Uncategorized

Serra promete construir metrô em Curitiba

Tucano disse que Porto Alegre e Rio de Janeiro também precisam de obras. Seriam, ao todo, 400 km de metrô em grandes cidades

Do G1

O candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, percorreu um trecho da linha de trens que corta a Zona Sul de São Paulo na tarde desta quinta-feira (12) e se comprometeu, caso seja eleito, com a construção de 400 quilômetros de metrô em grandes cidades do país. Entre os municípios que a benéfice esse material está Curitiba.

A estimativa do tucano é que sejam necessários até R$ 45 bilhões para as obras. Ele sugeriu o Tesouro Nacional e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) como fontes de recursos, além de financiamento externo e de verbas de estados e municípios.

No diagnóstico do candidato, outras cidades como Porto Alegre, Rio de Janeiro, Fortaleza, Recife e Salvador estão entre as que devem receber as obras, seja construindo uma rede ou complementando a estrutura já existente. “Temos que fazer metrô em todas essas grandes cidades porque isso para a população representa padrão de vida”, disse. Ele não estimou um prazo para a conclusão das obras.

Durante o trajeto, que partiu da Vila Olímpia e foi até o Grajaú, o tucano abordou pessoas no trem e perguntou sobre melhorias no transporte. Ouviu elogios e cobranças de maior estrutura, com mais trens e funcionários. Ao final do percurso, respondeu aos jornalistas sobre as queixas.“Na medida em que a gente faz mais, a demanda aumenta”. Serra negou atrasos nas obras do metrô de São Paulo. “Estão sendo feitos quilômetros e mais quilômetros. Nós vamos ter 20 quilômetros a mais prontos até o fim do ano.”

13 Comentários

  1. Sim, sim, ele vai aproveitar o leito do rio belem.
    Andaremos de pedalinho entre os córregos canalizados da capital.
    Só falta construir as estaçõs de embarque.

  2. Esse tal Serra Abaixo é mais comico que o CQC, Pânico, etc.
    Vai ganhar o Troféu Humorista do Ano !
    E tem gente que ainda acredita nele?
    Fala sério !

  3. Carlos Robertson Responder

    Não mudam esssa conversa. è o mesmo papo do Beto Rich para alavancar votos. É o que digo, na época das eleições eles falam o que as pesquisas mandam falar, o que os marqueteiros dizem. Curitiba precisa de engenharia de trânsito, de novas soluções, não de metrô. E outra, não é assunto para o Serra e sim para a prefeitura e os curitibanos.

  4. QUANDO ENVOLVE DINHEIRO PARA ELES POR NO BOLSO
    TÁ COM O SERRA
    METRO EM CURITIBA É UMA LOCURA
    COM TRINTA PORCETO DOS INVESTIMENTOS EM CEU ABERTO CURITIBA FICA NO PATAMAR DOS ANOS 80 BOM
    E BUNITA

  5. …e um roçado pro joão…um vestido pra maria..
    entra ano e sai ano e nada vem…

    que coisa mais antiga!!!!!
    só a música vale a pena!!

  6. CAÇADOR DE PETISTAS Responder

    Em JOSÉ SERRA, podemos acreditar. Direente da invensão do DITADOR D” Silva, que criou a mãe do PAC, de cuja maior mentira e de sua candidata muleta. O PAC, emopacou e não conseguiu cumprir com 40% por cento do afirmado. (contando com as obras inacabadas e superfaturadas que não são mostradas pelo DITADOR e sua candidata bandida).

    O resto é balela.

  7. Nem os próprios Correligionários de JOSÉ SERRA ACREDITAM..

    Goldman diz que Serra exagerou ao prometer 400 km de metro
    Último Segundo – iG

    O governador de São Paulo, Alberto Goldman (PSDB), disse que o candidato tucano à Presidência e seu antecessor, José Serra, exagerou ao dizer que faria 400 KM de linhas do metrô pelo País à fora!

    SERRA é mesmo uma PIADA!

  8. José Serra Defende o DEM no Mensalão do DF

    Além de despencar em todas as pesquisas, o candidato do PSDB José Serra vai mostrando uma grande falta de respeito com a inteligência do povo brasileiro.

    O trecho abaixo é uma afirmação do tucano sobre a aliança do PSDB com o desmoralizado DEM.

    o candidato à presidência da República pelo PSDB, José Serra, defendeu a aliança com o DEM e rebateu as acusações de envolvimento do partido com o escândalo conhecido como do “mensalão”, em Brasília.

    Das duas uma: ou José Serra está ficando maluco ou quer fazer o povo de tolo.

    Tentar negar o escandaloso mensalão do DEM, que teve desde dinheiro na meia até oração para celebrar a gatunagem realizado no DF é uma total falta de respeito com o povo.

    A que ponto chegará a política do país?

    Se José Serra é aliado de José Roberto Arruda, ACM Neto e cia., até dá para entender. Mas tentar negar e apoiar a vergonha ocorrida no DF, é fazer o povão de bobo.

    Uma declaração desta acaba sujando ainda mais a biografia de José Serra.

    É por essas e outras que o povão está dizendo NÃO para essa gente.

  9. SERRA FOI PREFEITO E GOVERNADOR DE SP E SONHA SER PRESIDENTE

    Só a capital de SP tem uma frota de mais de 6 milhões de veículos. Esse número aumenta a cada dia. Se computar o interior do Estado esse número chega próximo a 18 milhões de veículos. Todos pagam o IPVA, que rende ao estado de SP a quantia de mais de 10 bilhões de reais por ano. Com esses 10 bilhões de reais arrecado pelo estado de SP em IPVA há necessidade de SP ter tantos pedágios sendo os mais caros do país? O que o governo de SP faz com a arrecadação fabulosa do IPVA? Porque pagamos o IPVA se as ruas de SP estão esburacadas, sem conservação, sem sinalização? Será que o Serra o ótimo gestor segundo ele mesmo poderia explicar? Se por uma imensa desgraça for eleito é isso que ele pretende fazer em todo o Brasil?

    Outra coisa , a cacolândia na cidade de SP, é conhecida mundialmente, Serra foi prefeito, foi governador, e não resolveu essa triste realidade em SP. A cracolândia está lá para quem quiser ver, de dia de noite, jovens, crianças, fumam, vendem o Crack a luz dia, de noite, sem serem importunados. Se o serra não fez nada quando prefeito e muito menos como governador contra o Crack porque diz agora que vai combater o Crack se por uma imensa desgraça for eleito presidente?

    Serra fala que vai cuidar da segurança se por uma imensa desgraça for eleito presidente, mas o que fez Serra pela segurança de SP quando foi prefeito, e governador, se a violência em SP só faz aumentar a cada dia na capital e no estado, assaltos, roubos, latrocínio, assassinatos, chacinas, estrupos,roubos de cargas, assaltos em shopping, arrastões em prédios ? “Violência aumenta no Estado de São Paulo” foi notícia em todos os jornais
    O que fez Serra como prefeito, como governador para diminuir as tragédias das enchentes em SP, dos alagamentos nas marginais, nas ruas, nos tuneis, nas residências? Neste ano de 2010 tivemos uma das piores enchentes em SP, com muitos desmoronamento de casas, mortes, carros arrastados pelas enchentes, pessoas desaparecidas carregadas pelas enchentes encontradas mortas.

    O que Serra fez para conter a epidemia de dengue em SP? “SP teve recorde de casos de dengue em 2010,” foi noticia em todos os jornais.

  10. Dos presidenciáveis, Serra é quem tem mais processos

    Levantamento do Congresso em Foco analisou todas as 222 certidões que foram entregues ao TSE pelos nove candidatos à Presidência e seus vices. Temer, vice de Dilma, responde a três procedimentos criminais

    Dos presidenciáveis e seus vices, Serra, Temer e Eymael são os três que apresentaram certidões criminais positivas

    Escrito por Thomaz Pires, Congresso em Foco

    Levantamento do Congresso em Foco sobre as certidões criminais dos presidenciáveis mostra que o tucano José Serra é quem mais responde a processos. De acordo com as certidões que ele mesmo apresentou, são 17 processos declarados à Justiça Eleitoral. Ao todo, foram analisadas as 222 certidões entregues ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pelos nove postulantes à Presidência da República e respectivos vices. Michel Temer (PMDB), vice da candidata petista Dilma Rousseff, aparece com três procedimentos criminais. José Maria Eymael, candidato a presidente pelo PSDC, tem duas certidões positivas. Os demais candidatos à Presidência apresentaram certidões negativas, ou seja, que informam não haver processos contra eles.

    Uma norma da legislação eleitoral obriga todos os candidatos a cargos eletivos a apresentarem, no ato do registro das suas candidaturas, certidões que informem a sua situação criminal, se respondem a processos e qual a situação de cada um deles. Sonegar essas informações, conforme a legislação, implica crime eleitoral. A novidade neste ano é que as declarações criminais tornaram-se públicas, e estão sendo divulgadas na página do TSE.

    Improbidade administrativa

    Na disputa presidencial, o caso que mais chama atenção é o de Serra. Além das 17 certidões positivas, ele soma três processos ativos, todos por improbidade administrativa. Os casos correm na Justiça Federal do Distrito Federal e referem-se ao Programa de Estímulo à Reestruturação e ao Sistema Financeiro Nacional (Proer).

    O Proer foi um programa implementado no primeiro governo de Fernando Henrique Cardoso para sanear instituições financeiras que enfrentaram dificuldades na virada do período de hiperinflação para o início do Plano Real. Na época, Serra era o ministro do Planejamento. As ações envolvem diversas pessoas que tiveram algum grau de responsabilidade nas decisões relativas ao Proer. Os nomes mais conhecidos são Serra e do então ministro da Fazenda, Pedro Malan. As ações questionam a assistência prestada pelo Banco Central, no valor de R$ 2,975 bilhões, ao Banco Econômico S.A., em dezembro de 1994, assim como outras decisões – relacionadas com o Proer – adotadas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

    Conforme verificado, já houve uma decisão monocrática (ou seja, de um único juiz) em favor da denúncia. A juíza Daniele Maranhão Costa, da 5ª Vara da Seção Judiciária do Distrito Federal, considerou que houve dano ao erário, enriquecimento ilícito e violação aos princípios administrativos no caso.

    O Congresso em Foco entrou em contato telefônico com a assessoria de José Serra, por duas vezes, nos últimos dias, para colher alguma manifestação do candidato sobre o assunto. A reportagem também encaminhou por e-mail uma mensagem detalhada, listando todos os casos, e solicitando esclarecimentos. Não houve qualquer retorno.

Comente