Uncategorized

Parada gay pede criminalização da homofobia

Guilherme Reed para a Folha

A 14ª edição da Parada do Orgulho GLBT (gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros) começou por volta das 12h30 deste domingo com um pedido especial aos governantes, o fim da intolerância e do preconceito sexual. A passeata teve início com a execução do Hino Nacional em uma versão eletrônica.

Usando um vestido com as cores do arco-íris, o travesti Silvetty Montilla fez a apresentação da abertura do evento em cima de um trio elétrico, em frente ao prédio do Masp (Museu de Arte de São Paulo). Montilla contou que participa desde a 1º edição da Parada Gay em São Paulo e que acredita que o movimento já é uma vitória contra a discriminação.

“A Parada é importante porque significa uma luta pelos nossos direitos. Eu espero muita emoção neste domingo e que as pessoas sejam muito felizes”, disse com entusiasmo.


A caminhada que começou na avenida Paulista, passará pela rua da Consolação e termina na praça Roosevelt. A concentração começou às 12h e o término está previsto para as 20h.

Cerca de 1.400 homens das polícias Militar e Civil fazem a segurança do evento. A Guarda Civil Metropolitana disponibilizou outros 700 agentes. Durante o percurso, há 900 banheiros químicos espalhados, 70 deles adaptados para deficientes físicos.

Os vendedores ambulantes de bebida e comida estão proibidos. A Secretaria Municipal da Saúde, por meio do programa de DST/Aids, convocou mais de 200 pessoas, entre técnicos e agentes de prevenção, para distribuir preservativos e divulgar os serviços especializados de atendimento da cidade de São Paulo.

A parada gay de São Paulo é considerada a maior do mundo. O evento é realizado pela Associação da Parada do Orgulho GLBT de São Paulo, uma organização fundada em 1999.

Luiz Guilherme Gerbelli e Felipe Branco Cruz da AE

Pouco depois do meio dia, começou a festa da 14ª Parada LGBT. Os participantes, que lotam a avenida, já estão seguindo sentido avenida Consolação. Dezenas de ambulantes estão vendendo bebiba alcóolica, o que a PM pretendia coibir. Muitos dos participantes estão fantasiados.

Em uma entrevista na manhã de hoje, Alexandre Santos, presidente da organização da Parada, disse que o mote do desfile hoje será conscientizar as pessoas para as eleições de outubro. A orientação é que escolham candidatos que defendam políticas públicas a favor da diversidade sexual.

O governador Alberto Goldman disse que muito já se avançou nessas conquistas, mas que elas ainda são insuficientes. Ele lembrou que quando foi deputado estadual na década de 70 viveu um dos piores momentos de repressão. “Um evento como esse não aconteceria naquela época”.

19 Comentários

  1. Realmente o Deus da vida que nos ensina a igualdade entre os homens, deixa excessão na Bíblia, se não foi revogado, desde sempre:
    “Se um homem deitar com outro homem como quem se deita com uma mulher, ambos praticaram um ato repugnante.Terão de ser executados, pois merecem a morte” Lev 2013

    Se quem crer que a Bílbia é a palavra do Senhor Deus (…)

  2. Homofobia é querer que aceite o homossexualismo por força de lei e não por força de argumento e conscientização.
    Homofobia é exigirem que eu tenha filhos homossexuais e não possa lutar contra isso, inclsuive com tratamento médico.
    Homofobia é me impor algo que não é natural, mas sim conceitual
    Homofobia é isto, exigir que eu aceite o hoossexualismo à força, como em sodoma e gomorra. O pecado não é o homossexualimo, mas sim a imposição do mesmo sobre toda a sociedade.

  3. CAÇADOR DE PETISTAS Responder

    QUEM SABE SE A eSTELA NÃO PARTICIPOU DESTA PARADA GAY.

    AFINAL, NÃO CONSEGUIU SEGURAR DOIS CASAMENTOS E COM ESTA VÓZ GROSSA NÃO DUVIDO NADA NÃO.

    VAMOS LÁ GENTE, VAMOS ELEGER GENTE SÉRIA PARA ASSUMIR A PRESIDÊNCIA DESTE BRASIL.

    SEM PRECONCEITO MAS, A VELHOTA ESTELA, SAPATO E QUADRILHEIRA NÃO DA.

    HÁAA, ME RESPONDAM POR FAVOR PETEZADA, QUEM É MESMO O MARIDO DA VELHOTA ESTELA, OU ELA É SOLTEIRONA MESMO.

    CADA UMA.

  4. ENQUANTO ISSO, EM CURITIBA, O ASSASSINATO DO ESCRITOR WILSON BUENO É TRATADO COMO MAIS UM LATROCÍNIO E NÃO COMO CRIME SEXUAL, QUE DE FATO FOI!!!
    MAIS UMA DAS NOSSAS VERGONHAS!!
    ONDE ESTÃO OS QUE VIVEM DAS POLÍTICAS DAS MINORIAS?
    DESFILANDO EM CARRO ABERTO PELAS PASSEATAS????

  5. O que me deixa perplexo é ver que a ignorância nesse meio é generalizada – apenas não tenho certeza se é mesmo ignorância ou interesse.

    Se toda opinião contrária fosse criminalizada, o planeta precisaria se transformar numa imensa prisão.

    Muitas pessoas usam de forma sutil a palavra preconceito para tentar impor a sua verdade como absoluta. Nisso, acabam sendo até piores que seus perseguidores.

    É isso que os homosexuais não percebem. Porque tentar impor sua verdade em todo o lugar? Porque tentar mudar o pensamento das igrejas que pendura milhares de anos?

    Para ser feliz, nao se necessita do aval da maioria, quando se tem tem plena certeza do caminho que se segue; se vive e ponto final.

    Todas as minorias do Brasil são discriminadas; os povos indígenas, os de raça negra, as domésticas, os gari que limpam nossas ruas, os pobres, pessoas obesas, portadores de doenças como aids, etc, etc, …

    Imagine criarmos uma lei para tornar crime cada coisas dessas….

    Então, porque apenas para homosexuais?

    Acho, com todo o respeito, que esse papo de criminalizar JÁ ENCHEU O SACO….

    Vivam, sejam felizes, e deixem cada um pensar o que desejar. Agora, se para ser feliz precisam da aprovação do resto do mundo talvez, o problema esteja dentro de vocês mesmos, não fora….

    Luiz Gonzalez
    Escritor

  6. São Jose dos Pinhais Responder

    Sera que este que foram ou que idealizaram a parada gay vao na manifestação do dia 08?

  7. e aquele casal enfatiado que desfila em todas as paradas do Brasil e que se dedicariam à defesa dos gays, não vão se pronunciar sobre o assassinato do Wilson Bueno?
    a festa em sp já acabou, ou ainda não?????…..

  8. Na parada gay, em S. Paulo, o senado Brasileiro, estava representado, por senador do Paraná?

  9. Muito bem Sr. Escritor, é isso mesmo em grau, gênero e número.

    Essa conversa já encheu mesmo.

  10. A parada gays não atrapalha o trânsito? Ninguém se manifestou, será que só os a procissão dos crentes é que atrapalha o trânsito e causam caos nesse país?

  11. Dizem aqui em Campo Magro, que até autoridades locais foram encontradas no aeroporto indo para São Paulo participar da parada.
    Parece que estão planejando um evento desses aqui. Muita gente vai participar!!!

  12. PINGA COM GARDENAL Responder

    Olha,

    duas coisas que só faço tomando pinga com gardenal:

    1) Votar no requião para o senado
    2) Votar no richa para o governo
    3) Ir numa parada Gay

  13. Parada, só a de 7 de setembro. Salvem a nossa Pátria. Viva o Brasil!!!!!!!!!
    Talvez mudem as leis dos homens, mas a lei de Deus nunca conseguirão.

  14. Eu estava na varanda do meu apto de São Paulo e vcs não imaginam o que eu vi,o Guilherme Cunha Pereira da RPC e o Glomb da OAB de mãos dadas entregando folders para os GLSB visitarem a passeata da Boca Maldita,essa do Paraná que a Gazeta quer…os bichinhas se amarraram no Glomb,pediram para ele tirar o bigodinho e dar uma aparada na sobrancelha pois tá bem caidinho.

  15. Deviam se dar ao respeito e portar-se como pessoas normais se querem reduzir o preconceito.
    Mas olha a foto (e ao que me consta não estamos no carnaval) e me diz se não é pra gargalhar.
    Não tem uma forma menos circense de chamar a atenção?

  16. Terremotos, enchentes, bomba atomica, furacões, parada gay, pai transando com filha, pai matando filho, filho matando pais, o que mais falta para acabar com este mundo?

Comente