Uncategorized

Alvaro pede socorro em Porto de Galinhas

Depois do insucesso, no Datafolha, Ibope e Sensus, Alvaro Dias parece ter desistido da escolha do candidato tucano ao governo pelo critérios das pesquisas de opinião.

Voltou a atacar no andar de cima. Está em Porto de Galinhas, em Pernambuco, cercando o presidente nacional do PSDB, Sérgio Guerra, procurando provar que ele, apesar das pesquisas, ainda é a melhor opção para a felicidade geral da nação tucana.

Pois, pois, só falta convencer, além dos de cima, os da terra, que não admitem seu nome.

16 Comentários

  1. Mas o senador não é um homem de palavra?
    Garantiu que respeitaria as pesquisas.
    Se ele ainda busca outros caminhos para ser o candidato é porque não tem palavra e não é um homem sério, não tem palavra.
    Não voto nem no Álvaro e nem no Beto e em nenhum candidato destes do PSDB.
    Por um lado o Álvaro se mostra como um homem sem palavra e por outro lado o Beto mostra que não cumpre com seus deveres de Prefeito, pois deixa de governar Curitiba para fazer campanha pelo Paraná visitando as cidades do interior.
    nenhum dos dois merece o voto do povo.

  2. Faltou um detalhe importante. Um político de grande projeção, se deseja seguir para futuras jornadas, deve manter rigoroso controle do núcleo decisório do partido em seu território de domínio. Se possível, faz bem influir na instância superior.
    Faltou cuidar deste detalhe, na província.
    Além disto, a “onda” é de renovação.
    E, Beto furou a bolha.

  3. Cidadão Paranaense Responder

    E disto que o povo do Paraná esta cansado de políticos rasteiros que vivem atrás da moita pronta para dar o bote como a pior das víboras. Ora Álvaro seja macho e aceite o que lhe é apresentado nas pesquisas de opinião onde v/c esta fora do páreo.

  4. SENADOR para com essa conversa, e começe o ano com outro PAPINHO pois o POVO PARANAENSE QUER VER VC LONGE DO PODER. Vc vai ver quando tiver eleiçoes para o SENADO cuidado ou vai DANÇAR.

  5. Ele foi convidado pelo Presidente do partido. E não o está cercando, como foi divulgado aqui.

  6. que comentario bobo Augusto Cardoso. Sd vc nao tem nada melhor ora escrever, nao escreva besteiras, bobagens como essa

  7. Perucão Dias sempre foi assim mesmo.
    Muda de opinião rápido, principalmente quando não é o beneficiado!
    Querer mudar a regra do jogo no meio da partida, é Desespero.
    Mas, estamos “carecas” de saber! rsrsrsrs

  8. CORONÉ CARLI E ÁLVARO PERUCÃO Responder

    Para vocês terem uma base do ipobe do Álvaro Perucão: o principal aliado do Álvaro em Guarapuava é o prefeito-coronel Fernando R. Carli.
    Carli tenta se cacifar junto a Álvaro.
    O Coroné (ultrapassado) Carli tá com um olho no queijo e outro no rato.
    o queijo é o Orçamento da Prefeitura de Guarapuava, de quase 200 milhões reais por ano, e mais os empréstimos que ele está pegando do Requião, em troca de apoio político a Maria Louca.
    O rato é (pasmem!!!) um cargo no governo do Estado.
    Não agora, é claro. Carli tem mais 2 anos na Prefeitura.
    Ele quer garantir que, findo o mandato, sua boquinha está assegurada – seja na do Beto Richa, seja na do Osmar Dias.
    Mas como?????
    Álvaro Dias, do PSDB, faz o mesmo jogo que Carli, colando no Beto (por ser do mesmo partido), mas fazendo sempre os deveres de casa, com total proximidade do mano Osmar Dias.
    Osmar Dias não vai com a cara do Carli. Acha o prefeito boçal, traiçoeiro e o extremo da arrogância.
    Na eleição passado para o governo, Carli apoiou Osmar Dias, escudando-se em Álvaro Dias, mas foi mais como oposição a Requião do que por convicção própria.
    O “novo” Carli, agora, surge mais “pragmático”: é o último mandato como prefeito e que se exploda o mundo. É o que explica sua aproximação do antagônico Requião, a quem recorre em busca de poupudos empréstimos, já tendo endividado o município de Guarapuava em quase 15 milhões de reais com recursos repassados pelas burras do governo Roberto Requião.
    Por essas e outras, estabelece-se o jogo do Coroné Carli e do Álvaro Perucão.
    Inho Carli perdeu completamente a credibilidade e precisa da interveniência de Álvaro, enquanto este precisa dos preciosos votos de Guarapuava e mais outros apoios que se fizerem necessários.

    Em tempo: o título de “Coroné Carli” é apenas uma alegoria, um folclore político. Carli é um pusilânime. Ele bate com a mão do gato. A referência ao termo “coronel” é porque ele guarda feições antiquadas e administra o Município com estilo coronelista, querendo impor suas vontades como se estivesse sentado numa cadeira de balanço, na varanda de uma fazenda.

  9. Não quis as previas, pqe sabia que ia perder.
    “EXIGIU” que a escolha fosse feita através de pesquisas.
    Agora tb as pesquisas não interessam, pqe sabe que vai perder.
    Quer impor a sua candidatura a qualquer preço,mesmo que para isso tenha que pedir a intervenção do PSDB a seu favor.
    É dessa ética que ele tanto fala no seus dircursos.

  10. V.Lemainski-Cascavel Responder

    Sempre defendi e continuo defendendo que candidato deve ser escolhido pelo partido. Outros procedimentos é casuísmo. Evitaria vexame.

  11. A notícia não procede. O Senador Álvaro Dias NÃO está no Nordeste para azucrinar a paciência do presidente do PSDB.
    Ele está em férias junto com a família.
    SÓ isso.

Comente