Uncategorized

“Viado, maconheiro, truculento”. É diálogo de ministro e governador

ms

Olha o nível. O governador do Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, do PMDB, irritado com o veto do governo federal ao cultivo de cana-de-açucar na Bacia do Alto Paraguai, chamou o ministro do Meio Ambiente Carlos Minc. “Ele é um ‘viado’ fumador de maconha que corre o risco de ser estuprado em praça pública.”

O ministro, que é esperado no próximo dia 11 em Campo Grande, respondeu através de nota em que diz que Pucinelli “é um truculento ambiental que quer destruir o Pantanal com a plantação de cana-de-açúcar. Essa declaração revela o seu caráter”.

Mais tarde Puccinelli desculpou-se publicamente pelas ofensas.

20 Comentários

  1. É o estilo Requião fazendo escola dentro do PMDB… truculento, sem compostura…
    Imaginem como deve ser as reuniões do CODESUL em dias inspirados de paranaenses e sul-matogrossenses…. Totalmente impublicável….
    Esses aí têm de criar vergonha na cara….

  2. Sorte a dele ser protegido por cláusula pétrea sobre suas declarações no exercício de suas atividades políticas contra o dano moral, senão teria de comprovar esse discurso reacionário proferido contra um ministro que estava apenas exercendo as atribuições do seu cargo, qual seja a preservação do meio ambiente.

  3. E ainda queriam mudar o nome do estado de Mato Grosso do Sul para Estado do Pantanal, com essas plantações de cana o pantanal vai virar uma piscina de criança.

  4. EM SE TRATANDO DE POLÍTICO TUDO É POSSIVEL, HAJA VISTO QUE GRANDE PARTE DELES, SALVO AS HERÓICAS EXCESSÕES, TÊM EM SEUS CURRICULOS A GRILAGEM, O ROUBO, A PRÁTICA DO GANGTERISMO, A PILANTRAGEM, A MALANDRAGEM, ETC. NESSE GRUPO DE POLÍTICOS QUE ESTÃO AI COM MANDATO, COMEÇANDO PELO PRESIDENTE DA REPÚBLICA, NÃO PODEMOS ESPERAR ATITUDES DE RESPEITO, ÉTICA E POLIDEZ.
    TEMOS QUE COMEÇAR TUDO DE NOVO!!!
    FORA LULA, RENAN, COLLOR, SARNEY, HOMEM DO CASTELO, DEPUTADO GAUCHO QUE MANDA A OPINIÃO PÚBLICA SE LIXAR, DILMA MENTIROSA E CRIADORA DE DOSSIÊ, ETC. ETC.
    VAMOS DAR VOTOS DE CIDADÂNIA PARA AS MARINAS SILVA, PARA OS FLORESTAN FERNADES E OUTROS DE MESMA LINHA.
    NÃO É FACIL ENCONTRÁ-LOS, MAS ELES EXISTEM!!!

  5. Nelson Edison de Moura Rosa Responder

    Pois é… Até que enfiam algo vem sendo feito em nome do meio ambiente.
    O Paraná foi o Estado que mais pagou caro pela irresponsabilidade do Ministério da Agricultura em autorizar plantio de cana sem estudo prévio de condições e qualidade dos solos, das vocações regionais.
    Vimos ao longo dos anos os financiamentos de usinas se darem em áreas de terra roxa nobre, desaparecendo a cafeicultura e com ela os trabalhadores fixos nas fazendas…
    Foi assim em Santo Antonio da Platina, Jacarezinho, depois, Jandaia do Sul, Marumbi, e assim por diante, desapareceram os cafezais e o Paraná foi gradativamente se tornando um verdadeiro Pernambuco do Sul.
    Enquanto isto, as terras arenosas do noroeste, sujeitas a erosao constante não tiveram a atenção necessária para o plantio da cana, permanecendo pastagens e outros cultivos, que não agregam contingentes de mão de obra..
    Boa Minc, manda-lhe duro e coloque ordem nesta ZONA chamada Brasil!
    Com todo o respeito pela Zona.

  6. esse cara é irmão do coronel do canguiri????????
    ou o tolo já está fazendo escolinha fora do Estado????

  7. Fico preocupado de ver o tipo de pessoas que o povo está escolhendo para serem os seus representantes, pois mais importante do que ser do partido A ou B, alguns governadores não têm claro, em suas medíocres cabeças, o que eles representam.
    Como um governador de estado pode chamar um ministro de viado?
    Será isso liberdade de expressão ou falta de respeito?
    E desconcertante ver que o tal indivíduo ficou preocupado apenas com o possível agravo aos homossexuais.
    Não atribuo estas características aos governadores do PMDB, porém acho que este partido deve cuidar melhor das falas de seus representantes e não dar motivos de passarmos vergonha em rede nacional.
    O povo esclarecido não quer passar por este tipo de constrangimento, pois é muito ruim morar em um País ou estado em que os governadores falam asneiras e comem mamonas.

  8. fernando vieira Responder

    Concordo plenamento no q ele disse sobre o nosso ministro,, eskeceu de dizer tambem que eh burro

  9. maria fuxiqueira curitibana Responder

    sem comentarios né,o preconceito é uma coisa ultrapassada,como que pode ,um “animal”deste ser governador,é não é so aqui no paraná que temos um ignorante a frente do estado ,é uma vergonha.

  10. Atento Aos Fatos Responder

    O governador teria se desculpado pelas ofensas ao ministro. Se ele fez isso mesmo, pelo menos demonstraria coerencia ao refazer o exagero. As vezes é preferivel os que explodem e falam o que pensam, aos que agem por baixo do pano contrariamente ao que dizem publicamente.

  11. Bem o governador disse o que a maioria pensa e tem medo de falar , o ministro faz apologia a maconha sim !!! Quanto a sua sexualidade não sei e não me interessa , mas que ele tem a caixa de ferramenta tem, só não usa se não quizer!

  12. Rogério Tenório de Moura Responder

    Nosso governador não é conhecido como sendo um trator por causa de ter sido um tocador de obras quando prefeito de Campo Grande (não fez mais que a obrigação, numa máquina azeitada como a prefeitura de Campo Grande só não é bom prefeito quem for acéfalo), mas por ser arrogante, autoritário; ele se acha o dono da verdade e não respeita ninguém que pensa diferente dele. Gente como ele jamais deveria ter tido espaço para exercer cargos públicos tão relevantes em um Estado democrático de direito.
    Obs.: o sonoro vadios, referindo-se aos professores no caso da Lei do Piso Salarial, ainda ressoa nos ouvidos da categoria. Definitivamente esse cara é um insano, coloquem uma camisa de força nele pelo bem de Mato Grosso do Sul!

  13. Sugiro ao senhor Fernando Vieira visitar o quanto antes o pantanal sulmatogrossense. A continuar a ação devastadora lá registrada, num futuro não muito longínquo, dele só herdaremos fotos, slides, filmes e recortes de jornais. A frase infeliz do govenador do meu Mato Grosso do Sul lembra perfeitamente a postura de figuras partícipes dum epísódio que durou 20 anos e que foi marcado pela ruculência e pelo obscurantismo. O preconceito expresso na postagem do senhor Vieira é condizente à uma mediana inteligência. Ou a nem tanto.

  14. Fábio, não se coloca aspas em uma frase em que você se refere, ou diz, que tal pessoa falou tal coisa. Outra coisa, perceba o seguinte: chamou o ministro do Meio Ambiente Carlos Minc. (acabou a frase?chamou de que? Um ponto final em uma frase interminada.) “Ele é um ‘viado’ fumador de maconha que corre o risco de ser estuprado em praça pública.” (depois do ponto final encontra-se o que foi dito, ficou estranho, fora de ordem)

  15. falas entre aspas só se coloca em começo de frase ou após um ponto no final do período.

Comente