Uncategorized

Hare Baba! Gleisi quer converter Bernardo ao Brahma Kumaris

Gleisi+e+Paulo

A militância místic de Gleisi Hoffmann desperta a atenção da mídia nacional. Giba Um conta que a grande meta do milênio de Gleisi é converter o marido:

“Gleisi Hoffmann, presidente do PT do Paraná e mulher do ministro do Planejamento de Lula, Paulo Bernardo (ele quer emplacar uma Medida Provisória criando uma comissão que teria poderes superiores ao Tribunal de Contas da União), já foi do PCdoB e nessa fase, endeusava Mao Tsé-Tung, Stalin e similares. Agora, mesmo conservando alguns desses ideais na cabeça no PT, ela foi à Índia fazer retiro espiritual e participar do encontro mundial da Universidade Brahma Kumaris sobre a situação da Terra. É a terceira vez que vai à Índia e quer converter o maridão”.

19 Comentários

  1. Ainda bem q ela está levando ele pra um BOM caminho… pior são aqueles políticos que levam dinehrio na cueca e na meia!!!!

  2. Esses pseudo-comunas ainda sofrem da rebordosa da queda do muro. Como o socialismo perdeu, estão à procura de novos deuses. Viagens sofisticadas a título de religiosidade? Convertam-se a uma religião evangélica qualquer – sai mais barato.

  3. Essa é a política que queremossss, essa é a conduta que queremossss, essa é a Gleisi que queremosss que seja nossa Senadora. Com mais consciência, inteligência e sabedoria

  4. Pessoal q tem mania d tirar o foco das coisas…. isso ai não tem nada d notícia. O que o Arruda fez sim é notícia e daquelas q precisa ser acompanhada, pq piriga cair na velha história da impunidade…. Triste muito triste. Precisamos respeitar a idelogia dos outros, a religião e não ficar tirando sarro d quem leva a sério a política.

  5. Es un absurdo fazer isso com nuestro partido – Acho que devemos fazer una reflexao seria a respeito do papel da presidente enquanto dirigente maior de nosso partido….Isso e’ inaceitavel..

  6. Vigilante do Portão Responder

    O LUla, ao saber do caso, afirmou que está interessado, “tem Brhama, tô nessa, teria dito o presidente.kkk

  7. Tomara que consiga! Seriam benvindas também as conversões de colunistas medíocres,de jornalistas irônicos donos da verdade e conhecedores de todos os caminhos,dos bocas alugadas etc etc etc…
    Grande Gleisi!!!

  8. A Gleisi está mais do que certa.
    Atualmente, diversas organizações sócio-espirituais que tiveram origem na Índia estão espalhadas pelo mundo disseminando filosofias com forte engajamento político.
    Entre estas filosofias, destaco Prout, que, traduzindo do acrônimo em inglês, significa “Teoria da Utilização Progressiva”.
    Prout é um movimento de caráter eminentemente sócio-econômico – portanto, com raízes políticas – destinado a promover o ser humano em sua integralidade (social, econômica e espiritual), com base nos princípios do neohumanismo e nas práticas vivencidas pelo Tantra-Yôga.
    Ao contrário de algumas tendências ocidentais que utilizaram o Yôga de forma mercantilista, apenas voltada para o físico, o Tantra-Yôga difunde a busca da felicidade em sua plenitude. E como não é possível ser feliz num mundo de explorações, a lógica de Prout é criar um sistema baseado no cooperativismo onde todas as tendências humanas convivem em harmonia, do invidual para o coletivo e vice-versa.
    Diferentemente dos partidos políticos comuns, Prout e outras organizações sócio-espirituais, como a preconizada por Glesi Hoffmann, estimulantes os praticantes e/ou simpatizantes à transformação pessoal para, a partir daqui, tornarem-se agentes das mudanças sociais.
    A espiritualidade pressupõe uma visão do ser humano numa amplitude cósmica, além da matéria, sem no entanto desconsiderar a matéria como processo elementar na condução mental. O equilíbrio entre estas duas correntes de energia (mente-matéria) é vital para o ser humano.
    Um planeta que conviva em desarmonia, ou mesmo uma pequena comunidade ou um ser humano em sua individualidade, todos estão fadados a auto-destruição.
    Ao assumir seu pensamente em público, corajosamente, em meio à desinformação reinante, Glesi está prestando um grande serviço à Humanidade.
    Todas as fórmulas até agora tentadas – do capitalismo ao comunismo – comprovaram-se ineficazes, transformando o Planeta Terra numa bolha prestes a implodir.
    O Encontro de Copenhague (Dinamarca), que discute agora em dezembro o “resfriamento da Terra”, reunindo cientistas e lideranças políticas do mundo inteiro, é uma séria advertência quanto aos danos causados pelo homem em tão poucos anos.
    Eu entendo (e aplaudo) as propostas de Glesi Hoffmann e torço para que o ministro Paulo Bernardo e tantos quantos outros tenham essa felicidade, possam se beneficiar de ensinamentos que remontam a 7.000 anos, na base da criação do Yôga.

    OPINIÕES SOBRE PROUT E A LUTA DOS “SADVIPRAS” (revolucionários espirituais):

    “PROUT sempre lutará em prol de povos explorados, independentemente de raça, nação, religião etc., e sempre se oporá a todos os tipos de exploração. Mas, como a pobreza é o principal problema do mundo atual, PROUT dá a prioridade à luta contra a exploração econômica, uma vez que isto afeta a subsistência e a existência das pessoas.” — Prabhat Rainjan Sarkar, fundador de PROUT

    “PROUT é uma alternativa ao capitalismo e ao comunismo.” — Ravi Batra, economista e escritor

    “PROUT é muito importante para todos aqueles que almejam uma liberação que comece pelo econômico e se abra para a totalidade da existência humana.” — Leonardo Boff, fundador da Teologia da Libertação

    “A teoria de Sarkar é muito superior à de Adam Smith e Karl Marx.” — Johan Galtung, fundador do Instituto de Estudos da Paz da ONU

    “P. R. Sarkar foi um dos mais notáveis filósofos modernos da Índia.” — Giani Zail Singh, ex-presidente da Índia

  9. É UM DIREITO QUE ELA TEM JÁ QUE É ESPOSA DELE O PIOR SE FOSSE IGUAL O ARUDA E O PESSOAL DO DEM QUE QUER CONVENCER QUE NÂO ROUBARO MUITO E AGORA O ARUDA JÁ ESTA ENVOLVENDO O MAIS FORTE DO DEM O PREFEITO DE SÂO PAULA GILBERTO KASSABE TRATANDO DE UM CARRA QUE DOOU QUASE 200 MILHOES PARA A CAMPANHA DO SERRA NÂO DA PARA DUVIDAR NADA ADEUS DEMOS

  10. Menos, Paulo Esteche, bem menos! Quanto ao conteúdo, todo ele pode ser obtido em qualquer dos buscadores da internete. O importante, é falar seriamente acerca dos pressupostos de cada doutrina, ou, no âmbito geral, do aprofundamento do conhecimento e do interesse manifestados a cada vez mais por pessoas, ou grupos, que querem internalizar de fato concepções de vida baseadas em outros princípios. Estes, princípios que orientam para uma nova visão do contexto em que vivemos e, a partir daí, assumir novos parâmetros para a conduta e a vida na comunidade, local ou universal.
    Agora, vincular essa figura vazia da administração pública, a esses fundamentos esotéricos e filosóficos é deslustrar o movimento Brahma Kumaris, assim como os demais equivalentes.
    Penso, até, que é uma tentativa inócua da Creisi, tentar sensibilizar o eleitor com esse procedimento. Afinal ela não ganhará nada, pois não tem credibilidade espiritual para fazer esse vínculo. Por outro lado, os movimentos espirituais perderão com essa vulgarização dos seus fundamentos, a serem jogados na lama onde chafurdam os politiqueiros e oportunistas de plantão.

  11. Ateusino Miragem Responder

    Esse Esteche é mais um vendedor da ilusão divina na praça? Ja não basta padre e pastor agora veem estas seitas e ongs vendedoras de deus. É muito picareta iludindo o povo…..

  12. Quem dera se todos os políticos fossem iguais a Gleisi.
    Humana,inteligente,competente e espiritualizada.
    Quem critica são gente “pobre de espírito” que provavelmente não sabem o significado de valores e princípios.
    Parabéns,Gleisi!!!!

  13. V.Lemainski-Cascavel Responder

    Brahma Kumaris
    Acredito que seria mais fácil converter o Lulla.
    Lulla adora uma Brahma…
    E, ao que parece, quando esteve preso, também a outra parte…
    rsss

  14. Gleisi Hoffmann assume de forma pública e sem sofismas sua ideologia espiritual.
    O faz com dignidade e coerência.
    Coloca na pauta do debate eleitoral um viés que foge da política tradicional – por isso é justificável que alguns pessoas se sintam chocadas e reajam tentando minimizar seus conceitos com aleivosias de somenas importância.
    A filosofia yogue está longe de ser dogmática. Ela é a base de praticamente todos os ensinamentos saudáveis que a Humanidade pratica até o dia de hoje.
    É uma ideologia universalista, que respeita todas as (boas) formas do pensamento humano, não podendo ser confundida com seitas ou religiões (ou mesmo partidos políticos) que restringem o desenvolvimento pessoal com base no medo e na ignorância.
    Por sinal, esta dita cuja – a ignorância – é o que tem conduzido milhares de pessoas a intermináveis sofrimentos de ordem pessoal, com prevalência do ódio, do medo e da inanição mental.
    Somos seres em constante evolução.
    Cada um faz a sua opção a partir daquilo que come e pensa.

Comente