Uncategorized

23% dos pobres das regiões metropolitanas estão desempregados

desemprego

A taxa de desemprego entre os pobres nas seis regiões metropolitanas analisadas pelo IBGE atingiu 23,1% em julho, 5,2 vezes acima dos 4,4% de desocupação entre os não pobres.

A conclusão consta do Comunicado da Presidência Número 29, divulgado hoje pelo IPEA. Para os pobres, a taxa de desemprego entre julho de 2002 e julho de 2009 subiu 10%, passando de 21% para 23,1%, enquanto para os não pobres a taxa caiu 34,3%, de 6,7% para 4,4%.

“Com isso, a desigualdade que separa o desemprego entre trabalhadores pobres e não pobres aumentou 70%, pois era 3,1 vezes em julho de 2002 e passou para 5,2 vezes em julho de 2009”, diz a nota divulgada pelo IPEA.

1 Comentário

  1. Luiz Fernando Mello Responder

    Vivemos uma verdadeira guerra civil nas regiões metropolitanas, com aumento da criminalidade a cada dia. Os numeros mostram o porque. Pobreza e desemprego andando juntos só pode dar nisso.

Comente