Uncategorized

Beto Richa em Brasília, para definir situação do PSDB no Paraná

beto richa1

O prefeito Beto Richa embarca daqui a pouco para Brasília. Leva com ele os deputados estaduais Valdir Rossoni e Ademar Traiano. Terá um encontro, às 19h30, com o presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra. Da reunião devem participar também os deputados federais Affonso Camargo, Gustavo Fruet e Alfredo Kaeffer.

Beto Richa quer a prorrogação do mandato de Valdir Rossoni na presidência do PSDB nativo, da mesma forma que estão sendo prorrogados os mandatos dos demais dirigentes estaduais e nacionais do PSDB.

O obstáculo é o senador Alvaro Dias, que exige mudanças, porque sabe que nas condições atuais seria inapelavelmente derrotado em qualquer disputa interna no PSDB do Paraná.

Alvaro Dias insiste na indicação de Euclides Scalco e sugere que um apelo dos tucanos de alta plumagem, entre eles Fernando Henrique Cardoso, seria atendido.

8 Comentários

  1. Estava tudo certo. Nada disto seria necessário se Beto não fosse a revelação que é.
    Até na justiça, as leis facultam a alteração de decisões dos tribunais, se as circunstancias posteriores justificarem.
    Mas, a chance de uma nova aliança com Osmar pode não se repetir. E, Beto é novo.
    Vamos ver.

  2. É BOM ELES SE UNIREM MESMO SE NAO ACABA PERDENDO A ELEIÇAO NO PARANA…O ROSSONI DEVERIA ERA RENUNCIAR O CARGO DE PRESIDENTE DO PSDB NAO PEDIR PRORROGAÇAO DE MANDATO.ESSE PSDB NAO EXISTE NO PARANA.

  3. Administrativamente, não concordo com a porrogação da direção do partido, já que administrativamente isso não é saudável como ato administrativo.

  4. Gostaria de saber, sr. Fábio Campana, se a viagem do sr. Beto Richa está sendo paga por cofres públicos. Pois eu não gostaria, como cidadão, de ver meu dinheiro, que é pago através de impostos, patrocinar essas articulações pessoais de um e outro.

  5. O PSDB não consegue estabelecer uma identidade, no Paraná e nacionalmente. Da forma que esta vai perder novamente a eleição presidencial e corre sérios riscos no Paraná.
    Vejamos algumas contradições aqui na terra:
    1. O partido é oposição ao governo estadual todavia ocupa cargos de 1º escalão e tem inúmeros deputados na base de apoio do governador;
    2. O Requião ataca sistematicamente o Prefeito e este declara ao Jornal o Estado do Paraná que quer aliança com o PMDB;
    3. O Prefeito Richa foi reeleito em grande parte a uma composição politica que incluiu PPS, DEM, PDT e outros partidos que não lançaram candidatos abrindo caminho para uma vitória esmagadora no primeiro turno;
    4. O Prefeito Beto devido ao bom desempenho motivado em grande parte pelas alianças politicas esqueceu os compromissos asumidos;
    5. O Prefeito Richa está sendo o grande responsável pela divisão do grupo que disputou as eleições de 2006 e 2008;
    6. Os tucanos estão seguindo um caminho perigoso que pode não ter volta;
    Nacionalmente não se tem um discurso uniforme, uma bandeira para contrapor o PT e seus aliados.

Comente