Uncategorized

Richa participa da abertura da Conferência Mundial em Israel

shimon
Presidente Shimon Peres abriu a Conferência, em Jerusalém. Prefeito de Curitiba fará sua apresentação nesta quinta-feira (22), no painel Cidades do Amanhã

O prefeito de Curitiba, Beto Richa, participou nesta terça, em Jerusalém, da abertura da Conferência Mundial Facing Tomorrow (Enfrentando o Amanhã), evento iniciado em 2008 que visa investigar as tendências que moldam o futuro e explorar as ações que podem e devem ser realizadas para o aprimoramento do amanhã no mundo.

“É uma honra para Curitiba estar na Conferência Presidencial Israelense 2009/Facing Tomorrow, que reúne líderes mundiais para debater o futuro do planeta”, disse Richa.

Na abertura do evento, discursaram Shimon Peres, presidente de Israel e organizador da conferência; Binyamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel; Tony Blair, ex-primeiro-ministro britânico; e Jose Maria Aznar, ex-primeiro-ministro da Espanha; entre outras lideranças mundiais. Também participam da conferência chefes de estado, pensadores, artistas e cientistas.

Na tarde desta quarta-feira (21), Richa participará das sessões plenárias da Conferência Presidencial. Na tarde de quinta-feira (22), o prefeito de Curitiba fará sua apresentação no painel Cidades do Amanhã. Richa defenderá que uma substantiva parcela dos problemas do planeta será equacionada a partir das cidades.

Para o prefeito de Curitiba, as cidades são parte do problema e a promessa de sua solução. “É nas concentrações urbanas – onde já vive mais da metade da população mundial – que vamos travar a batalha decisiva contra o aquecimento global, a questão que mais nos aflige no longo prazo”, explicou.

Na agenda de encontros politicos, Richa terá audiências na manhã de quarta-feira (21) com Miriam Feierberg, prefeita de Natanya, cidade litorânea de Israel, e na manhã de quinta-feira (22), com o prefeito de Jerusalém, Nir Barkat. “Vamos trocar ideias e boas experiências sobre gestão pública”, afirmou.

Na próxima segunda-feira (26), o prefeito de Curitiba irá a Beirute para um encontro com o general Michel Suleiman, presidente do Líbano. Em seguida, Richa visitará o Parlamento Libanês, onde terá uma audiência com o presidente do parlamento, Nabih Berri. Na terça-feira (27), Richa terá audiência com o primeiro-ministro do Líbano, Saad Hariri.

9 Comentários

  1. "Sério Libanês" Responder

    E ainda tem gente que quer comparar o BETO com os demais políticos do Paraná. Se Álvaro, Osmar, Requião e outros (já decadentes políticos) tivessem algum cacife, seriam chamados, afinal os dois primeiros são senadores e o último, ainda e infelizmente, governador de estado.
    Taí a diferença !!!!!
    Para mudar em 2010, e para melhor, BETO RICHA 45 GOVERNADOR !!!!!!
    JP

  2. Pois é… Enquanto Beto Richa está representando nossa Capital e nosso Estado em Israel, por aqui, nos porões do DESGOVERNO Reiquião e seu Lambe-Botas I, Anão de Jardim do Canguiri, se esforçam para distorcer as próprias estatísticas da Segurança no Estado….
    Aliás, a MENTIRA é a MAIOR VERDADE DESTE DESGOVERNO!

    Enquanto a CARAVANA PASSA E PASSA LONGE, LÁ NO EXTERIOR, a matilha do pmdb ladra por aqui…. E mentem…. Mentem…Mais que a historieta do FERREIRINHA.

  3. Beto na terra dos judeus.. nao seria para puxar o saco dos “maiores contribuintes do pib de curitiba”conforme ele mesmo se refere a comunidade judaica do parana????

  4. Essa notícia é o que chamamos em linguagm de boteco de “puro hagarol”, cascata, enrolação, mentira, ingrupição e por aí vai. Vou convidado nada. Papo. O que essa turma das antigas de Curitiba precisa entender e acordar é que não existem mais bobos para serem enrolados. Acabou a farsa, pois a casa caiu. Acreditem, ACABOU A CARREIRA.

  5. dalhe prefeito,é isso ai , precisamos do senhor bem preparado para governar nosso parana.

  6. Silvano Andrade Responder

    judeus querem preparar outras terras para se mandarem do oriente médio, pois as coisas estão piorando a cada ano que passa para eles…judeus sem o guarda chuva dos estados unidos não são nada…não respeito covardes que incineram mulheres, crianças e velhos. Sugiro que enfrentem a guarda revolucionária do Irã em campo aberto e sem a ajuda dos brinquedinhos voadores presenteados pelos americanos….O que mais me indigna é que os mandatários israelenses, premiers, generais e coronéis não são condenados por crimes de guerra…para mim são criminosos sanguinários e que devem ser caçados, julgados e enforcados.

Comente