Uncategorized

No dia sem carro, Richa vai de ônibus

betoonibus2

O prefeito Beto Richa foi de ônibus para a Prefeitura. Ele pegou a linha Centenário/Campo Comprido na estação-tubo Paulo Gorski, no Mossunguê, onde mora. Richa desceu no Terminal Campina do Siqueira, onde pegou o Inter 2 sentido Cabral.

Richa desceu em frente à Assembleia Legislativa, no Centro Cívico, de onde caminhou até a Prefeitura. A presidente da Fundação de Ação Social, Fernanda Richa, também foi de ônibus para o trabalho. Ela saiu de casa caminhando ao lado de Beto até a estação-tubo Paulo Gorski, onde pegou o ônibus Centenário/Campo Comprido.

Fernanda desceu no Terminal Campo Comprido e caminhou até a FAS.

36 Comentários

  1. é bom pra ele ver como é bom pegar esses biarticulados nas horas de pico…e ver que Curitiba precisa de soluções no transporte de curto e longo prazo(metrô). O Sr. governador podia fazer isso também pra ir pra escolinha!

  2. Hein, é sério mesmo ou é coisa de fofoqueiro, essa história de que um ônibus foi deixado estrategicamente esperando pra pegar o prefeito, ali nas redondezas do Mossunguê? Coisa assim, pra não vir nem muito cheio, nem muito vazio….

  3. Muito legal a atitude do prefeito. Seria interessante que fizesse isso ao menos uma vez por semana, afinal um bom administrador tem que dar o exemplo, além de acompanhar de perto a qualidade do transporte público. O próximo passo seria só ser atendido em postos públicos de saúde.

    Interessante também se fizesse um dia o trecho de bicicleta, assim poderia entender melhor às duras penas, o que sofre um trabalhador curitibano que opta pela bicicleta.

  4. Pra ficar bonito na foto, né? Pelo menos deu o exemplo. Agora quero ver fazer isso todo dia. Ou, pelo menos, um dia por semana. Hm?

  5. Curitiba inteira está sendo projetada para ser uma cidade movida à carros. Com obras realizadas pelo “queridinho” prefeito, como vários binarios e a confusa linha verde, distancia os moradores de aprender a viver tanto sem o automóvel. É mto contraditório ele pregar o dia mundial sem carro…

  6. vigilante do portão Responder

    1) Transporte público lotado em hora de pico acontece em qualquer lugar do mundo
    2) Obviamente o prefeito não pode pegar ônibus todo dia. Primeiro, porque não é só o transporte público que ele administra, mas sim mais umas 30 áreas importantes para o cidadão. Então ele teria que passar o dia pegando ônibus, se consultando na unidade de saúde, assistindo uma aula na escola, almoçando no restaurante popular, vendo um show no teatro da Prefeitura, enfiam, faltaria tempo para administrar a cidade
    3) Depois, só quem desconhece a rotina de um governante ou de um executivo da área privada pode querer que ele pegue ônibus todo dia. Ele precisaria ter segurança, pois nem todos os cidadãos sabem conviver com as divergências políticas, ele perderia a possibilidade de trabalhar em seu carro nos deslocamentos, como faz diariamente um governante ou um alto executivo privado. Um governante, ou um alto executivo, trabalha muito, a todo instante, no gabinete, na rua, no carro ao telefone. Quando se desloca de carro, um governante, ou um alto executivo, está sempre ao telefone despachando
    4) Antes de se falar bobagens, é preciso tentar compreender o que seja administrar uma cidade com 1,8 milhão de pessoas e uma Prefeitura com 32 mil funcionários. Não é pouco, não é fácil, é preciso administrar o próprio tempo e a própria agenda para dar conta de tudo. Pelas pesquisas de aprovação, Beto Richa tem feito isto com eficácia.

  7. V.Lemainski-Cascavel Responder

    O Beto demonstrou sensibilidade aos movimentos mundiais, que são muito interessantes. Um dia sem andar de carro pode chamar a atenção para muitas coisas. Só se aprende convivendo. Parabéns ao Beto e aos curitibanos pelo prefeito plugado que possuem e que, por certo, se depender de mim e de muitos amigos que possuo, será o nosso governador.

  8. Pedreiro do Atuba Responder

    Ele tinha que pegar o INTER 2 todos os dias nos horario de pico, para ver o que é BOM!!!

  9. Seria mais interessante se o Prefeito e todo secretáriado estevessem nas ruas pedalando ou a pé do que dentro de um onibus (Levou seguranças??).
    Passei (de bike) na Marechal Deodoro no trecho “INTERDITADO” para carros.
    Foi uma decepção. Inúmeros taxis, muitos caminhões descarregandos mercadorias, motos, e pasmem NENHUM CICLISTA além de mim.
    Fiquei com medo de estar pedalando no dia mundial sem carro na quadras destinadas a esta comemoração.
    Medo de ser atropelado pelos motoristas de onibus que trafegavam em alta velocidade, mudando de pista. Medo de ser atropelado pelos taxis que também trafegavam com alta velocidade.
    A idéia de fechar algumas poucas quadras ao trânsito me pareceu bem timida. E a realidade que vi foi que nem “timida” chegou a atitude. Existe um pingo de esperança que a tarde melhore.

  10. Eita Prefeito! será que saiu bonito na foto?
    Depois poderia relatar sua experiência com o o “diferente”, com o contato com a vida dos reles mortais. Será que foi interessante? conseguiu seguir os conceitos da antropologia de afastamento do investigador com o objeto de estudo?
    Isso não é atitude, isso é marketing eleitoreiro. Afinal é “chique” ser ecologicamente correto no dia MUNDIAL sem carro.

  11. Tai… Uma boa idéia! Porque não um dia por mês sem carro?
    Boa Betão!
    Convida o Reiquião para dar uma voltinha, principalmente sem os seus seguranças… AH!AH! AH!

  12. Acho que o prefeito deveria ter pegado o Fazendinha/Tamandaré, que demorou uma hora para chegar do terminal do fazendinha até o tubo do centro cívico, pois o trânsito estava horrível no centro, ou o Colombo/CIC que anda todos os dias lotado e com cheiro de pessoas que não tomam banho há um mês. Vamos ver se agora ele soluciona os problemas dos transportes coletivos de Curitiba. Também quero ver se ele vai voltar para casa de ônibus, porque no final da tarde é muito pior.

  13. Brigitte Chaurais Responder

    Éxcelente exemplo dado pelo prefeito! Está de Parabéns. Por isso foi aplaudido e clicado pelos populares como se pode ver na foto.

  14. Assim até eu ando de ônibus. Carro limpinho, pouca gente e tudo amigo. O que esse cidadão deveria fazer era dar um puxão de orelhas no atual e sorridente (bota sorridente nsso) presidente da URBS (alô Dona Marina Taniguchi, lembra dêle?) para que o mesmo exija de seus engenheiros de tráfego algo mais adequado à Curitiba. Esse projetinho de abre um sinal e logo fecha o outro: dobrou uma esquina e já fecha o próximo: sinais próximos um do outro; trânsito amarrado; falta de imaginação e etc. Até agora ninguém, mas ninguém mesmo, consegue entender o que vai na cabeça desses engenheiros. Ô fraqueza e velhice, hein? Enquanto isso nosso alcaíde permanece em campanha. Acorda Curitiba!!!!!

  15. O CURIOSO DA FOTO DO PREFEITO COM O PRESIDENTE DA URBS DENTRO DO ÔNIBUS, É QUE VÍ O MARCOS ISFER INDO DE CARRO ATÉ O TERMINAL DA CAMPINA DO SIQUEIRA…

  16. Muito bom mesmo, é assim que se faz, e se possivel for garanto que ele andaria uma vez por semana de Onibus

  17. Vigilante do portão,

    Pelas leis, é proibido “trabalhar ao telefone enquanto dirige”. Com motorista, a coisa fica beeeem diferente.

    Fikadica.

  18. Estas pessoas que estão sentada tirando foto outra cochilando o salsichão dando risada são atores contratados, foi ´so para sair em blogs, beto richa ganhou o dia hoje, pode ir pra casa. Em tempo:
    tá um baita temporal aqui na vila tá alagando tudo, tem gente no ponto de onibus que estão todos molhados e o prefeito pousando pra foto, acorda Curitibano.

  19. E A VOLTA P/ CASA ?!?!?!?!?!?!?!?
    COM ESSA CHUVA, AS 18 HORAS NO TERMINAL PORTÃO – CAPÃO RASO, SERÁ QUE RICHA VAI ???
    ABS

  20. Fiquei sabendo que um dos Onibus Escolares que estao estacionados em frente ao antigo Palacio tambem levou o REQUIAO de onibus para trabalhar na escolinha de governo.hahahahahaha!!!

  21. Nosso ex-prefeito Jaime Lerner andava constantemente no Transporte Público… não comunicava a imprensa como é feito hoje!

    Quantas vezes vi Jaime Lerner andando de tênis surrado por essa Curitiba…

  22. Atitude bacana do Beto, só precisa continuar o exemplo sempre que possivel. Fiz dias deste o mesmo trajeto mostrando as belezas de Curitiba e depois finalizei com nossa equipe de pesca em um pesqueiro nas proximidades desta capital em que falamos de uma diversão simples e barata que é a pescaria onde sempre podemos estar ao lado da natureza. Parabéns Curitibanos pela campanha, pois a natureza não precisa de nós e sim nós dela.
    Jura

  23. É isso. Gostei. E concordo com o “vigilante do portão”.
    E depois, marketing ou não, foi inusitado e interessante.

  24. CONVITE

    Convido educamente o senhor prefeito a pegar o ônibus do Jardim da Ordem , às 18 horas. Descer no ponto final e voltar com outro ônibus que faça a mesma linha.
    Contando com sua ilustre presença e no aguardo para mandar-lhe flores no 7º dia, agradeço pela atenão.

    Reinoldo Hey
    Cidadão comum por 1 dia (a cada 24 horas).

    P.S.: BETO, FICA. O PARANÁ AGRADECE!

  25. Achei interessante a atitude do prefeito, apesar que se eu fosse ele não faria o mesmo, mais acredito que ele achou propicio para dar o exemplo.
    Sr. Carlos Richa por favor converse com os responsáveis para a colocação de mais ônibus na linha Interbairros 2 em ambos sentidos, de preferência no trecho que sai do Centro Politécnico ao Cabral, pois é horrível sair da UFPR e entrar em um ônibus lotado, ainda mais como nos alunos da UFPR carregamos vários livros, laptop, etc; seria também agradável a volta do chamado “Ônibus Executivo” que existia a alguns anos atrás.
    Ao meu ver o transito na região do jockey club só tende a piorar pois o transporte coletivo ao menos na federal só é usado por ainda quem não tem idade para tirar a habilitação.

    Grato

  26. queria que o prefeito pegasse o inter II no terminal do capao raso e fosse até o campina do siqueira no horario das 18:30.

  27. Milagre!!!!!!!!!!! o ônibus está vazio????????? Defenestraram a população???Quem dera se o transporte público de CTBA fosse assim. É muita hipocrisia: querem q vc abandone o carro quando não tem onibus o suficiente e nem ciclovias. Fala sério!!!!!!

  28. Como dito acima, depende a linha, se for de um bairro pobre para o centro as coisas podem ser mais apertadas.
    Mas todos os questionamentos são válidos, já que a intenção do representante é ser a voz da democracia. Pegar ônibus de linhas variadas pra sentir a real necessidade seria muito interessante.

    Fica também claro que o Curitibano não usa da bicicleta por falta de vias, pois competir com veiculos e muitas vezes motoristas desatentos não facilita.

    Ciclovias… ônibus… são pequenas coisas para quem tem a o poder de representar o cidadão . Prefeito… Vereadores, que possivelmente serão em maior número nas próximas eleições…mas afinal os que estão agora podem cuidar dessa dificuldade que estamos passando . certo?

Comente