Uncategorized

Para prevenir gripe, Prefeitura de Londrina dispensa servidoras grávidas

barbosa1

O prefeito de Londrina, Barbosa Neto, assinou hoje decreto dispensando às servidoras municipais gestantes do exercício das funções de seus cargos enquanto permanecer o risco da epidemia da gripe A (H1N1) na cidade. A medida vale para todos os órgãos e departamentos da Prefeitura de Londrina.

“Em virtude desta situação epidemiológica e o risco que a gripe A pode provocar em gestantes, tanto na mulher quanto na criança, acatamos a sugestão da Secretaria de Saúde”, informou o prefeito.

O decreto ainda estabelece que somente servidores com atestado médico superior a sete dias, devem comparecer a perícia na Secretaria Municipal de Gestão Pública. “Sete dias é o prazo que os médicos têm recomendado para que os pacientes com suspeita da gripe A façam repouso em domicílio. Neste período a pessoa não pode pegar ônibus, circular em ambiente de trabalho, porque está com a suspeita do vírus e por isso não pode ficar exposto num prazo menor do que uma semana”, explicou o prefeito.

Anteriormente ao novo decreto, o prazo para o servidor com atestado médico realizar a perícia era a partir do terceiro dia. A nova redação define também que o servidor com sete dias ou menos de atestado médico, deve entregar direto para chefia quando da apresentação do cartão ponto.

“Estamos tomando todas as medidas que estão ao alcance da prefeitura para evitar que a cidade viva uma epidemia da gripe A. A saúde da população está em primeiro lugar nas nossas ações e por isso já suspendemos aulas na educação, atividades culturais, da Assistência Social, além de cancelamos as audiências”, afirmou Barbosa. Ele lembrou que a prefeitura está liderando esta cruzada contra o vírus H1N1. “Fomos o primeiro município a suspender as aulas e convocamos a sociedade civil, igrejas, entidades para avaliar suas atividades que aglomeram gente para evitar a proliferação do vírus da gripe A”, declarou o prefeito.

6 Comentários

  1. MUITO BEM!
    MAS E AS GRAVIDAS QUE NÃO TRABALHAM EM SERVIÇO PUBLICO COMO É QUE FICAM?
    ESSAS NÃO TEM PROBLEMA QUE CONTINUEM CIRCULANDO?
    ESTA FALTANDO AUTORIDADE PARA RESOLVER PROBLEMAS COM A GRIPE!
    NÃO ESTÃO PENSANDO NO CUSTO DESSAS VIDAS ESTÃO PENSANDO NOS CUSTOS ECONOMICOS DE UMA PARALIZAÇÃO GERAL.
    UMA VERGONHA.

  2. EU TAMBEM PARABENIZO NÃO SO AS GRAVIDAS
    MAS AS NOSSAS CRIANÇAS DAS ESCOLAS POIS É UM GRANDE PERIGO DÓ DE SABER QUE JÁ VIROU EPIDEMIA..
    ESPERO QUE ELE CONTINUE TOMANDO INICIATIVA TAL QUE NÃO PREJUDIQUE A POPULAÇÃO DE LONDRINA…..

Comente