Uncategorized

Lula relança Dilma e
se fixa no mote “Brasil potência” para 2010

DilmaLulaSLim

Lula começa a expôr, em reuniões privadas, o esboço do discurso que deseja levar aos palanques da sucessão presidencial.

Em contraposição ao que chama de “agenda mesquinha” dos rivais –de timbre monotematicamente ético—, Lula vai brandir o discurso do “Brasil potência”.

Na ocasião, depois de tomar chá de sumiço, a chefona da Casa Civil volta à boca do palco no papel de coordenadora do grupo que preparou o marco do pré-sal.

Diante dos holofotes, Dilma vai despejar sobre a platéia a exposição que preparou nos dias em que esteve refugiada nas coxias.

Um país, segundo Lula, fadado ao desenvolvimento. Graças sobretudo ao “êxito” de sua gestão. Nesta segunda (31), Lula presidirá uma megacerimônia. A lista de convidados roça a casa das 3.000 pessoas. Será uma espécie de pontapé inicial da nova fase.

Antes, o presidente reunirá todo o ministério. Para adensar o encontro, convidou os mandachuvas dos partidos que integram o consórcio governista.

Lula cerca de pompa o anúncio das regras de exploração do pré-sal. Ele comenta: “Enquanto a oposição brinca de CPI da Petrobras, nós cuidamos do futuro”.

No caso do petróleo armazenado em águas profundas, o futuro a que se refere Lula é um ponto distante na folhinha.

Estima-se que, se tudo der certo, o óleo do pré-sal só começará a ser içado em escala comercial entre 2015 e 2020.

Lula cuida, porém, de antecipar os dividendos políticos. Esforça-se para empurrar para dentro de sua biografia o título de precursor do porvir benfazejo.

De quebra, tenta untar com o óleo ainda não extraído a candidatura presidencial de Dilma Rousseff.

Depois de tomar chá de sumiço, a chefona da Casa Civil volta à boca do palco no papel de coordenadora do grupo que preparou o marco do pré-sal.

Diante dos holofotes, Dilma vai despejar sobre a platéia a exposição que preparou nos dias em que esteve refugiada nas coxias.

Vai esmiuçar o conteúdo de um lote de projetos que o governo enviará ao Congresso. O miolo da picanha é a criação de uma estatal e a constituição de um fundo.

A estatal será vendida como estrutura enxuta e necessária. Indispensável para assegurar o controle do Estado sobre uma riqueza que pertence “ao povo”.

Quanto ao fundo, terá natureza eminentemente social. O dinheiro, o governo deseja enfatizar, irá para áreas tão estratégicas como saúde e educação.

Servirá também para tonificar os investimentos num setor que se converteu no mais novo dodói de Lula: ciência e tecnologia.

A pajelança do pré-sal será arrematada com um discurso do presidente. Soará como uma espécie de plataforma antecipada de 2010.

A crise? Lula olha para ela pelo retrovisor. Diz que o crescimento econômico de 2009 será bom. Afirma que o PIB de 2010 vai surpreender os pessimistas.

Em privado, Lula tornou-se um crítico dos seus críticos. Diz que os pregoeiros do caos –agentes econômicos e jornalistas— devem um “pedido de desculpas” ao país.

Jacta-se de ter reduzido os juros em meio ao incêndio financeiro. Orgulha-se do acúmulo de reservas internacionais: R$ 213 bilhões, a despeito do terremoto.

Como que decidido a constranger o tucanato –adepto do choque de gestão e simpático às privatizações—atribui aos bancos públicos papel-chave na superação da crise.

De resto, gaba-se de ter diversificado a pauta de exportações ao achegar-se, sob ataques das “mentes colonizadas”, à China e às nações africanas e árabes.

Tudo isso sem desprezar o mercado interno, revigorado pela rede de proteção social provida pelos repasses do Bolsa Família a 11 milhões de lares pobres.

São coisas que, no dizer do presidente, a imprensa brasileira esquiva-se de levar às manchetes. E a oposição insiste em não reconhecer.

Melhor assim, diz Lula. “Eles que fiquem com as CPIs, com a Lina [Vieira] e com a crise do Senado”. Chega mesmo a dizer que acha “ótimo” o comportamento da oposição.

Enxerga “falta de rumo” no quintal vizinho. Afora o apelo à ética, que julga eleitoralmente infrutífero, realça a falta de definição quanto ao candidato.

Para não cair na mesma “armadilha” do PSDB, dividido entre José Serra e Aécio Neves, Lula decidiu reforçar nos próximos dias a opção por Dilma.

Parece incomodado com o noticiário que apresenta o recém-absolvido Antonio Palocci como regra três da ministra. Sua candidata, ele repisa mesmo entre quatro paredes, é Dilma.

12 Comentários

  1. Brasil Potência em safadeza.
    Brasil Potência em corrupção.
    Brasil Potência em infra estrutura precária e mal conservada.
    Brasil Potência Jurídica: Um bilhão de leis, dez milhões de advogados
    Brasil Potência educacional: 76% de analfabetos funcionais.
    Brasil Potência tributária: 40% de impostos, 10% voltam pra população…
    Brasil Potência em demagogia: O maior demagogo que o mundo já viu, Lula
    Brasil potência em burrice: O povo mais burro que caminha no sistema solar, o povo brasileiro que ve, sabe, convive com tudo acima, e mesmo assim se vende por “cem reau” por mes, e acha que é o melhor governo da história.

    Só mesmo sendo um completo idiota pra aceitar a situação que o país tá hj.

  2. LULA INVIABILIZOU A DILMA.

    Lula, ao entrar nesta fria de apoiar o Sarney, obrigando e submetendo a bancada do PT no Senado a ficar de joelhos, e acompanhá-lo a poupar o corrupto do Sareny , ele INVIABILIZOU A DILMA A IR PARA O SEGUNDO TURNO.

    A Dilma, sem assessoria, caiu na fria de dizer que não conversou com a Cehef da Receita Federal, a passou por mentirosa, o que foi agravado pelo não fornecimento das gravações de entrada be saída das visita à Dilma.

    Estes dois fatos, levarão a classe média a tirar o apio ao Lula, e consequentemente para a Dilma.

    O PT, como partido já sofreu grande derrota nas últimas eleições, e agora estes dois fatos negativos do Lula e Dilma, somam-se a má fase do PT, cujos fatos somados sem dúvida indicam o caminho certo para a derrota.

    AS príximas pesdquisa CNT vão revelar esta tendência, caso não hajam interferência$$$$$$$.

  3. Pode até discursar calado, aliás é como melhor discursa, os votos dele para quem ele quiser são comprados com o dinheiro do contribuinte no meio do eleitor que ele mantém na miséria. Para ele quanta mais melhor, senão cai a Popularidade. CUIDADO. A mentirosa está de volta.

  4. Não é mais possível conviver com esse tipo de imagem.
    O Sr. Lulla da Silva, há muiot perdeu a vergonha, muito embora tente impor respeito através desta barba branca na cara.

    lamentável as atitudes que vem tomando, protegendo Sarney, Collor, Dilma com uma reputação ridicula, denominada como mentirosa, guerrilheira, assaltante de banco e demais codinomes.

    Lulla, parece se achar o máximo, o Rei, o dono da verdade, quadno que, somente prega a mentira.

    O povo brasileiro nunca foi tão tachado de idiota como agora vem sendo por este bando de incompetentes que sempre pregaram o moralismo, cahamado PT.

    Expor Dilma como candidata a Presidência? esse lixo? è so oque faltava mesmo.

    Confesso que, chegar a este ponto, é chegar ao limite da suportabilidade e, se da Silva consreguir mesmo eleger esta guerrilheira, o Brasil nunca mais será o mesmo pois, estaremos silenciosamente rumando para o socialismo de Chaves.

    Acorda Brasil

    Vamos tomar atitude.

  5. É isso mesmo. Se eu fosse Lula também me gabaria disso tudo, fazer o quê? Depois de 500 anos de governos coloniais, finalmente o prometido futuro chegou. Ainda há muito a fazer. E será bem mais fácil sem a corja dos engomados PSDB-Demos.

  6. O cara está mais perdido do que cego em tiroteio… Este discurso vindo deles não cola!!! Soa falsíssimo…

    E quem vai apoiar qualquer coisa vinda da personificação da madrasta má? Ninguém!!!

    Ao menos a Dilmona já tem o que fazer quando perder a eleição ela pode trabalhar em filmes e teatro infantil! Duvido que exista no Brasil alguém com mais cara de madrasta má!!!

  7. ESTA MOÇA, DILMA, É A MOÇA QUE MENTIU, NEGANDO TER TIDO UMA REUNIÃO COM UMA FUNCIONÁRIA DA RECEITA, SOLICITANDO “AGILIDADE” NO ASSUNTO DE ROUBALHEIRA DO FILHO DO SARNEY, PEDIDO ESTE COM FINS NEBULOSOS, NÃO FOI??!!!
    ESTA MOÇA, DILMA, FOI A QUE MANDOU MONTAR E NEGOU TER MONTADO UM DOSSIÊ, NO QUAL ARROLAVA A RESPEITÁVEL PROFA. DNA. RUTH CARDOSO (COM GASTOS DE REFEIÇÕES COM VINHO) PARA CONTRAPOR À BANDALHEIRA PRATICADA PELA DNA. MARISA LETÍCIA (MULHER DO LULA) E DNA LURIAN (FILHA DO LULA),COM O USO DO CARTÃO CORPORATIVO, NÃO FOI???!!!
    UM CIDADÃO DE CONSCIÊNCIA LIMPA, VOTARIA NESSA MOÇÃ???

  8. Sei de muitos prefeitos e até incluo o governador de vocês, que, em riba de índices de satisfação popular, imaginam eleger o poste. E deram com o burro n’água. Agora, cientista político nenhum (existe esta profissão?) pode explicar este fenômeno que se chama Lula. O homem fez sucesso em riba dum plano econômico parido em outras entranhas, pratica um governo marcado por episódios semanais de corrfupção, de safadaqgem e mesmo assim, surfa em ondas havaianas. O povim safado, nós somos…

  9. Em homenagem ao ao estilo “deixa que eu chuto” da candidata, o mote podia ser “Brasil prepotência”….

Comente