Uncategorized

Lula age para isolar
Ciro e empurrá-lo para
São Paulo

ciro3Via blog do Josias

Lula reservou para Ciro Gomes dois caminhos: ou se candidata ao governo de São Paulo ou terá o seu fio desligado da tomada. Para cortar a corrente elétrica do candidato do PSB, o presidente isola-o, obstruindo-lhe o acesso a pretensos aliados.

Ciro imaginara que poderia equipar sua suposta candidatura presidencial com o tempo de TV de três legendas: o seu PSB, o PDT e o PCdoB. A hipótese de uma adesão do PDT ao Ciro-2010 foi jantada na noite de terça (6). Deu-se num repasto servido pela candidata do PT, Dilma Rousseff.


A pretendida solidariedade do PCdoB será cortada nos próximos dias. Assediada pelos operadores políticos de Lula, a legenda já se inclina para Dilma. A prioridade atribuída ao PDT não foi casual. Dilma acercou-se da legenda sob orientação de Lula.

Antes de viajar a Copenhague, o presidente tratara de preparar o terreno. Conversara com o ministro Carlos Lupi (Trabalho), presidente licenciado do PDT. Lupi frequentava o noticiário como candidato a vice de Ciro. Lula interveio antes que o balão de ensaio ganhasse altura.

Na noite passada, de volta a Brasília, o presidente foi informado acerca do resultado do jantar que Dilma oferecera a Lupi e a congressistas do PDT. Soube que um pedaço do PDT defende uma composição rápida com Dilma. Outro naco, majoritário, quer negociar melhor a aliança com Dilma. Nem sinal de Ciro.

Ao deflagrar a operação “desliga Ciro”, Lula precipitou a articulação para compor o bloco partidário que deseja ver orbitando ao redor de Dilma. Afora o PDT e o PCdoB, tenta-se amarrar o PRB, o PP e o PR. Embora integrem o consórcio governista, PV e PTB foram excluídos da lista.

O PV, como se sabe, vai a 2010 com Marina Silva (AC). Sob a presidência do deputado cassado Roberto Jefferson, o PTB é visto como caso perdido. Há, de resto, o PMDB. Sócio majoritário da aliança, o partido reclama a formalização pública da parceria. Coisa pra ontem. Será atendido.

Lula pretende receber, na próxima semana, uma delegação do PMDB, chefiada pelo presidente da Câmara, Michel Temer. Na semana seguinte, o noivado será oficializado. Ficará entendido o que já é consabido: o vice de Dilma será um peemedebista. A definição do nome fica para mais tarde. Temer não é a única cogitação de Lula.

No jantar em que delegou a Temer a incumbência de requerer o encontro com Lula, a cúpula do PMDB analisou o embate Ciro versus Dilma. O deputado Jader Barbalho, Dilma desde menino, disse que, para deter o avanço de Ciro nas pesquisas, a candidata do PT precisa produzir fatos positivos.

Nada mais positivo, na opinião de Jader, do que a associação imediata com o PMDB. O ministro Geddel Vieira Lima (Integração Nacional) concordou. Foi à roda a tese de que Ciro inviabilizou-se como candidato ao Planalto ao levar o seu título de eleitor para passear em São Paulo.

O presidente do Senado, José Sarney, discordou. Avalia que, ao ceder ao pedido de Lula, convertendo-se em candidato multiuso, Ciro tonificou sua presença na mídia. Algo que pode render-lhe uma sobrevida nas sondagens eleitorais. A depender de Lula, o tempo de vida do projeto nacional de Ciro será breve.

9 Comentários

  1. A dilma está com medo do ciro gomes… hahahahahahahaha
    Esta eleição vai ser barbada para Serra e Aécio!!!! Até que enfim esse País volta para os trilhos!!!

  2. Amém, amém !!!!!!!! Responder

    Deus que te ouça e os anjos que digam AMÉM Tiago,
    Deus que nos ajude a ficar livre dessa quadrilha para sempre.

  3. Realmente vai voltar nos trilhos com os tucanos e demos… terminando o serviço de vender as estatais que o FHC não conseguiu. O Serra poderia convidar a Governadora do Rio Grande do Sul que vai ficar desempregada para ser Ministra da Fazenda, o Quércia q é seu aliado para ser Ministro da Integração Nacional………
    O Serra que quer todas as riquezas do Pre Sal para São Paulo pensa muito em toda a nação brasileira. Vamos voltar pros trilhos da concentração de renda.

  4. Pura estória para boi dormir.

    Todo mundo sabe que ele é a segunda alternativa do Lula ao governo federal.

    O presidente aprendeu vendo como o Janene mensalão age em Londrina, onde sempre lançou dois candidatos a prefeitura. Ou seja, mesmo “perdendo” estará ganhando.

  5. Tiago

    Imagino que você sej adolescente para fazer uma afirmação dessas, portanto compreendo. Não dever ter vivido (sobrevivido) aos tempos do FHC.

    O PSDB tirou o Brasil dos trilhos, só para ficar na sua própria analogia. Abandonou a logística por trem, além de entregar o que existia de estrutura para a iniciativa privada, que na ânsia de lucro máximo com investimento mínimo, rotineiramente comete crimes ambientais, despejando vagões de tóxicos, soja, frango, ou o que quer que seja, justamente por não dar as devidas manutenções aos trilhos.

    Que trilhos você conhece ?

    Ou seja, sair de um governo PSDB para o PT foi uma evolução, histórica e social, já sair de um governo do PT para o PSDB seria uma involução.

    Eu prefiro ver as coisas das rais da imparcialidade, vejo que só haverá evolução se nossa escolha para a saída do PT for um partido, candidato que tenha uma visão de mundo diferente da que o PT tem em sua gênese, assim como o PSDB, ambas as visães limitadas para o mundo moderno e sustentável. O PT tem em seu DNA a cultura da metalurgia, de um Brasil que fomentava a indústria automobilística como principal fonte de desenvolvimento. O PSDB, que não é muito diferente do PT, no quesito “ter visão paulista de mundo”, vê as coisas sob uma ótica ainda mais estreita, a ótica da Avenida Paulista, dos Jardins e as vezes de um catedratismo ultrapassado e preconceituoso. Ou seja, são anacrônicos, se o que desejamos é botar realmente o Brasil nos trilhos.

  6. SYLVIO SEBASTIANI Responder

    A população parananense, principalmente a curitibana, não pode esquecer a atitude do então candidato à Presidência da República , Ciro Gomes, quando estava despontando em primeiro lugar nas Pesquisas.Ele participou de uma passeata na Rua XV de Novembro, saindo da Praça Santos Andrade, um enorme grupo de pessoas aplaudindo e gritando seu nome, uma das maiores vistas em Curitiba, o povo chegou até a carrega-los nos braços, ele parecia não estar satisfeito de se juntar com o povo, chegando na Rua Dr. Muricy, ele “abandonou” todos, desceu a Rua e foi sozinho até a Praça Zacarias, onde pegou um taxi e foi embora, deixando os companheiros e candidatos, e principalmente o povo que o admirava. O que se pode esperar de um político que toma esta atitude?. Outra história de Ciro Gomes: Nascido em São Paulo, mudou-se para Fortaleza, Ceará, ingressou na política pelas mãos do atual Senador Tasso Jereissati, ficoi rico, casou , foi Governador e eleito outros cargos.Separado da mulher, casou com uma artista, agora abandonou o Ceará, voltou para São Paulo e tornou-se eleitor paulista, de quem quer os votos para ser Presidente da República, ou Governador, ou qualquer mandato que aparecer, se nada der certo, “acertará” sua vida, apoiando quem estiver na frente das pesquisas e participará do futuro Governo, Estadual ou Federal, ou os dois.

  7. A coisa mais engraçada que ouvi ultimamente – foi numa das rádios de Curitiba – é que Lula declarou que pretende deixar uma obra de estadista para ser lembrado como Getúlio Vargas, ao que atalhou o comentarista que Lula não esquecesse que Getúlio suicidou-se, então … aliás, Getúlio é muito mais lembrado pelo seu suicídio do que pelo que realizou, que não foi pouco, embora fosse um ditador e tenha torturado e matado nos porões da polícia política, por meio dos torturadores comandados por Filinto Muller, depois líder da Arena no Senado e morto no acidente do Boeing 707 da Varig em Orly…. Getúlio, também, entregou Olga Benário Prestes para morrer nos campos de concentração de Hitler, a quem admirava… mais tarde, Prestes abraçou Getúlio e subiu com ele nos palanques apoiando-o na campanha de 1950… coisas do pragmatismo socialista…. lógico, tudo isso é secundário para quem quer lembrar Getúlio pelas coisas boas que fez – foram muitas – assim, como Fidel fez coisas boas, Stalin e por aí vai… ainda bem que a tradição brasileira é de que o antecessor não faz o seu sucessor, salvo no tempo da República Velha e dos militares…

  8. Quem souber por gentileza responda, o Ciro Gomes ao sair do Ceará como Deputado Federal e transfirir-se para São Paulo, ele perde o mandato? Visto que, São Paulo tem por lei no máximo 70º Deputados e ele seria o 71º…

Comente