Uncategorized

O limite da transferência de votos de Lula

Arko Advice, empresa de Consultoria Política

Uma dúvida muito comum entre analistas, políticos e jornalistas é qual seria o limite de transferência de votos do presidente Lula para Dilma Rousseff (PT). Mais, esse limite já teria sido atingido?

Para calcular o potencial de transferência de voto do presidente Lula, analisamos o que ele conseguiu transferir para ele mesmo em 2006 quando disputou a reeleição. Importante frisar que dificilmente Lula conseguirá transferir para a sua candidata 100% do seu prestígio, já que não conseguiu nem para si este feito em 2006.

Em agosto daquele ano, segundo pesquisa Ibope (7 a 9 de agosto), Lula tinha 46% das intenções de voto. Nesse mesmo período, 56% dos eleitores afirmavam que aprovavam o seu governo. Ou seja, a cada 1,21 eleitor que aprovava seu governo, 1 votou no presidente.

Hoje, de acordo com a última pesquisa Ibope (2 a 5 de agosto), 85% dos eleitores aprovam o governo Lula. Assim, no melhor cenário possível onde ele consiga transferir todo o seu prestígio para Dilma, ele chegaria a 69,82% dos votos.

Considerando que Dilma tem, segundo o mesmo levantamento, 39% dos votos, ela ainda tem potencial para conquistar mais 30% dos votos. Vale ressaltar que, de acordo com último levantamento do Datafolha, 24% dos eleitores ainda não sabem quem é a candidata do presidente.

Ainda de acordo com essas projeções, Dilma ainda tem potencial para crescer em todas as regiões do País. No Nordeste, por exemplo, onde a aprovação do governo atinge 91%, Dilma pode sair dos atuais 46% para 81,24% em um cenário onde Lula consiga transferir para ela todo seu prestígio.

Até mesmo nas regiões Sul e Sudeste, onde José Serra (PSDB) é mais forte, ainda há espaço para crescimento.

Na nossa avaliação, Lula ainda não atingiu seu limite de transferência. Ela ainda tem potencial para crescer mais considerando que: 1) o governo tende a continuar bem avaliado; 2) Lula deve envolver-se ainda mais na campanha; 3) Dilma terá mais tempo de TV do que Serra; 4) Desde que começou a campanha, Dilma tem apresentado melhor performance nas pesquisas; e 5) Dilma recebe mais doações que Serra.

No que pese a imprevisibilidade de qualquer eleição, este quadro reforça nossa avaliação sobre o favoritismo de Dilma.

5 Comentários

  1. Luciano Paranista Responder

    Fabio, quando o FHC estava terminando seu segundo mandato ele tinha apenas 15% de aprovação do povo o Lula está com mais de 80% de aprovação do povo vendo esses dados vc acha que as pessoas vão querer voltar a ter o PSDB no governo ou vão querer ter o PT???

  2. O MINEIRO ZE BOBO, me telefonou e disse que esses analistas nao tao com nada, deveriam fazer doutorado em Visosa MG, PARAQUE VER QUE O AMIGO
    do povo transfere voto ate na terra do neto do saudoso Tancredo,

  3. OLHA A TRANSFERENCIA NÂO PRESCISA SER DE 100% QUANDO ATINGIR 60% A DILMA JÁ GANHA NO PRIMEIRO TURNO
    E É O SUFICIENTE
    E OU NÂO É FABIO ENTÂO TÁ BOM

  4. CAÇADOR DE PETISTAS Responder

    ILDO BALDE E TEUKUNARRETA, AINDA BEM QUE NÃO VIVO DE BOLSA MISÉRIA NEM DEPENDO DESTE DESGOV ENO MISERÁVEL.

    Tenho orgulho do meu voto. Nunca votei neste bebado analfabeto e não vou votar nesta quadrilheira desqualifcada e inexperiente.

    O povo brasileiro, deveri escolher melhor seus candidatos.
    A matéria acima diz que a classe média cresceu no Brasil pergunto pois:

    Seria esta classe média aquela que ganha até 3 salários minimos?

    Se for esta, é uma vergonha.
    Com 03 salários minimos pode o cidadão pagar um bom plano de saúde?
    pode o cidadão dar uma boa escola para seus filhos?
    pode o cidadão ,manter-se dignamente e proporcionar aos seus, lazer, saúde e uma boa educação?

    Lula e os petistas acham que o povo de barriga cheia é o que basta. E os direitos constitucionais? Lazer, saúde, educação, cultura e alimentação que é dever do Governo onde estão?

    por favor, vão enganar os idiotas, miseráveis e acomodados la de cima.

    Bando de canalhas.

  5. A candidata petista só se elege se levar o presidente a tiracolo todos os dias. Ele tem carisma, sabe falar, não é grosso, apesar de dizer umas bobagens de vez em quando, é tratável, afável, dá umas boas risadas. A candidata dele, se tivesse a felicidade de ser só um pouquinho parecida com o chefe, estava feita. Mas não é, parece uma sargentona, não fala, ordena. Presidente, salve a sua candidata, porque ela não consegue isto sozinha. É ruim demais. ACarlos

Comente