Uncategorized

No encontro do PMDB, pauleira no governo Lula

2111quercia fala1

O encontro do PMDB em Curitiba (foto) que lançou a candidatura de Requião à presidência teve dois temas dominantes: as críticas ao governo Lula e as críticas à cúpula do próprio PMDB que se apressa a fechar acordos à revelia das bases estaduais.

Os presentes, de Quércia a Pedro Simon, de Luiz Henrique a Mangabeira Unger, foram unânimes na crítica à política econômica de Lula.

Requião e os demais insistiram em afirmar que o capital financeiro “vadio” continua a dominar o país, em detrimento da produção e do trabalho, o que gera distorções sociais e a marginalização de uma parcela da população.

Para eles, o governo Lula, do PT, apenas manteve a política macroeconômica de FHC, de quem pode ser considerado um continuismo. Os principais programas sociais, incluido o Bolsa Familia, também são extensões do governo anterior. Quanto ao PAC, os peemedebistas calculam que não foi executado nem em 10%. “É uma miragem”, disse Simon.

Os discursos bateram também na desindustrialização do país graças ao dólar em baixa. “Estamos regredindo e consolidando o Brasil como mero exportador de commodities e gerador de empregos de baixa remuneração, pois os melhores empregos são gerados nos países exportadores de produtos industrializados”, disse Requião, que acredita que um novo governo do PT só deverá agravar essas distorções.

29 Comentários

  1. VEJAM ESSES DOIS SAFADOS JUNTOS. O REQUIAO CRIOU O DISQUE QUERCIA PARA RECEBER DENUNCIAS DE SUAS FALCATRUAS E AGORA JUNTOS??????CALHORDAS QUEM VOCES QUEREM TRAPACEAR…NOS OS PARANAENSES…NAO MESMO.

  2. Quércia, Luis Henrique, Pedro Simon, Mangabeira Unger.
    O timão da corrupção, do atraso e do PIG.

    De Luiz Henrique, Quércia e Mangabeira podemos esperar tudo.
    O poder para esses senhores é para fazer prosperar os amigos, a corrupção dos apoiadores e o grande capital internacional.

    Requião se junta também a Caetano e FHC com a assinatura desse documentozinho fajuta do timão do atraso, da corrupção e do PIG.

    É inacreditável! Mas com essa turma e com o delírio de ser candidato a presidência, a eleição a senador já era.
    Quem viver, verá o fim político de um ex-político brilhante, a quem o povo do Paraná muito deve.

  3. Como se fosse pouco, há na praça uma nova opção. O ‘PMDBdoB’ lançou candidato próprio à sucessão. Histrião por histrião, por que não o Requião?

    PMDBdoB lança candidatura presidencial de Requião
    Reunidos em Curitiba, representantes de 14 diretórios estaduais do PMDB aprovaram uma moção de apoio à candidatura presidencial de Roberto Requião.

    Em discurso, o governador do Paraná declarou-se “pré-candidato” ao Planalto. E anunciou que vai abrir um ciclo de viagens pelo país:

    “Mandem um aviso aos nossos dirigentes nacionais d PMDB: aqui se consolidou uma pré-candidatura…”

    “…Essa pré-candidatura se inicia numa viagem ao Piaui. O segundo Estado a ser visitado será o de Sergipe, onde meus pais deitam as suas raízes ancestrais”.

    O nome de Requião surge como suposta alternativa partidária ao acordo pré-nupcial que uniu o PMDB nacional à candidatura de Dilma Rousseff, do PT.

    O encontro de Curitiba reuniu três tipos de pemedebês:

    1. O pedaço do partido que deseja mesmo ter uma alternativa presidencial própria.

    2. O naco da legenda que, simpática a Dilma, está insatisfeita com a falta de generosidade do PT nos arranjos estaduais.

    3. A fatia da agremiação que, fechada com o tucano José Serra, tenta impedir que o PMDB entregue a Dilma o seu tempo de propaganda televisiva.

    Requião entra em cena como catalisador de todas as insatisfações. Ouça-se mais um pouco do novo “presidenciável” da praça:

    “Sou amigo do Lula, sou amigo pessoal da Dilma, sou companheiro do Serra desde a época dos bancos universitários…”

    “…Mas sou, antes de tudo, pemedebista e brasileiro. Se nos é dada a oportunidade de participar dessa discussão nacional, não podemos deixar de fazê-lo”.

    Requião foi o último a discursar no encontro de Curitiba, encerrado às 14h deste sábado (21). Pouco antes, falara o senador Pedro Simon, presidente do PMDB-RS.

    Simon lamentara que o PMDB esteja dividido entre Dilma e Serra, dois presidenciáveis de legendas alheias.

    “Quem vai ganhar? O Serra? A Dilma? Ninguém sabe. Mas o que todo mundo sabe é que o PMDB vai estar no governo, seja quem for o vencedor. Isso tem que acabar”.

    Simon acrescentou: “Temos que ter um nome. E esse nome é o Requião”. Minutos depois, já circulava a moção com o nome do governador do Paraná. O jogo estava jogado de véspera.

    Para ficar de pé, a candidatura própria do PMDB, assim como o apoio a Dilma, precisa ser aprovada pela maioria da convenção do partido, em junho de 2010.

    Antes disso, o “PMDBdoB”, que Requião prefere chamar de “velho MDB de guerra”, terá de provar que o novo presidenciável é coisa a ser tomada a sério.

    A última tentativa de candidatura própria do PMDB resultara numa humorística greve de fome de Anthony Garotinho.

    Hoje, Garotinho é um feliz filiado do PR. Candidato ao governo do Rio, ele é Dilma desde menininho.

    Escrito por Josias de Souza às 15h44

  4. Os donos da verdade saber tudo o que não deve ser feito por Lula e criticam o lado popular clientelista que de certa forma alivia as dores sociais. Muito bem. E a segurança pública aqui no quintal paranaense, quem resolve ?

  5. Cambada!!!!!!!! Responder

    Parece que esse dai do lado da foto é Aquele do Disque? É cambada!!!! Voces não podem ser levados a sério!!!!!!!

  6. E quem vai resolver o problema? Um candidato do PMDB? Acham que, realmente, Temer e Sarney quiserem que o partido tenha candidato, será Requião? Não passa na convenção. Vai ficar como mais uma piada. Não voto no PT, mas duvido que o PMDB deixe de ser negociar cargos (sua especialidade) para lançar candidato. Então, de que serve esse encontro em Curitiba, se não para ajudar Serra? Por favor, deixem de molecagem (fica feio em senhores de cabelo branco) e respeitem a inteligência dos Paranaenses! Acreditam mesmo que Requião se lançaria a isso, para ser um fiasco e ficar sem mandato? Ele pode ser tudo, menos burro…

  7. Essa blábláblá engana trouxa.
    1. Qquer pessoa razoavelmente informada sabe q a manutenção da politica macroeconomica era necessaria;
    2. O Governo Lula -PT/PMDB…- ampliou/facilitou o crédito, gerando empregos e fortalecendo o mercado interno;
    3. O Governo Lula -PT/PMDB….- ampliou/facilitou o crédito para o setor imobiliário, gerando empregos e fortalecendo o mercado interno;
    4. O Governo Lula PT/PMDB….- diversificou os parceiros comerciais, -antes do Governo Lula o principal destino das nossas exportações era os Estados Unidos.
    5. O dolar em baixa é um fenomeno mundial;
    6. O Requião e ….deveriam ir até a Refinaria em Araucária e ver a obra do PAC que está sendo executada gerando empregos 12.000 empregos diretos e milhares de indiretos.
    A politica economica de fortalecimento do mercado interno fez com que o Brasil fosse pouco atingido pela crise mundial;
    A diversificação das exportações possibilitou que o Brasil não fosse tão afetado pela crise nos Estados Unidos.
    O resto é BLÁBLÁBLÁBLÁ…..do Requião/DISKQuérciaSERRA/ tucanos/demos que querem voltar ao poder para……….

  8. Piá Curitibano Responder

    No Encontro de Cínicos do PMDB agregam mais um ao grupo.
    Mangabeira Unger, uma espécie de franco intelectual; compõe-se numa armação eleitoreira de última hora. Desespero e besteirol no discurso de todos os envolvidos. Interessante lembrar: recentemente este suplicou um cargo no governo (parece-me secretário especial para assuntos estratégicos) em que, no seu discurso de posse agradeceu, dizendo: Vossa excelencia foi magnânimo ao me convocar…”cínico!!!” Quem, dia desses, visitar o Palácio Tiradente, sede da Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro, poderá admirar na galeria térreo uma exosição de fotos de momentos da República em que aparece o Mangabeira Unger, seu pai, beijando a mão do General Americano Eizenhauer.
    Assim são eles: trocam sua dignidade (se é que sabem o que é isto) por um pires de lentilhas.

  9. Se o PT está dando continuidade em tudo o q FHC deixou e isso nao é bom, nao seria nem um pouco coerente o PMDB entrar nessa barca ja q nao concorda, nao é mesmo? O mais interessante seria os donos de toda a verdade lançar candidato proprio e executar seu indiscutível programa de governo q nao tem erros….. rsrsrsrsr Isso nao passa de oportunismo e interesse próprio, essa ala do pmdb tem tanta força q nesse encontro estavam “super líderes” desse partido. Proponha ao Requião se ele topa ser canditado a Presidência e assim deixa de ser candidato ao senado, o Paraná agradece.

  10. PAULO ROBERTO URBANO DA CRUZ Responder

    O baicu não tem vergonha, será que ele pensa que todos esqueceram o “DISQUE QUÉRCIA”, fica a duvida quem era o ladrão?
    Será que vale o ditado ” Fala-me com quem andas e te direi quem és.”

  11. ROBERTO QUERCIA Responder

    Saiu na Folha (*), pág. B7:

    Luiz Carlos Trabuco Cappi, presidente do Bradesco, diz, ao inaugurar uma agência na favela de Heliópolis (o Bradesco chega a Heliópolis antes dos serviços sociais básicos da administração demo-tucana…):

    “Quando os pobres se transformam em consumidores, você passa a ter uma revolução silenciosa.”

    “E essa pobreza que vira consumidor, graças à mobilidade social, é o que faz com que os shopping centers de classe mais elevada estejam repletos de consumidores ao mesmo tempo em que uma José Paulino e uma 25 de março (ruas de comércio popular) estão pulsando no comércio de baixa renda.”

    “Nos próximos anos, vamos provar ao mundo essa capacidade de inclusão social.”

    “O Brasil vai ficar marcado na história pela repetição daquilo que foi, no início do século passado, a emergência da sociedade de consumo americana.”

    “ … essa população (brasileira) vai se estabilizar em 250 milhões de habitantes quando a renda per capita estará por volta de US 14 mil, nível dos países europeus.”

  12. Se o Requião e o Quércia não estão gostando é sinal de que o governo Lula está indo muito bem obrigado! Trata-se de um excelente indicador!

  13. O Requião tem suas qualidades e seus defeitos como todo ser vivente, entre os defeitos que provavelmente supera as qualidades é o seu amor por HUGO CHAVES, é um político de estilo populista e DEMAGOGO.
    A moeda americana perdeu força decorrente da crise global. O Brasil é insuperável no aspecto agrícola, por razões climáticas e territoriais. Um político que come mamona, critica os homoafetivos, idolatra HUGO CHAVES, mobiliza todo o governo para proteger seus próximos (parentes), passaria da hecatombe para o apocalipse.

  14. “Eu não tenho mais ilusão quando se trata de disputas locais. Por mais que a gente oriente as pessoas de que deve prevalecer o projeto nacional, normalmente o que tem acontecido é que cada um olha pro seu umbigo e prevalecem as questões dos Estados”, disse Lula.

  15. Ué, mas não foi o Lula, em pessoa, que apoiou a candiatura de Requião ao governo do Estado e depois a reeleição?
    Será que se o Lula não tivesse apoiado a reeleição o Osmar não teria ganho?

  16. salete cesconeto de arruda Responder

    Esses caras batendo no governo Lula é piada!
    E o filho MENSALÃO que ainda está gritando atrás do FHC para ser reconhecido como vai?
    Já fez o DNA?
    Pensando bem o FH tinha também um pézinho em Minas. Pois é.

  17. Como o espaço é de debate vejo assim. E antes de criticas assumo trabalho no governo, como não vou me identificar segue a opinião. O PR não tem e nunca teve nome representativo, é uma merda comparado a outros estados, e por quê? Lá se gasta com mídia, explora-se o s nomes, e aqui não. Se isso não bastasse, nunca apoiamos nomes daqui, diferente do que fazem sempre no rio grande do sul. Orra meu. Cadê o apoio. Se fossemos o pior estado do país justificaria, mas não. Somos um exemplo.
    Porque nos não vamos apoiar quem sai de nossa trincheira?
    Que lixo. Somos frouxos. Cadê os nomes. Cadê os candidatos do Paraná? Que m tem coragem de enfrentar o serra e a Dilma? Tenham o mínimo de vergonha e assumam, são interesseiros. Querem pegar o prato pronto. Vamos assumir o Requião é o único homem corajoso do Paraná.

  18. A reunião desses pulhas, mais parece um circo a que o PMDB construi na política nacional…
    O projeto do picadeiro é deles. A bilheteria é deles…
    Os palhaços SOMOS NÓS, que damos ouvidos e tempo a esses calhordas mercantilistas políticos que vendem a mãe para venceream eleições e quando não fazem coligação até com SATANÁS!
    DEUS nos livre para sempre desses CALHORDAS, INERGÚMENOS!

  19. E o disk Quercia?
    Nossa como está caquético o Quercia maior ladrão do Brasil na década de 80

  20. AINDA BEM QUE A POPULAÇÃO BRASILEIRA ESTÁ ERRADA, QUE O MUNDO ESTÁ ERRADO E QUE O PMDB ESTÁ CERTO!!!!!!!

    FIQUEI MAIS ALIVIADO!!!!!

    OBRIGADO, PMDB!!!

Comente