Uncategorized

Marina Silva deixa o PT

marina-silva

A assessoria de imprensa do Partido dos Trabalhadores acaba de afirmar que Marina Silva confirmou sua saída do partido após 30 anos. Marina, que deve ser candidata à Presidência da República pelo PV, falará sobre a decisão ainda hoje.

Da Revista Época. Com Matheus Leitão, de Brasília:

A senadora e ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva (AC) comunicou na manhã desta quarta-feira (19), por telefone, ao presidente nacional do PT, Ricardo Berzoini, que está deixando o partido. Nesta quarta-feira (19), em entrevista coletiva, Marina disse que pode se filiar ao PV, mas ainda não tem data para fazer isso. A informação havia sido confirmada a ÉPOCA pela assessoria de imprensa do Diretório Nacional do PT.

Há cerca de três semanas, Marina recebeu um convite do PV para se filiar e se candidatar à Presidência da República. O anúncio da candidatura, no entanto, não será feito agora. Antes, o PV precisa se estruturar para bancar uma candidatura desse porte à Presidência. A última vez que o PV teve um candidato ao cargo foi em 1998, quando Alfredo Hélio Syrkis ficou em sexto lugar, com 212 mil votos.

Como mostrou a reportagem de capa de ÉPOCA nesta semana, a possibilidade de Marina Silva ser candidata modificou o cenário da corrida presidencial, que parecia tomar o rumo de uma disputa plebiscitária entre a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), candidata do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e o governador de São Paulo, José Serra (PSDB).

A possível entrada de Marina na disputa presidencial muda o cenário da eleição, e a candidatura mais afetada é certamente a de Dilma. “Marina, além de conhecida e respeitada, é mulher e também tem uma história de luta contra a ditadura”, afirmou à edição impressa de ÉPOCA que está nas bancas o publicitário Duda Mendonça, responsável pela campanha vencedora de Lula em 2002. A possibilidade de Marina concorrer também mexe com o número de candidaturas da base aliada ao governo. O desejo de Lula é que o deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE) esteja ao lado da ministra, possivelmente até como candidato a vice-presidente. Nesta semana, no entanto, o partido se reuniu com Lula para manifestar a intenção de bancar uma candidatura própria à Presidência.

Quem também se manifestou sobre a possível candidatura de Marina Silva foi o cantor Gilberto Gil, ex-ministro da Cultura no governo Lula. Em aula magna na Universidade Estácio de Sá, no Rio de Janeiro, Gil cogitou a possibilidade de sair como vice na chapa de Marina.

A candidatura de Marina também mexeu com o eleitorado. Uma pesquisa divulgada pelo Instituto Datafolha no último domingo (16) mostrou que Marina teria 3% dos votos se a eleição fosse hoje. É uma porcentagem pequena, mas significativa tendo em vista que a possibilidade de ela concorrer havia sido ventilada dias antes.

18 Comentários

  1. MULHER DE BOM SENSO! É POR ESSAS QUE EU ACREDITO QUE AINDA TEM GENTE BOA NO MUNDO DA POLÍTICA..GENTE QUE NÃO COMPACTUA COM A VERGONHA E A FALTA DE ÉTICA.

  2. Será o racha da Teologia da Libertação com o PT?

    Eu NÃO ACREDITO que a saída da Marina venha ocorrer de forma isolada ou que tenha sido resolvida de última hora, pois o racha da Igreja progressista, que foi a maior força na fundação e organização do PT (CEBs), já é evidente há muito tempo e começou a ficar claro já a partir da greve de fome feita pelo bispo na beira do Rio S. Francisco. Depois está ruptura ficou mais clara com a saída do Frei Betto e muitos outros ligados a TdL (Teologia da Libertação) do governo, o que não destoa do que tem dito a muito tempo o Boff e outros intelectuais ligados a está tendência.

    O MST é muito ligado ela, tal qual os demais segmentos organizados e a intelectualidade da TdL (Boff, frei Betto, João Pedro Stédile, etc.).

    O que estes intelectuais dizem:

    João Pedro Stédile
    “UOL Notícias – Já que o senhor falou dos ambientalistas, a senadora Marina Silva pode se desfiliar do PT e concorrer à presidência pelo PV. O que o senhor pensa disso?

    Stédile – Eu vou te dar uma opinião pessoal porque o fato é muito recente e nós não conversamos nos coletivos do MST. Pessoalmente eu vejo com muito bons olhos, com muita simpatia. Porque nós vivemos em uma sociedade democrática e quanto mais candidatos a presidente houver, melhor. Porque isso gera debate na sociedade. E um dos problemas que nós temos daqui até 2010 é a necessidade de debater projetos para sociedade. Não basta apenas debater candidaturas e partidos. E o pior dos cenários que nós podemos ter para a democracia brasileira e para o projeto de sociedade é se nós chegarmos a uma conjuntura eleitoral de que a decisão se defina apenas entre Dilma e Serra no primeiro turno. Por isso, pessoalmente, mesmo sendo filiado ao PT, vejo com muita simpatia que haja outras candidaturas porque isso vai oxigenar a política brasileira e obrigar a se fazer um debate não de nomes, mas sim de projetos. Então, uma candidatura da Marina vai trazer para o debate um projeto que ela defende. Com o enfoque muito maior à sustentabilidade do meio ambiente, à produção de alimentos sadios, à preservação da Amazônia, que é a região dela, e isso que é importante, é debater. O número de votos é o de menos.”

    Leonardo Boff

    “Uma Silva sucessora de um Silva?

    Não estou ligado a nenhum partido, pois para mim partido é parte. Eu como intelectual me interesso pelo todo embora, concretamente, saiba que o todo passa pela parte. Tal posição me confere a iberdade de emitir opiniões pessoais e descompromissadas com os partidos.

    De forma antecipada se lançou a disputa: Quem será o sucessor do carismático presidente Luiz Inácio Lula da Silva?
    De antemão afirmo que a eleição de Lula é uma conquista do povo brasileiro, principalmente daqueles que foram sempre colocados à margem do poder. Ele introduziu uma ruptura histórica como novo sujeito político e isso parece ser sem retorno. Não conseguiu escapar da lógica macro-econômica que privilegia o capital e mantém as bases que permitem a acumulação das classes opulentas. Mas introduziu uma transição de um estado privatista e neoliberal para um governo republicano e social que confere centralidade à coisa pública (res publica), o que tem beneficiado vários milhões de pessoas. Tarefa primeira de um governante é cuidar da vida de seu povo e isso Lula o fez sem nunca trair suas origens de sobrevivente da grande tribulação brasileira.

    Depois de oito anos de governo se lança a questão que seguramente interessa à cidadania e não só ao PT: quem será seu sucessor? Para responder a esta questão precisamos ganhar altura e dar-nos conta das mudanças ocorridas no Brasil e no mundo. Em oito anos muta coisa mudou. O PT foi submetido a duras provas e importa reconhecer que nem sempre esteve à altura do momento e às bases que o sustentam. Estamos ainda esperando uma vigorosa autocrítica interna a propósito de presumido “mensalação”. Nós cidadãos não perdoamos esta falta de transparência e de coragem cívica e ética.

    Em grande parte, o PT viou um partido eleitoreiro, interessado em ganhar eleições em todos os níveis. Para isso se obrigou a fazer coligações muito questionáveis, em alguns casos, com a parte mais podre dos partidos, em nome da governabilidade que, não raro, se colocou acima da ética e dos propósitos fundadores do PT.

    Há uma ilusão que o PT deve romper: imaginar-se a realização do sonho e da utopia do povo brasileiro. Seria rebaixar o povo, pois este não se contenta com pequenos sonhos e utopias de horizonte tacanho. Eu que circulo, em função de meu trabalho, pelas bases da sociedade vejo que se esvaziou a discussão sobre “que Brasil queremos”, discussão que animou por decênios o imaginário popular. Houve uma inegável despolitização em razão de o PT ter ocupado o poder. Fez o que pôde quando podia ter feito mais, especialmente com referência à reforma agrária e a inclusão estratégica (e não meramente pontual) da ecologia.

    Quer dizer, o sucessor não pode se contentar de fazer mais do mesmo. Importa introduzir mudanças. E a grande mudança na realidade e na consciência da humanidade é o fato de que a Terra já mudou. A roda do aquecimento global não pode mais ser parada, apenas retardada em sua velocidade. A partir de 23 de setembro de 2008 sabemos que a Terra como conjunto de ecosissitemas com seus recursos e serviços já se tornou insustentável porque o consumo humano, especialmente dos ricos que esbanjam, já psssou em 40% de sua capacidade de reposição.

    Esta conjuntura que, se não for tomada a sério, pode levar nos próximos decênios a uma tragédia ecológicohumanitá ria de proporções inimagináveis e, até pelo final do século, ao desaparecimento da espécie humana. Cabe reconhecer que o PT não incorporou a dimensão ecológica no cerne de seu projeto político. E o Brasil será decisivo para o equilíbrio do planeta e para o futuro da vida.
    Qual é a pessoa com carisma, com base popular, ligada aos fundamentos do PT e que se fez ícone da causa ecológica? É uma mulher, seringueira, da Igreja da libertação, amazônica. Ela também é uma Silva como Lula. Seu nome é Marina Osmarina Silva.”

    Frei Betto

    “Frei Betto, diz que ainda não decidiu se vai apoiá-la. Mas acha positiva a candidatura:

    —Ela vem politizar a campanha e obrigar os outros candidatos a debaterem a questão do desenvolvimento sustentável.”

    Como pré-condição para a sua ida para o PV ela já havia dito que seria condicionada a reformulação das políticas e a reestruturação partidária.

    Vamos quer quais forças que irão com ela, como também a evolução da discussão do programa de governo com a sociedade organizada.

  3. SEJA FELIZ ! SÓ ESPERO QUE ELA NÃO SE TORNE MAIS UM SENADOR COMO O CRISTOVÃO QUE DE PIOR REITOR, PIOR MINISTRO DE EDUCAÇÃO PASSOU A SER, PARA MÍDIA, UM senhor senador !!!

  4. Me responde uma coisa Campana, se ela trocar o PT pelo PV, não perde o mandato de Senadora, por infidelidade ?

  5. A Marina passa ser uma boa alternativa, algo novo,e realmente mexe no quadro eleitoral de 2010.O PT começa a ruir.

  6. Cá entre nós, preconceito aparte, ela não tem uma cara de doméstica? poderia pegar emprestado a vassoura do Jânio Quadros, e fazer uma faxina no Brasil. rs…

  7. Finalmente, duas mulheres e um homem na corrida presidencial. Sempre acreditei que o dia de acontecer isso chegaria.
    1º- A substituição do petróleo por energia de álcool e água.
    2º- Que o fim dos homens anunciaria a revolução feminina nas ruas.
    3º- Que as revistas e tablóides poderiam lançar mão de uma chamada digna de respeito:
    ” Elas estão chegando, e agora José??”

  8. Não compartilho de muitas de suas ideologias, mas sem dúvida é uma mulher “Guerreira”, batalhadora, sofrida, vitoriosa por lutar em desigualdade de condições e vencer os preconceitos regionais dos Coroneis do Norte do País, de uma região de pobreza absoluta, saúde fragilizada, mas uma lutadora, nunca se curvou aos interesses obscuros do lobistas insano de “Empresas Internacionais e Nacionais”, tomara que ela não fique com um discurso fazio como a ex Senadora Heloísa Helena que acabou sendo muito chata em bater em uma só tecla que diz acreditar!
    Boa Sorte Marina Silva, honesta política tão raro nos dias de hoje!

  9. Acho que nasci para ser pessímista mesmo, não consigo ver tal credibilidade em uma campanha vitoriosa da Marina e ou do PT, estão muito queimados. Digna é a querida Marina, só espero que o PV saia do anonimato agora, e espero que não tenha muito rabo de palha por que se não já colocam fogo. E sabe o meio ambiente não precisa de mais focos de incendio…

  10. Essa história é antiga, o PT tem perdido adeptos ao longo desses anos… Marina Silva é só mais um deles… Coitado é da Dilma, não tem carisma e sua candidatura não emplaca. E aliados de Lula vão o abandonando aos poucos, vide Ciro Gomes.

  11. MARINA SILVA PASSOU POR UM GOVERNO CORRUPTO E SAIU DE CABEÇA ERGUIDA, NINGUÉM LEVANTOU QUALQUER COISA QUE PUDESSE MACULAR SUA CONDUTA COMO PESSOA PÚBLICA.
    NO PT, DOS “CUMPANHERO” CONTUDO, SÓ DEVEM FICAR OS DIRCEUS, OS DELÚBIOS, AS DILMAS MENTIROSAS, AS IDELIS OPORTUNISTAS E TROPAS DE CHOQUE DO SARNEY, AS DANÇARINAS DA CÂMARA DOS DEPUTADOS, ETC, POIS, OS DECENTES ESTÃO SAINDO OU JÁ SAIRAM, TAIS COMO:
    FLORESTAN FERNANDES, QUE ANTES DE MORRER ASSIM SE DESABAFOU “ELES NÃO SÃO IDEOLÓGICOS, ELES SÃO SINDICALISTAS QUERENDO SUBIR NA VIDA”,
    CESAR BENJAMIM, PLINIO DE ARRUDA SAMPAIO, GABEIRA, ETC…

  12. O que é o comentario desse daniel?
    “preconceito aparte” vc é um ignorante, daniel. mulher negra tem cara de empregada para vc? que vergonha !!!

  13. Lá vem mais uma salvadora da pátria. Brasil – país de uma pessoa só que vai resolver o problema nacional. E tudo mais fica como está. Estamos cometendo um erro histórico. Dando o poder máximo do país a pessoas totalmente despreparadas ou com ambições além da conta. Marina Silva, ecredito seja pessoa decente, foi chamada ao governo para Lula mostrar e garantir prestígio. Depois negou apoio à pasta da então Ministra. Por duas vezes ameaçou sair. Por fim saiu porque não lhe interessava ficar. Eleições à vista. Sua experiência administrativa é parca. A pasta do Meio Ambiente é ancilar, talvez a menos prestigiada das ancilares, em qualquer foro de governo nacional (federal, estaduais e municipais). Duvido que possa angariar apoio político e social para fazer a diferença, e não mais do mesmo. Não há discussão nacional séria para mudança e compromisso social.

  14. Admiro muito a senadora Marina Silva, pena que dificilmente ela conseguirá espaço para alavancar a sua candidatura, como ocorreu com a candidara do PSOL, em 2006. Infelizmente, muitas vezes, a política neste país é feita com as cartas marcadas.

  15. cidadão curitibano Responder

    para quem acha a Marina impossivel, esse é o exato retrato do Obama há só dois anos atras. PV o PT com vergonha na cara.
    Chega das caras conhecidas.

Comente