Uncategorized

Gripe suína já matou 421 pessoas no Brasil

Reuters do Brasil

O Rio Grande do Sul e o Paraná confirmaram nesta quarta-feira novas mortes ligadas à gripe H1N1 e, de acordo com dados das Secretarias Estaduais de Saúde, a nova doença já matou pelo menos 421 pessoas no país.

Na quarta-feira, o Ministério da Saúde havia confirmado 368 mortes até 15 de agosto.

No Paraná, Estado mais atingido pela nova gripe no Sul do país, são 119 mortes após a confirmação de 12 óbitos.


O Rio Grande do Sul registrou seis novas vítimas e agora soma 84 óbitos.

Em Minas Gerais, foram confirmados seis mortes no Estado, ante sete no balanço do ministério.

Nesta quarta-feira, Santa Catarina confirmou a décima morte pelo vírus, no município de Concórdia. Esta vítima já havia sido contabilizada pelo ministério.

Segundo o órgão federal, São Paulo é o Estado mais atingido, com 151 óbitos. Rio de Janeiro teria 45 óbitos, segundo o ministério, mas a secretaria Estadual confirmou à Reuters a morte de 43 pacientes.

O Ministério da Saúde considerou que a diminuição no número absoluto de casos graves pelo novo vírus na última semana pode ser um indicativo preliminar de que a doença pode estar recuando no país.

O Brasil segue como o terceiro país com maior número de mortes pela doença no mundo, atrás dos Estados Unidos e da Argentina, mas à frente do México, epicentro da pandemia global da nova gripe.

De acordo com as secretarias Estaduais de Saúde, também foram confirmadas mortes no Paraná (107) e Paraíba (2). Bahia, Distrito Federal, Mato Grosso do Sul, Pará, Pernambuco e Rondônia tiveram uma morte cada.

9 Comentários

  1. ó meu deus que tragédia!!!!
    quanta hipocrisia em relação à gripe H1N1!!!!
    No ano passado só no Rio de Janeiro, morreram cerca de 5mil pessoas assassinadas. No ano passado, só no Paraná, morreram cerca de 2mil pessoas em decorrência da gripe comum. No ano passado, só no Paraná morreram cerca de 1,5mil pessoas de meningite. No ano passado, só no Paraná, morreram masi de mil crianças em consequencia da desnutrição e diarréia.
    Oras bolas, e tem gente q culpa aos políticos, o cacete a 4. só morre de gripe suína quem é otário, que ao invés de ir ao médico fica em casa tomando chazinho e fazendo simpatia e só procura o médico quando está na pior.
    Tem uns mais otários ainda que acham que o governo deveria distribuir o tamiflu indicrimandamente, que deveria ter tamiflu nas farmácias. ótimo, seria ótimo para deixar o vírus mais forte e mutante afora os casos de superdosagem e efeitos colaterias diversos que os hopsitais teriam que atender.
    Um sem número de especialistas já cansou de dizer que o tratamento é simples e que não há maiores complicações caso se procure atendimento assim queaparecem os sintomas. Mas muitos parecem fazer ouvidos moucos e preferem o pânico!
    obs.: eu fui um dos agraciados com a gripe suína, fui muito bem tratado, pelo SUS e estou Vivinho da Silva.

  2. Com o Governo que temos isso é NATURAL. Com a incompetência do Temporão e o descaso que ele deu ao Estado que estava sendo mais atingido, o PR – não é de estranhar.

    Continuem Votando no PT e PMDB, eles vão providenciar para que, no inverno que vem, volte a morrer muita gente.

    INCOMPETENTES. – DESQUALIFICADOS.

  3. Ô Fabio

    O Doático está anunciando para sábado, as 10 ás 15 horas, na Praça Rui Barbosa, um movimento para distribuir um jornal de orientação sobre a Gripe A. Você acredita nisto?
    O que será que o tal jornal vai trazer?
    Manda alguém verificar. Nessa hora devo estar comendo juma feijoada, com muita carne de porco.

    Abraços

  4. TENHA DÓ!!!
    AGORA OS POLITICOS SAO OS CULPADOS DESSE NOVO VIRUS DE GRIPE? ELES ESTAO FAZENDO O PODE SIM, MAS AGORA NAO SAO MAGICOS E SIMPLESMENTE DIZER H1N1 DESAPARECE E PRONTO! AH GENTE TENHA DÓ!

  5. Cabe a cada um de nós nos responsabilizarmos no combate e na colaboração preventiva e erradicativa deste novo mal, junto ás autoridades na aea da saude publica. O poder emana do povo e para o povo. vamos juntos cada um colaborar na medida necessária; principalmente não esquecendo também da FÈ na medida correta e equilibrada.

Comente