Uncategorized

Paraná registra maior taxa de mortalidade de gripe suína no País

gripe-suina

Luciana Cristo no Paraná Online

Os casos de gripe A (H1N1) em Curitiba estão estáveis e com tendência a diminuir, segundo o secretário municipal da Saúde, Luciano Ducci. Há 10 dias são registradas reduções nos atendimentos nas unidades de saúde, assim como internações e pacientes internados em Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

O panorama da doença na capital paranaense foi apresentado ontem pela equipe municipal de saúde na Câmara de Vereadores. “Nas próximas semanas é possível que haja um acréscimo no número de atendimentos por causa da volta às aulas, mas por excesso de zelo e cuidado dos pais e professores com os alunos”, estima o secretário.


Das 55 mortes registradas até agora na região de Curitiba, 30 são de moradores da capital. Menos da metade deles apresentava doenças pré-existentes. Do total de vítimas fatais, uma era gestante e uma era uma mulher que tinha acabada de ter um bebê.

A média de idade das pessoas que morreram em Curitiba é de 36 anos. Outras 29 mortes da cidade ainda estão sob investigação, à espera de exame laboratorial.

A maior concentração de óbitos ocorreu na segunda quinzena de julho e a mais recente morte na cidade foi registrada no dia 11. O pico na procura por consultas médicas referentes à gripe foi na última semana de julho.

Só no dia 30, foram mais de 5,2 mil consultas a média, até então, era de cerca de 2 mil. Os internamentos reduziram de 207, no último dia 6, para 163 na última segunda-feira. “O vírus vai continuar entre nós e vamos ter que aprender a conviver com ele”, afirmou Ducci.

Do total de casos de gripe na cidade, 80% já são de H1N1. Como não é possível ter o número exato de infectados pela nova gripe em Curitiba, já que os exames são feitos somente em casos graves ou de óbitos, o número de pessoas notificadas com o novo vírus já é de 3.009. Dessas, 54% são de pessoas da faixa dos 20 aos 39 anos os adultos jovens.

Câmara

Foi confirmado ontem o primeiro caso de gripe suína na Câmara de Vereadores de Curitiba. O vereador Dirceu Moreira (PSL) está internado no Hospital Nossa Senhora das Graças e passa bem. Hoje deve ser votado projeto de lei municipal que obriga a instalação de dispenser de álcool gel em locais que comercializam e manipulam alimentos. Se aprovado, o projeto segue para sanção do prefeito Beto Richa.
Paraná tem maior taxa de mortalidade

A taxa de mortalidade da nova gripe no Paraná é a maior do Brasil, com 0,76% a cada 100 mil habitantes, revela boletim divulgado ontem pelo Ministério da Saúde. Essa taxa leva em conta apenas os primeiros 81 óbitos registrados no Estado (22% do total de mortes no Brasil).
Em seguida aparece o Rio Grande do Sul, com taxa de mortalidade de 0,62% a cada grupo de 100 mil habitantes e 18,5% do total de mortes nacionais, e São Paulo, com taxa de 0,36% e que concentra 41% das mortes. A média nacional é de 0,19%, o que coloca o Brasil em nono lugar entre os países com maior taxa de mortalidade.

Em número de casos, o Paraná aparece em segundo – comparado com outros estados -, com 107 mortes confirmadas pela Secretaria de Estado da Saúde. A Secretaria de Saúde de Maringá confirmou ontem a sétima morte na cidade, o que eleva para 108 as mortes no Paraná. Em primeiro lugar está São Paulo, com pelo menos 150 mortes. No Mato Grosso do Sul foi registrada o primeiro óbito causado pela doença.

7 Comentários

  1. E aquele trouxa com cara de bobo, fala que ta tudo sob controle, é teve aulas mesmo de mentira com DELAZARI ( VULVO MENTIRA ), que so sabem enganar a si mesmo pois a população não cai mais nessa não.

  2. SYLVIO SEBASTIANI Responder

    Nó ficamos alegres e satisfeitos, sendo até orgulhosos quando Curitiba recebe um Premio, mas não deste atual da nossa situação frente à Gripe que mata. Ha necessidade urgente de neste momento, largar a política e cuidar da saúde dos curitibanos.

  3. MAIOR CAUTELA.

    Ods gaúchos pegaram pesado contra a gripe.

    Aqui no Paraná, foram no discurso do Requião, de que o bicho não era tão papão assim e que haviam interesses alarmistas das multinacionais do tamiflú etc. para faturar mais.

    Não houve uma campanha maciça de seuqer na questão da higiene e lavagem das mãos.

    Houve sim muita contradição e desentendimentos de como tratar a doença mortal.

  4. ACABEI DE CHEGAR DO DETRAN, DA JOÃO NEGRÃO. REVALIDAR CARTEIRA. ESTÁ CHEIO DE CAIXINHAS ESPALHADAS PELAS PAREDES, ONDE DEVERIA HAVER ALCOOL GEL. EM NEHUMA EXISTE UMA GOTA SEQUER. PIOR É O LOCAL ONDE TODO MUNDO COLOCA OS 10 DEDOS NUMA MAQUINHA PARA COLHER DIGITAIS. SEM NENHUMA HIGIENE. SEM NINGUEM LIMPANDO OS DEDOS ANTES OU DEPOIS ,UM VERDADEIRO ABSURDO.

  5. Secretário, vc e as suas Histórias para “boi dormir”, explico.

    O Paraná é o estado mais atingido devido à sua incompetência e à crassa estupidês do seu governador, as medidas tomadas foram um hino à incompetência e desconhecimento com nítida acentuação para chamarem a atenção, cheguei a sugerir que pendurassem um melancia no pescoço, já que chamaria mais a atenção e mataria menos gente.
    É claro que aliado à vossa incompetência estava a do Temporão, mais um Ministro Nomeado pelo Viajante e como tal um INCOMPETENTE.

    Por outro lado os casos estabelizaram e tendem a diminuir, claro o tempo critico para a gripe passou, é mais uma ou duas semanas e está passada a época de pico,o declínio já começou,e não é graças a vossa atuação e sim graças ao Papai do Céu, onde vcs colecionaram besteiras, ver quem fazia mais Burrada em menos tempo.

  6. Aluno Revoltado Responder

    Diminui a taxa de casos…
    Porém nas escolas como o Estadual….
    Os alunos voltam de duas semanas de “férias” para a prevenção da gripe
    e são surpreendidos com a mudança de ensalamento da escola…
    Professores são dispensados por este acontecimento absurdo….
    Dizem que isso é por causa de uma lei que tem que ter no mínimo 40 alunos por turma
    porém não colocam na balança que o método de ensino dos professores são diferentes uns dos outros
    e que nessas turmas que foram desmanchadas as matérias não estão de acordo com a matéria das outras turmas…
    E ainda por cima as turmas que receberam os alunos do 2 M, N, O estão mais cheias….

    Daqui uns dias estão tendo que cancelar as aulas de novo por causa de gripes

    isso é um absurdoo

Comente