Uncategorized

Imobilismo de Serra preocupa aliados

649-jose-serra

Por Luiz Carlos Azedo

Cresce na cúpula do PSDB a preocupação com o fato de o partido não ter um eixo de intervenção na cena política, como se a volta da legenda ao poder fosse ocorrer por gravidade.

No DEM e no PPS, a preocupação é a mesma, haja vista a falta de convergência programática e um discurso unificado da oposição ao governo Lula.

Embora com pose de futuros ministros de Estado, parlamentares tucanos também não escondem a apreensão com o imobilismo do governador de São Paulo, José Serra.

Favorito nas pesquisas para a sucessão de 2010, o governador paulista se finge de morto para não despertar a ira dos petistas, como se a atual vantagem na opinião pública fosse o sinal inequívoco de que a sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva está no papo.

No xadrez político, Serra se movimenta com extrema cautela e não dá sinais de que busca uma grande composição política com o governador de Minas, Aécio Neves.

Este, por sua vez, insiste nas prévias para escolha do candidato a presidente da República do PSDB. Rechaça a possibilidade de abrir mão da cabeça de chapa para ser vice.

Prefere concorrer ao Senado se não for o candidato do PSDB. Serra também não dá segurança aos aliados do PMDB, como o senador Jarbas Vasconcelos (PE) e o prefeito de Porto Alegre, José Fogaça (RS), fortes concorrentes aos governos de Pernambuco e Rio Grande Sul, respectivamente.

Enquanto isso, o presidente Lula catapulta a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), que pôs o pé na estrada. Ciro Gomes (PSB) e Marina Silva (PV) também já foram à luta.

5 Comentários

  1. Realmente a coisa está ficando complicada, de um lado temos uma situação que tem alarmantes indices de popularidade fundamentados no mais básico assistencialismo político eleitoreiro, do outro uma oposição que não tem sequer um plano de governo. Quando se tem políticos arcaicos e fisiologistas não se pode esperar mais que isto.

  2. V.Lemainski-Cascavel Responder

    O errado não é o Serra. São a Dilma, o Lulla e a justiça eleitoral omissa, que permite o descumprimento da legislação.

  3. Osvaldo Marcondes Responder

    vai para V.Lemainski quando eles eram poder você com certeza não iria reclamar da omissão da justiça eleitoral. só pelo fato de que hoje tem varios alunos em faculdade e universidades particulares estudando de graça o PT e a Dilma merecem ficar no poder.

  4. O Serra faz bem em não ter pressa! Ele sabe que o apressado come cru!!!
    Falta um ano para a eleição e já não está dando mais pra aguentar essa Dilma mala e sua vida à toa. Não tem nada que interesse a ninguém nestas aparições dela – é uma coisa sem sentido!!!
    O Serra é cara sério, papo firme…

Comente