Uncategorized

Marcelo Almeida envia nota de esclarecimento
ao blog

Conforme matéria publicada no site www.fabiocampana.com.br, segue abaixo a Resposta do deputado federal Marcelo Almeida a respeito das faltas na Câmara Federal.

Em 2010, a Câmara dos Deputados realizou 91 sessões plenárias, sendo 37 sessões ordinárias e 54 sessões extraordinárias.

Do total de sessões, o deputado federal Marcelo Almeida faltou a 44 sessões, sendo 17 ordinárias e 27 extraordinárias.

Das 17 sessões ordinárias, duas ausências foram justificadas e 15 não justificadas.

Do total de sessões realizadas neste ano, o deputado Marcelo Almeida compareceu a 51,65% delas e esteve ausente em 48,35% do total.

Entre as 37 sessões ordinárias já realizadas no ano, o deputado Marcelo Almeida compareceu a 59,46% e ausentou-se, sem justificativa, a 40,54%.

Neste ano, as ausências sem justificativa foram concentradas nos meses de maio e junho, após a morte de Roberto Beltrão de Almeida, irmão do deputado, ocorrida em 21 de abril. Por várias vezes o deputado precisou permanecer em Curitiba para resolver questões familiares e empresariais decorrentes desse fato. Como as ausências de interesse pessoal não são justificáveis de acordo com o Regimento Interno da Câmara, as mesmas não foram justificadas à Mesa.

Levando-se em consideração as sessões ordinárias que ainda serão realizadas até o final da atual sessão legislativa, o deputado Marcelo Almeida não correrá o risco de perder o mandato em razão do disposto no artigo 55, inciso III, da Constituição Federal.

O deputado Marcelo Almeida destaca que em todo o seu mandato compareceu a 81,1% das sessões deliberativas realizadas pela Câmara dos Deputados e das 66 faltas registradas desde maio de 2007, apenas 39 não foram justificadas, conforme demonstrado no link abaixo.

20 Comentários

  1. SE EU FOSSE FUNCIONARIO DA CR ALMEIDA E FALTASSE QUARENTA POR CENTO SEM JUSTIFICATIVA O QUE ACONTECERIA COMIGO

  2. AHHH.. ESTÁ TUDO EXPLICADO!!!!!
    O FILHOTE DO CECILIO É UM PROFISSONAL ZELOSO, CUMPRIDOR DOS SEUS DEVERES POLÍTICOS…
    VCS É QUE SÃO MALEDICENTES!

  3. Austragésilo Penaforte Responder

    A pergunta é: as ausências não justificadas – e mesmo às justificadas, mas que não sejam de interesse público – FORAM DESCONTADAS do salário do parlamentar ou fica tudo por isso mesmo?
    Afinal, o trabalhador comum, assalariado, quando não vai trabalhar por problemas pessoais, o dia é descontado sem dó nem piedade.
    E lá no Parlamento eles tem dó e piedade do pobre povo brasileiro?
    A propósito, quantos projetos e demais benefícios o referido deputado apresentou e/ou emplacou em prol desse mesmo povo que não tem onde cair morto…

  4. Charles M Tayllerand Responder

    Ahhh bom! Agora está esclarecido. Só faltou a 40% das sessões e sem justificativa nenhuma a não ser a de viajar, quem sabe, para a distribuição de narizes de palhaço a todos os que votaram nele. Que palhaçada está a política no Brasil. Palhaçada. O povo está completamente desamparado e impotente enquanto esses vigaristas vão enriquecendo a cada segundo com o dinheiro público.

  5. ah , então tá de boa ….. pelo menos ele justificou ….kkkkkkkkkkkkk
    se eu justifica isso pro meu chefe , é justa causa na hora ……rsrsrsrs….

  6. TÁ, mas e daí, que paga o salário desse empresário MILIONÁRIO?
    Tenho a resposta! É o trouxa do eleitor que levanta as quatro, cinco ou seis da manhã c/ marmita embaixo do braço p/ trabalhar no mínimo até as oito ou nove horas da noite, e o pior em serviço pesado!
    Vamos dar um basta nisso!!!

  7. joao APENAS UM CIDADÃO Responder

    …o deputado…”assim mesmo com minúscula”…perdeu uma grande oportunidade de ficar quietinho…passaria despercebido…agora, querer justificar o injustificável chega a ser hilário…não sei se é pra chorar ou pra rir…no caso acredito que é pra chorar de tanto rir…e tenho dito.

  8. Como cidadão procurando votar em políticos honestos, prefiro focar meus votos nos candidatos FICHA LIMPA, OU SEJA OS QUE NÃO METEM A MÃO NO POVO. O Marcelo é milionário não precisa de trocado…

    O Justus e o Curi não faltam nem a pau JUVENAL na assembléia, e deu no que deu….esse negocio de faltar não credencia ninguem à desonestidade.

  9. Ah, Seu João Martins! Peraí. É muita asneira junta. Primeiro que quando o cara recebe e não vai trabalhar, ele está sim roubando o seu dinheiro. Tudo bem que presença não é credencial de honestidade. Mas ser milionário tb não é, meu amigo. Tudo bem que o cara talvez não precise da grana, mas daí isso significar que ele não vai meter a mão… Ingenuidade sua!

  10. O salário de um Deputado Federal hj é R$17.500.
    Marcelo Almeida não tem motivo para roubar, deputado ficha limpa ele é sim orgulho para o Paraná.
    Seu dinheiro vem do histórico de uma família que trabalha. Que culpa tem o homem de ser rico?
    Trabalha para reformar o códico de trânsito Brasileiro, um grande homem, bom carater quer investir na educação e na cultura do nosso país.
    Pimenta no olho dos outros é refresco, não é não povão! Vcs só sabem reclamar, e votar errado! Esse ano reflita e não cai na onda da midia! Vá atrás e busque o verdadeiro conhecimento!

  11. MESMO O DEPUTADO TENDO FALTADO A TODAS ESSAS SESSÕES NÃO MINIMINIZA TODO O EXELENTE TRABALHO DESENVOLVIDO POR ELE, ELE PODERIA SER QUALQUER COISAS, MAS DECIDIU ENTRAR NA VIDA POLITICA PARA FAZER A DIFERENÇA, É UM DOS POUCOS POLITICOS QUE LUTAM PELA EDUCAÇÃO E CULTURA NO BRASIL, SE TIVESSEMOS PELO MENOS MAIS MEIA DUZIA DE POLITICOS COM A CULTURA DO MARCELO ALMEIDA O NOSSO PAIS SERIA MUITO, MUITO MELHOR MESMO.
    MARCELO ALMEIDA, CONTINUE ASSIM, COM OS SEUS IDEAIS E COM O TRABALHO DE INCENTIVO A EDUCAÇÃO E CULTURA.
    MUITAS DESSAS PESSOAS QUE TE CRITICAM NO MAXIMO DEVER LER HOROSCOPO.

  12. Conheço o trabalho do Deputado, e o admiro pelo seu ótimo caráter e conduta. Votei nele na eleição passada e votarei nele este ano novamente, pois é o trabalho de pessoas assim, que mudarão este País para melhor.

  13. eu fui atrás e busquei conhecimento resltado: Esse cara não passa de mais um espertinho que o povo brasileiro vai por pra fora da Câmara dos Deputados.

Comente