Uncategorized

Praczyk coloca cargo de 5º secretário da Assembleia à disposição

Do Bem Paraná

O bloco PV/PSB/PRB colocou à disposição o cargo da 5ª secretaria da Assembleia. O cargo é ocupado pelo deputado Pastor Edson Praczyk (PRB).

A decisão de abrir mão da 5ª secretaria é motivada pela onda denúncias que assola o Legislativo.

Por conta do pedido de impeachment do presidente da Casa, Nelson Justus (DEM) e do 1º secretário, Alexandre Curi (PMDB) – protocolado na manhã desta segunda-feira pelo PV – a sessão de hoje foi relâmpago, não durou sequer uma hora.

8 Comentários

  1. O Fábio não existe pedido de impeachment para Presidente da Assembléia, manda o PV ir pastar!!!!

  2. Vige Maria seu Fabio, nao durou nem meio hora, entao os nobres deputados devem
    esta reunidos nas CATACUMBAS, nos sub=terraneos de nossa Linda e BELA Capital.

  3. luciola disse:
    7 de junho de 2010 às 17:42
    Caro guru Silvio Sebastiani. O Sr. que é grande conhecedor das bandalheiras da Assembleia Legislativa, o que é que o sr. tem a nos dizer da atuação do candidato Beto Richa com relação a nomeação no seu gabinete da sógra fantasma do Ezequais Moreira que “faturou” mais de 700 mil reais e quer ser governador do Parana? Porque o sr. nunca nos orientou quanto a essa atuação? O que é que o sr. acha da atuação da Fernanda Richa que distribuiu 1.500 cobertores em bairro póbre de Curitiba e disse que aquilo era um presente do seu marido candidato? Isso não é crime eleitoral? Por favor, dentro de sua sabedoria, diga-nos como devemos agir, ou pelo menos pensar desse candidato?

    Responder

  4. O Pastor já está em campanha? Cuidado com TRE. rsrs
    5º Secretário é piada de mal gosto.
    Ou bom gosto por verbas EXTRAS.

  5. Agora resolve tirar as mãos…

    To vendo tudo.

    Tão lançando o justus na fogueira.

    Sabendo do passado da assembléia (Rossoni, Anibal, Hermas, Caíto, Anibelli, etc.), tá na cara que isso tá acontecendo…

    Engraçado é ver um monte de oportunista querendo aparecer com a situação.

    O rei dos palhaços: Lucio Glomb, falso moralista.

Comente