Uncategorized

Sarney defende indicação de Toffoli ao STF

080328_toffoli

Em meio às críticas de setores da oposição à indicação do advogado-geral da União, José Antônio Dias Toffoli (foto ao lado de Lula), ao STF (Supremo Tribunal Federal) pelo presidente Lula, o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), saiu em defesa nesta quinta-feira do advogado. Sarney disse que o nome de Toffoli é uma “grande escolha” por ser um jurista de competência no país.

Sarney disse que o fato de Toffoli ter advogado pelo PT nas campanhas eleitorais do presidente Luiz Inácio Lula da Silva não desabona o advogado para assumir uma cadeira no STF. “Eu acho que não [tira importância dele] porque, uma vez que todos que chegaram ao Supremo ou foram advogados, ou juízes, ou exerceram outras funções. Um juiz do Supremo abandona tudo isso para ser juiz do Supremo Tribunal”, disse Sarney.

Toffoli vai ocupar a vaga deixada pelo ministro Carlos Alberto Menezes Direito, que morreu no início do mês. Será a oitava indicação de Lula para a Corte. O convite foi feito após uma reunião entre os dois ontem pela manhã. O advogado vai ser substituído no cargo, interinamente, pelo advogado-geral da União substituto, Evandro Costa Gomes.

Toffoli vai entrar de férias nesta sexta-feira, sem ser exonerado do cargo até que seja efetivamente aprovado para a novas funções. O nome de Toffoli tem que ser aprovado pelo Senado. O advogado também terá que ser sabatinado pela Casa Legislativa.

Ameaças

Parte da oposição ameaça barrar o nome de Toffoli no Senado por considerar que Lula fez uma indicação política para o cargo. “A indicação é política, o presidente indica um cumpridor de suas ordens. Ele não tem trajetória jurídica que justifique sua indicação. O governo terá que usar de muitos argumentos para nos convencer’, disse o senador Álvaro Dias (PSDB-PR).

3 Comentários

  1. Para o Lula, o sinônimo de “…possuir notório saber jurídico, para ocupação de uma vaga no STF..” é ter sido advogado do PT.

    Que merda hein…

  2. Dá para levar à sério um Poder Judiciário destes ? Nos estados é aquilo que nós bem conhecemos, no STF é isso, basta ser amigo do rei da ocasião…

    Justiça ?

Comente