Uncategorized

Paulo Coelho não é candidato a (quase) nada

Por Lauro Jardim, no radar Online

Hoje, o complicado presidente nacional do PV, José Luiz Penna, disse ao jornal Folha de S. Paulo que recebera um telefonema de Paulo Coelho e, “diretamente da Turquia, o escritor pedia informações sobre o prazo final de filiação (30 de setembro para quem pretende disputar as eleições de 2010)” . O objetivo de Coelho seria “se juntar à legenda”. Penna jogou verde, mas não colherá nada. Nada disso aconteceu. Fala Paulo Coelho:

— Não estou na Turquia, mas nos Pirineus, e não telefonei. Finalmente, não tenho intenção de me filiar a nenhum partido.

Coelho, portanto, é candidato apenas a continuar sendo o autor mais lido do Brasil.

É bom Marina Silva ter cuidado com esse Penna…

Leia aqui a notícia de que Paulo Coelho seria candidato.

1 Comentário

Comente