesse no banheiro com as crianças e colocasse toalhas molhadas nas frestas da porta.

Mas quando os bombeiros conseguiram chegar ao apartamento da família, Dayana e Filipe estavam desacordados, intoxicados pela fumaça, e morreram pouco tempo depois, no hospital. Não havia informação oficial sobre Thaís.

Rafael, que correu para casa logo que soube do incêndio e durante toda a ação dos bombeiros permaneceu em frente ao prédio, estava devastado: — Eu vivia para eles. Agora tudo se foi, eu não tenho mais nada.

A família morava há cinco anos na Europa, segundo contou em entrevista ao “Jornal de Maringá”, do Paraná, a tia de Dayana, Elisabete Francisquini Paulino, que confirmou as três mortes. Elisabete informou também ao jornal que os corpos serão trazidos para o Brasil e deverão ser sepultados, no próximo fim de semana, em Curitiba, onde moram outros integrantes da família.

Os bombeiros conseguiram resgatar das chamas 30 pessoas “em circunstâncias extremamente difíceis” e 12 delas ainda estão em hospitais, recebendo atendimento.

Segundo informações oficiais, mais de 100 bombeiros estiveram no local lutando contra o incêndio, que teve início no fim da tarde de sextafeira.

O fogo teria começado no quarto andar e se espalhado rapidamente por sete dos 12 andares da construção — parte do projeto de moradias populares dos anos 60.

1 Comentário

  1. Meus mais sinceros sentimentos a Família enlutada que Deus possa confortar a todos neste momento de profunda tristeza

    “Na minha angústia clamei ao Senhor e Ele ouviu o meu clamor”

Comente