Uncategorized

Novo presidente herdará 21 mil cargos de confiança

Cristiane Jungblut, do Globo

Em meio ao bate-boca na campanha eleitoral sobre o aparelhamento da máquina pública, os dados mostram que o próximo presidente herdará uma estrutura inchada e com cerca de 21 mil cargos de confiança, os chamados DAS (cargos de Direção e Assessoramento Superior), preenchidos.

Este cargo é ocupado por indicação política. Segundo o Ministério do Planejamento, o governo Lula tem 21.358 DAS. Em 2002, último ano da gestão do presidente Fernando Henrique Cardoso, eram 18.374 – uma diferença de quase 3 mil vagas.

Dos atuais cargos de confiança, 5,8 mil, ou 27,6% do total, são ocupados por pessoas que não prestaram concurso público. Os dados estão no último Boletim Estatístico de Pessoal, divulgado pelo Planejamento, com dados atualizados até março. O número de servidores contratados sem concurso teve um crescimento de 40,63%, de dezembro de 2002 até novembro.

No primeiro ano de gestão, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva reduziu o número de DAS: em 2003, eles caíram para 17.559. No entanto, a partir de 2004, voltou a aumentar a quantidade de postos de confiança.

A contabilidade dos cargos DAS na atual estrutura começou a ser feita pelo Ministério do Planejamento em 1997, quando havia 17.607 deles. No ano seguinte, eles chegaram a 17.183. Em 1999, eram 16.306; em 2000, 17.389; em 2001, ficaram em 17.995; e, em 2002, chegaram a 18.374.

Em sua defesa, o governo Lula argumenta que, atualmente, mais de 70% dos DAS são ocupados por servidores públicos de carreira, mostrando que as nomeações puramente políticas são minoria.

Em 2005, para rebater as acusações de aparelhamento da máquina, o governo implantou uma regra: apenas os DAS de nível 5 e 6, os mais altos, têm livre provimento, ou seja, podem ser preenchidos por pessoas de fora do serviço público.

Os DAS de nível 1, 2, 3 e 4 precisam ter um percentual de servidores de carreira. Segundo o decreto, devem ser servidores de carreira 75% dos DAS 1, 2 e 3 e 50% dos DAS 4, deixando os DAS 5 e 6 para livre provimento.

10 Comentários

  1. Vergonha, absurdo, descalabro, v~qao a pqp. Isso é coisa da Tucanalha e da PTzada. Por isso sou Mariiiiiiiiiiiiinna…..

  2. Robson, um paranaense Reply

    21 mil cargos é palhaçada. Ao que consta, nos USA é em torno de 2 mil. Quanta diferença. Não há como evoluir desta forma. Por isso da troca de favores entre os partidos. Tem muita lenha para queimar.

  3. hoje proposta apenas, mas amanhã será lei e de minha autoria.
    voce pai,voce mãe, que sofre para dar estudo para seu filho e amanhã eles não tem perspectivas de futuro aliado a falta de area de lazer,ele acaba se tornando presa facil para o ilicito, enquanto que aquele que indicou 23 mil cargos de q.i. nada de braçadas.

    lei atadailha:

    “EXTINÇÃO TOTAL E PARA SEMPRE DOS CARGOS COMISSIONADOS,DAS,DE CONFIANÇA E CONGENERES DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA”

  4. Duval Simões Araújo-Londrina Reply

    Quase três mil cargos em comissão, aqueles sem concurso e de altos salários, criados pelo governo Lula. Enquanto isso a Saúde precária, o país sem infra-estrutura para crescer e se desenvolver e a falta de segurança, que vêm arrebentando com as pessoas de bem e que trabalham honestamente em nosso país.
    Três mil cargos sem concurso, a 10 mil reais por cargo (que é média que se ganha em Brasília), dá a bacatela de 30 milhões de reais por mês ou 360 milhões de reais por ano. Sem contar os encargos sociais, passando os gastos de 400 milhões de reais por ano. O que se poderia fazer com todo esse dinheiro desviado para atender petistas e aliados políticos se aplicados na saúde e na segurança do povo pobre? UMA VERGONHA!

  5. É só mandar os oportunistas embora! Aqui tbém o futuro governador tera muito o que mandar embora!

  6. SYLVIO SEBASTIANI Reply

    Creio que o Governo Lula, quer imitar a Assembléia Legislativa do Paraná, que nomeia, contrata e até efetiva servidores SEM concurso Público.Criaram a Associação das Senhoras dos Deputados e deram à essa Entidade (deles) Verbas, que chegou a comprar 6 residências no Cenro Civico, comprou cadeiras de rodas para dar aos deputados para a campanha eleitoral.Existe uma Ação Popular tramitando e está no final, pois dito pela Comissão Executiva, não permite conceder Verbas para qualquer Entidade, determinação do Tribunal de Contas.Mas fizeram. Nomearam um servidor em Cargo em Comissão, posteriormente Efetivaram, com anos anteriores à do proprio cargo em Comissão e ainda no dia 1° de janeiro (Feriado Nacional).

  7. Sei das coisas Reply

    Enquanto uns estudam para passarem em concursos, muitos outros apadrinhados são beneficiados e nem se sabe se realmente rendem alguma coisa, se produzem, trabalham ou somente recebem o vencimentos.
    Este o PT, justo, corretíssimo…….

  8. CAÇADOR DE PETISTAS Reply

    RESUMINDO:
    A maldita e mentirosa Dilma, falou que lula “pegou” o Brasil com uma inflação de 5.000% ano. MENTIRA
    E agora Dna Dilma, o que falar deste apadrinhmento de cargos públicos ou “troca” de favores políticos de 2002 até a presente data ou seja, no goveno de seu patrão?

    Melhor mentir no inferno

    JOSÉ SERRA neles
    BETO RICHA – Governador

  9. antonio carlos Reply

    O novo presidente, ou presidenta, pode fazer um grande serviço à Nação. Já no dia da posse pode extingüir todos estes milhares de cargos criados ao longo de todos estes anos. Assim começaria com o pé direito. Mas falar em direita para o Serra e a Dilma, dá arrepios em ambos. Então fica tudo como está. E fica o dito eplo não dito . ACarlos

  10. lartur@ccgltd.com.br Reply

    aA UNICA CHANCE DESTE ESTADO VOLTAR A CRECER É A VOLTA DO JAIME LETNER OU A VITÓRIA DO BETO RICHA

Comente