Uncategorized

Fiep receberá candidatos ao governo

Sorteio define ordem de participação de candidatos em encontro na Fiep. Evento será realizado no dia 16, em Curitiba.

Osmar Dias e Beto Richa vão apresentar suas propostas e responder a questionamentos de lideranças industriais

Em sorteio realizado no dia (5), em Curitiba, a Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep) definiu a ordem de participação dos candidatos ao governo do Estado no encontro que a entidade promove no próximo dia 16, no Cietep. O evento, que aconteceria inicialmente nesta segunda-feira, teve a data alterada para se adequar às agendas dos candidatos. O encontro será aberto por Osmar Dias (PDT), que fala a uma plateia de empresários e lideranças industriais das 14 às 15h30. Em seguida, das 16 às 17h30, será a vez de Beto Richa (PSDB). Cada candidato terá 45 minutos para apresentar suas propostas ao setor industrial e 45 minutos para responder a questionamentos dos empresários.

O sorteio que definiu a ordem de participação dos candidatos foi realizado no Cietep, com a presença de assessores das coligações de Osmar Dias e Beto Richa. Os representantes dos candidatos assinaram também um documento com as regras do encontro, no qual estão definidos, entre outros pontos, os horários da apresentação de cada um deles e o formato do evento. Segundo o documento, as perguntas que serão feitas aos postulantes ao governo do Estado serão elaboradas previamente pelos empresários. Para garantir a total isenção do encontro, os questionamentos serão selecionados e formulados aos candidatos por um apresentador contratado, que não seja integrante do quadro de colaboradores do Sistema Fiep.

Além das regras do evento, os assessores de Dias e Richa receberam também a Agenda da Indústria para o Desenvolvimento Inovador e Sustentável do Paraná 2011-2014. Elaborada por técnicos e lideranças do Sistema Fiep, a Agenda apresenta as prioridades do setor industrial paranaense para os próximos quatro anos. A sugestão é que os candidatos organizem suas falas com base no documento.

Para o encontro com os candidatos ao governo do Paraná, estão sendo convidados empresários e lideranças industriais paranaenses. O evento será aberto à imprensa.

6 Comentários

  1. No mínimo sinistro, já que o presidente da FIEP, declaradamente pró Dilma e Osmar Dias, e cujo filho é candidato a vice, utiliza descaradamente a máquina do sistema FIEP, cujo recurso, em sua maioria, é público, ou parafiscal, para promover os seus candidatos. Assim, apóia e pressiona os empregados e sindicatos filiados a apoiarem uma chapa composta por personagens do atraso do Paraná.

    O presidente deveria se afastar, mas não o faz, desmoralizando uma instituição que até então nos parecia séria.

    Vergonha!

  2. o senhor rocha loures não deveria se afastar da fiep para fazer campanula para o filho? existem denúncias de assédio moral sofrido por funcionários para aderir e trabalhar para o filho do presidente. que esta semana esteve na mídia com um comercial da fiep. (propaganda antecipada)

  3. O atual presidente da FIEP não poderá se eleger novamente, mas pretende manter o poder junto a FIEP colocando, como o fez quatro anos atras, seu insignificante filhinho. Esta é a única forma Dele continuar: contratanto empresas, pessoas, consultores e palestrantes em valores exorbitantes e sem utilidade a sociedade empresarial e trabalhadora paranaense. Realmente, somente reforça o cabresto que será colocado nos senhores presidentes de sindicatos patronais, os quais em 2011 elegerão a “nova” chapa de comando da FIEP. Alguém tem dúvidas do ganhador, caso o Osmar ganhe este pleito? Serão mais quatro anos para esconder os desvio de recursos das entidades SESI, SENAI e IEL.

  4. Democracia é propor encontro com os candidatos, a diferença e se aceitarão….

    Transparência era no tempo do Carvalhinho (j.k.lott), de tão transparente os recursos até sumirão…. Por outro lado, na atual gestão tanto investimento, educação, desenvolvimento, CRESCIMENTO NA PRODUÇÃO INDUSTRIAL… como uma mágica aparecerão os recursos (plim) Rocha Loures deve ser mágico?! Ou seria um comprometimento com a classe que falta em outros setores?

    VAMOS LA PESSOAL, LEITURA POR FAVOR, SÃO NÚMEROS, BASTA COMPARAR. Alguém contesta esse avanço industrial no Paraná?

Comente