Uncategorized

Gilberto Martin contesta impugnação

Gilberto Martin, ex-secretário da Saúde de Requião e candidato a deputado estadual pelo PMDB, vai recorrer para derrubar a impuganação de seua candidatura pelo TR. As explicações de Martin são as que seguem:

Referente à notícia da minha impugnação, divulgada há pouco pelo TRE/PR, informo que a decisão se deu por conta de uma desaprovação de contas durante a época em que fui prefeito de Cambé. As contas desaprovadas referem-se a um convênio estabelecido, em 1994, entre a prefeitura de Cambé e o Ministério da Saúde no valor de R$ 101 mil.

Por um erro administrativo o recurso enviado pela União foi aplicado na conta movimento e destinado à folha de pagamento e contas emergenciais da prefeitura, quando deveria ter sido depositado no Fundo Saúde.

Entretanto o erro administrativo não foi intencional e o objeto do convênio não deixou de ser cumprido por meio da utilização de recursos próprios da prefeitura.

Certo de que não houve má intenção na aplicação deste recurso e que o objeto do convênio foi cumprido corretamente, eu e meus advogados iremos recorrer para derrubar a impugnação e garantir minha candidatura.

11 Comentários

  1. Austragésilo Penaforte Responder

    Levando-se em consideração que prestação de contas públicas, não se faz apenas com boa intenção esta, aliás, deve ser a obrigação do servidor público, o que a Justiça analisa são os fatos.
    Se o recurso foi depositado em conta errada – conta movimento destinado à folha de pagamento – quando deveria ter sido depositado no Fundo Saúde, houve desviou de finalidade. Conseqüentemente o administrador público errou.

    Deveria corrigir o erro, retirando os valores da ‘conta movimento’ e redepositá-lo na ‘conta Fundo Saúde’. Aí ficava correto e sem implicações federais. Se não foi corrigido e, supostamente, a prefeitura cobriu o furo na conta Saúde, pouco importa.

    Para efeito fiscal, o administrador errou e não corrigiu, em tempo hábil, o engano de manipulação de contas. Pior ainda, isso aconteceu em 1994. Ou seja: há dezesseis anos. Tudo fica mais difícil.

  2. Faz parte do balaio de gatos que abriga a Petezada, Pemedebada e Pedetezada, quero que se explodão todos!!!!!!!!!

  3. Acho que cada caso é um caso. Se ele está dizendo isso e se tem provas que foi aplicado o dinheiro no objeto ele tem todo o direito de se defender e concorrer ao cargo pleiteado. Com isso eu digo e penso que uma coisa é o cara ser bandido e outra coisa é o fulano ser prejudicado por erro na prestação de contas.

  4. Parreiras Rodrigues Responder

    Conheço Gilberto desde a época do movimento de redemocratização, É uma das pessoas pelos quais – em questão de seriedade, se pode, como se diz, botar a mão no fogo. PR, assessor para a Imprensa – Gab. dep. Luiz Accorsi.

  5. Se os argumentos do ex-Secretário da Saúde são tão claros e contundentes, qual será o motivo de a Justiça Federal, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região e o Superior Tribunal de Justiça, respectivamente, terem-nos rejeitado?
    Para quem não sabe, o Dr. Gilberto ajuizou uma ação em 2006 perante a Justiça Federal para desconstituir o acórdão do TCU que o condenou a devolver os recursos aos cofres públicos. Perdeu a ação em primeiro grau, perdeu no tribunal e perdeu no STJ. Mais do que isso, a própria Justiça Federal determinou que fossem penhorados todos os seus bens para garantir a referida dívida, que já ultrapassa R$1.000.000,00 (um milhão de reais).
    Em quem devemos acreditar?

  6. Caberá através da Justiça, apresentar as provas de regularidade e continuar na luta eleitoral por sua candidatura Gilberto!

  7. joão APENAS UM CIDADÃO Responder

    …não adianta…não vn com essa hstória de erro administrativo…aliás não podemos mais ter políticos que erram
    tanto “administraivamente”…é vero…vai pra casa padilha…

  8. marlene ozório Responder

    de boa intençao o inferno esta cheio.acho q gilberto martin deve. e tem q pagar.apesar q sempre termina td na mesma.deixemos
    de votar, só assim eles sentirão q estamos de olho. eles estão acostumados q o povo esquece logo da sujeirada,mas uma hora o povo vai dar um basta.

  9. Marcio Marcolino Responder

    olha conheço o Gilberto e sei de sua honestidade e com certeza a justiça será feita.

  10. Sou cambeense e esse tal de Dr. Gilberto foi uma porcaria de prefeito, como Secretário de Saúde do Requião foi um omisso e não teve coragem de defender os servidores da Saúde pra puxar saco do patrão.
    Não tem choro nem vela: o Superior Tribunal de Justiça, órgão máximo da Justiça já disse que ele é “Ficha Suja”. Tá fora da disputa!!! Infelizmente esse turma PT, PMDB PDT logo arruma vai arrumna outra “bocona” pra ele. São todos uns caras de pau!!!!

Comente