Uncategorized

Criminalidade cai em Maringá, mas exemplo não é adotado

A jornalista Denise Mello entrevistou Everaldo Moreno, diretor executivo do Conselho Comunitário de Segurança de Marigá, cidade onde a criminalidade diminuiu a partir de iniciativas locais. Uma experiência que deu certo, mas que não é adotada e nem levada em consideração pela secretaria de Segurança Pública. Segundo Moreno, a arrogância do secretário Delazari e do governador Requião não permitem enxergar o que dá certo. Ouça a entrevista:

Ou clique aqui para baixar o arquivo em formato mp3.

6 Comentários

  1. É como eu sempre digo Fábio: SEGURANÇA NÃO FAZ PARTE DA AGENDA PÚBLICA DE NOSSOS GOVERNANTES.

    Infelizmente não é prioridade, não recebe os investimentos devidos, não é tratada com a devida relevância.

  2. Nao e3xiste modelo nenhum a ser seguido em Maringa. A popul;ao esta se trancando em casa como todo o Parana, tudo e mentira.

  3. tAÍ ÓH!!!!
    UM PROBLEMA DE ADMINISTRAÇÃO…
    A segurança, um problema de administração…
    A saúde um problema de administração…
    O meio Ambiente, um problema de administração…
    As finanças… Um problema de administração…
    A Educação, também um problema de administração…
    A Cultura, um problema de administração…
    Então pergunto: “PORQUE NÃO FECHA ESSA PINÓIA DE ESTADO QUE NÃO TEM ADMINISTRAÇÃO OU CONTRATEM UM ADMINISTRADOR QUE ENTENDA DE ADMINISTRAÇÃO, POIS, NÃO SE DÁ UM VEÍCULO PARA QUEM NÃO TENHA HABILITAÇÃO PARA CONDUZIR, ENTÃO, PORQUE NÓS PARANAENSES ENTREGAMOS O NOSSO ESTADO PARA QUEM NÃO CONHECE NADA DE ADMINISTRAÇÃO. PÔOO!!!
    Tenho dito!

  4. vOLTO A DAR UM “PITACO”…
    É claro que o Governo do Paraná não quer melhorar a segurança!
    É claro: pois se a segurança estivesse afinada com a JUSTIÇA, certamente, REIQUIÃO, EDUARDO REIQUIÃO, MAURICINHO REIQUIÃO, O DEPUTADINHO PULA CATRACA ROUBANELLI, o ANÃO DE JARDIM DO CANGUIRI, estariam, juntamente com mais uma pá de deputados PRESAOS, INCOMUNICÁVEIS!

Comente