Uncategorized

Paraná é 13º estado do país em investimentos

cid

O Sindicato de Engenharia do Paraná apresenta amanhã o estudo que encomendou aos economistas Cid Cordeiro (foto), supervisor regional do Dieese, e Fabiano Camargo, sobre o nível de investimentos do setor público na economia nacional e regional.

No Paraná, o nível varia de acordo com o indicador. “Se compararmos o nível de investimento do Paraná, em vários indicadores, com estados do sul e sudeste, nosso estado tem um ótimo desempenho. Mas na comparação com todos os estados do País, o desempenho paranaense cai para o 13º lugar”, disse Cordeiro.

De modo geral, o nível de investimentos públicos no país é bastante baixo. “Este estudo é para alertar que o país só vai ter um crescimento sustentável quando os Estados atuarem como coordenadores, indutores e realizadores dos investimentos”, alerta o economista do Dieese.

O estudo vai também apresentar um comparativo internacional. Enquanto de 2000 a 2007, a China investe 20% do PIB, a Índia 6,6%, a Rússia 4,38%, o Brasil investiu apenas 1,7%.

O estudo completo será apresentado em uma entrevista coletiva no Sindicato dos Engenheiros, no Centro Comercial Itália (Marechal Deodoro com João Negrão), amanhã, às 15 horas.

3 Comentários

  1. Agora é preciso saber também em que posição está Curitiba dentre as capitais, por que boa parte dos investimentos públicos aqui são recursos federais. E o dinheiro da prefeitura como está sendo “investido”?

  2. Bruno:

    1. O dinheiro não é “Federal”, é meu, é seu, são nossos impostos, lembra? É antes de tudo uma obrigação do Estado prover condições para que nós, que pagamos os impostos, tenhamos como progredir, criar trabalho e gerar riquezas para todos; lucro não é crime, crime é arrecadar uma fortuna em impostos e não transformar isto em benefícios à população.

    2. É nossa obrigação fiscalizar todos os niveis, municipal, estadual e federal, como não conseguimos fazê-lo individualmente, elegemos representantes para isto: vereadores, deputados e senadores. Se elegemos discursos, partidos ou ideologias, teremos como resposta a mesma coisa e não o bem comum que tanto precisamos.

    3. Nossa organização potlítico administrativa divide as responsabilidades entre os níveis de administração (Federal, Estadual e Municipal), mas existe um “caixa central” que arrecada a maior parte dos impostos e decide onde e quanto vai gastar (cadê nossos Deputados Federais e Senadores?). Não sei a quantas estamos, mas com certeza recebemos de volta muito menos do que enviamos.

    4. “Carimbar” dinheiro significa atender a aliados políticos e não à população, motivo pelo qual não podemos aceitar que o governante que está no poder (note bem: está, não é) faça de nosso dinheiro um instrumento de promoção pessoal ou partidária.

    5.Já erramos muito, com péssimas escolhas, mas 2010 está aí, vamos acertar desta vez? Não sei, mas com certeza tentaremos e esta escolha é que faz a diferença entre nós e tantos outros que não tem esta chance, como os cubanos, norte coreanos e infelizmente, em breve (provavelmente), os venezuelanos, hondurenhos, iranianos e tantos outros.

    6. Não podemos nos comportar como torcedores, política não é futebol; na política não existem ganhadores e perdedores; enquanto continuarmos a ter esta visão estaremos condenados à mesmice de nossos políticos e a sermos sempre os perdedores.

  3. BEM, PELO QUE O ECONOMISTA DO DIESE DIZ, OS INVESTIMENTOS, SE COMPARADOS COM O SUL E SUDESTE SÃO BONS, LOGO, ISTO SIGNIFICA QUE OS INVESTIMENTOS SÃO RUINS SE COMPARADOS COM NORDESTE E NORTE.
    UMA JUSTIFICATIVA PARA ISSO SERIA A DE QUE OS ESTADOS DO NORTE E NORDESTE, COM MENOS INFRAESTRUTURA, CARECEM DE MAIS INVESTIMENTOS!!!!!!!!
    LAMENTAVELMENTE NÃO É POR ESSA RAZÃO!!!
    É QUE POR LÁ AS GAUTAMAS, AS PROPINAS, OS ROUBOS CAPEIAM COM MAIS FACILIDADES!!!!!!!!!!!!
    ENTÃO O GOVERNO FEDERAL, LULA E SEUS MINISTROS TẼM INTERESSE QUE O DINHEIRO VÁ PRA LÁÁÁÁÁÁ, ONDE O RETORNO PARA O BOLSO, DELES, É CERTO!!

Comente