Uncategorized

MP investiga contratação sem concurso público na Secretaria de Educação

yvelise(2)

A secretária Yvelise Arcoverde (foto), da Educação, terá que dar explicações ao Ministério Público sobre a contratação de professores sem concurso público. Uma dessas contratações foi a de Andréa Rodrigues Vieira Arambul, em Arapongas, como aponta a edição eletrônica do Diário oficial do dia 17 (veja abaixo).

mp-x-seed

10 Comentários

  1. Essa Yvelize é uma tacanha mal informada. Não faz idéia por quantas andam as condições da educação estadual, perdem mais tempo lobbyando e arrumando cargo pros cupinxas que projetando uma educação digna e de qualidade. A corja dos “cheira-cheiras” está se disseminando há duas gestões. O final está próximo!!!!!

  2. Olá tem que investigar mesmo, que tem mais, pessoas que trabalharam nos Jogos da Paraná Esporte/SEED não receberam suas diárias e outros que não compareceram recebiam fartos subsídios. Entre eles o novo presidente Marco Aurélio que de honesto não tem nada! Eu acredito no Ministério Público!

  3. Este não é o único protegido que a Secretária de Educação dá o geitinho para empregar, outro exemplo gritante foi o corgo comissionado da namorada do seu filho através do DECRETO Nº 3125 – 25/07/2008, Publicado no Diário Oficial Nº 7771 de 25/07/2008
    .
    Súmula: Nomeação de Ana Caroline Teixeira para o cargo de Assessor da Secretaria de Estado da Educação-SEED, e Exoneração de Elisane Fank de Paiva…
    .
    O GOVERNADOR DO ESTADO DO PARANÁ

    Resolve nomear, de acordo com o art. 24, inciso III, da Lei nº 6.174, de 16 de novembro de 1970, ANA CAROLINE TEIXEIRA, RG nº 8.050.518-3, para exercer, em comissão, o cargo de Assessor – Símbolo 2-C, da Secretaria de Estado da Educação, a partir de 21 de julho de 2008, ficando exonerada ELISANE FANK DE PAIVA, RG nº 4.393.718-9.

    Curitiba, em 25 de julho de 2008, 187º da Independência e 120º da República.

    ROBERTO REQUIÃO,
    Governador do Estado

    YVELISE FREITAS DE SOUZA ARCO-VERDE,
    Secretária de Estado da Educação

    RAFAEL IATAURO,
    Chefe da Casa Civil

    A mesma pediu exoneração depois que foi reorganizada na Camara dos Vereadores e teve que escolher o emprego, já que advogava e pouco comparecia na Assessoria Jurídica para trabalhar.

    Pediu exoneração conforme abaixo.

    4111 6/1/2009 Exoneração de Ana Caroline Teixeira, do cargo de Assessor, Secretaria de Estado da Educação-SEED.

  4. A SENHORA YVELISE, ESTÁ FRUSTANDO A CLASSE DOS PROFESSORES, CHEGA DE YVELISE … PODEMOS CITAR PESSOAS MAIS CAPAZES PARA ESTE CARGO.

  5. Sinceramente, se há alguém que precisa de uma licença é a Sra Evelise. É só ela se licenciar e as coisas voltam a andar na SEED. Uma pessoa que teme tanto os latidos da oposição não deveria assumir um cargo deste. Quer dar mais um presente a nós educadores? Se afasta do cargo.
    Falta ousadia até pra isto!

  6. Quanta gente ma informada ou desonestas em seus comentarios, a professora Yvelise sempre foi de uma integridade e muito seria, honesta e digna na condução de assuntos pertinentes a Educação do nosso Estado bem como nos Processos Pedagogicos do Pais.
    Se a Educação esta devendo e tem problemas gerenciais, imaginem sem a sua presença e conduta, o que seria levada a SEED a ser transformada.

  7. Prof. Bonfim está faltando conhecimento do que realmente acontece na Secretaria de Educação com o concentimento de nossa “querida” Secretária, são tantas barbaries que daria para escrever uma trajédia Grega.
    Imagine seu dinheiro sendo gasto com viagens de funcionários semanais para viagens a “trabalho” para patrocinar funcionários que ficam tardes inteiras em orgias sexuais nos hoteis do interior, tudopatrocinado pelo dinheiro do Estado e com autorização da Secretário, só porque chefes desses setores aceitaram sua futura nora como funcionária quase fantasma.

  8. Isso a Madselva faz no Colégio Estadual faz tempo, contrata quem ela quer com contrato irregular e tudo. O que não pode é sair a Yvelise e voltar o mano do governador. Aí ferra tudo!

Comente