Uncategorized

Requião quer ato contra Osmar em desgravo aos perseguidos políticos

O governador Roberto Requião(PMDB) não perdoa a cúpula petista que quer apoiar a candidatura de Osmar Dias, do PDT, ao governo para abrir caminho para a candidatura ao senado de Gleisi Hoffmann, do PT.

Aprovou a lei de anistia a servidores públicos demitidos nos anos 80, para anistiar especialmente a cúpula do PT que foi demitida pelo então dirigente da secretaria da agricultura da época Osmar Dias, PDT, por atos de subversão e atitudes esquerdistas a favor dos sem-terra. Um dos demitidos foi o atual secretário de Agricultura, Valter Bianchini, do PT (foto).

Requião, do PMDB, já recomendou para que se realize um ato para reintegração dos petistas demitidos antes de sua saída do governo em 3 de abril. Quer dar um tapa de luva na cúpula petista atual, a quem não perdoa por estar apoiando Osmar, do PDT.

10 Comentários

  1. A história não está completa.
    Antes disto, o PT passou pela área da agricultura e fez o que fez.

  2. Para o Editor:

    o que tem (ou não tem) Álvaro Dias, que o faz tão amado, querido e desejado por Requião?

    E o que não tem (ou tem) Osmar Dias, que o faz tão odiado, temido e repudiado por Requião?

    Os Dias não são então, da mesma cepa, verdadeiramente?

    Assim como no atmosférico, existem os maus Dias e o bons Dias?

    Bom, um dos Dias já passou pelo Iguaçu, lembro bem (mal) daquele período e também do sucedâneo. Péssimos dias.

    Só posso pensar, então, que o governador (atual) não pensa em dias melhores para o Paraná e sim para o próprio.

    Seria a salvação da lavoura. Não! Não! Lavoura é com o outro Dias.

  3. José Russomanno Responder

    E os que o senhor demitiu ‘so porque eram seguidores do saudoso e competente José Richa? O que fará Governador?
    Puxe pela sua memória Governador…lá nos anos de 1991.

  4. Governador engraçado! Quem, depois disso, o nomeu secretário de agricultura? Requião! Sim, esse demagogo!

  5. Esta lei de anistia da caipirada da roça paranaense é uma piada… a quinta comarca é o único lugarejo do Brasil onde a ditatura começou em 25 de agosto de 1961, ou seja, na data em que Jânio renunciou… é por essas e outras que ninguém leva o Paraná muito a sério além do Parapanema e da divisa barriga-verde… deve ter sido arranjada para beneficiar algum parente… viva a roça paranaense e os jecas encostados no erário…

  6. E ai petezada ainda vão ficam com o BARBUDO. Vcs para mim viraram todos pelegos da diretona. Vcs só pensam em salarios e carguinhos. Além de serem lambaris de valeta. O Pessutão sustentou vcs juntos com o Boby e vcs ainda estão com o Osmar. Bem feito para vcs. Se Osmar se eleger vai mandar a assembléia revogar a bendida Lei da Alegria.

  7. a tem gente boa com Requiao o senhor Algaci Tulio que na epoca que foi vice prefeito de curitiba demitiu o pessoao do PMDB e hoje esta com a sua ecelencia vamos fazer justiça governador è da turma do JAIME LERNER

  8. é o insano COMO SEMPRE PENSANDO INSANIDADE!
    Quando OSMAR DIAS enquanto Secretário de Estado da Agricultura meteu tesoura nuna turminha, aliás, eu nem sabia que eram do PT, nem tanto, alguns que foram pra rua eram apaniguados de HERMAS BRANDÃO, soube, na época (ITCF) uma turminha VENDIA AUTORIZAÇÃO DE DESMATE.
    Abra a caixa de ferramentas OSMAR!
    DÊ NOME AOS BOIS!
    O HERMAS BRANDÃO SABE MUITO BEM O “PORQUE” DAS EXONERAÇÕES. Perguntem a ele!

  9. A história não está completa. Tudo começou ANTES de Osmar Dias, no governo seguinte ao de Ney Braga, logo após Reinhold Stephanes deixar o cargo na secretaria da agricultura.

Comente