Uncategorized

Gleisi vai recorrer contra Michele Caputo

gleisi1

A presidente do PT estadual, Gleisi Hoffmann, vai recorrer da sentença que determinou o pagamento de R$ 5.000 ao atual secretário municipal de Assuntos Metropolitanos, Michele Caputo, a título de indenização por danos morais.

O juiz Alexandre Waltrick Calderari, da 8ª Cível, considerou que Gleisi foi negligente ao permitir a divulgação de um comentário anônimo contra Caputo, postado em seu blog, durante a campanha eleitoral de 2008.

“O juiz considerou que o comentarista de um blog faz o papel de jornalista, e o autor do blog seria uma espécie de dono do jornal. Isso atenta contra a liberdade de expressão”, afirmou o advogado de Gleisi, Guilherme Gonçalves, há pouco, em entrevista à CBN.

O argumento é interessante e serve aos que são processados por Guilherme Gonçalves a pedido de seus clientes que se irritam com os comentários postados em blogs como este.

9 Comentários

  1. Argumentos à parte, Advogado estuda para ser bom nisso e eu sei como há alguns que estão muito além de especialistas nessa matéria.

    Mas que no caso houve sim negligencia por parte da condenada. É uma realidade, mas ainda acho que está meio violenta a punição.

  2. Se o comentario fosse contra a dona do blog (Srª Gleisi), será que não teria sido retirado por ela?
    Quem com ferro fere…

  3. É evidente que blog não pode publicar todo tipo de comentário. Há que se preservar a honra das pessoas.

  4. DURA VIDA DE MICHELE Responder

    SER OFENDIDO E DEPOIS DESCOBRIR QUE SUA HONRA VALE APENAS R$ 5.000,00.
    POR FAVOR. SUGIRO QUE SE FAÇA UM NOVO PEDIDO DE INDENIZAÇÃO, AGORA CONTRA O PODER JUDICIÁRIO.

  5. O Carlos Curitiba, chamando o Vanho de “Mister Procel” esta sendo ironico para com o mesmo…..e causando um dano moral.
    fora o outro que chamou ” de italiano cara de pau”

    é a mesma coisa…olha la eim…

    Vai Sobrar para o Campana?

  6. Se houve um comentário mais áspero, o responsável pelo blog tem sua responsabilidade sim!
    Agora dizer que se vez justiça com uns míseros R$ 5.000,00 pela difamação em público é mais humilhante que o infeliz comentário.
    A nossa justiça tem que rever esta questão, pois dependendo da difamação o estrago é para a vida inteira.
    Cinco mil é torcado de boteco para punir alguém que fala mais do que se deve.
    Se é santo ou não, ninguém tem o direito de pré-julgar. Para isso existe justiça.
    Existe formas para denunciar um comprotamento não adequado de um cidadão público.
    O nome é MINISTÉRIO PÚBLICO.

Comente