Uncategorized

Caso dos dólares de Eduardo Requião tem novas diligências


Do Estado do Paraná

Eduardo vai ter que explicar a procedência da moeda estrangeira.

A Promotoria de Justiça de Proteção ao Patrimônio Público, do Ministério Público estadual, começou a receber a documentação requerida a órgãos estaduais e federais para apurar a procedência dos dólares guardados, dentro do guarda-roupas, pelo ex-superintendente dos Portos de Antonina e Paranaguá e ex-secretário do Governo do Paraná em Brasília Eduardo Requião de Mello e Silva (irmão do ex-governador Roberto Requião).

Os primeiros documentos a respeito da nomeação e exoneração de Eduardo nos cargos públicos já foram encaminhados e, de acordo com a Promotoria, suscitaram novas investigações.

A previsão é de que o trabalho seja encerrado em novembro, mas o prazo pode ser prorrogado por 90 dias, caso seja necessário. No início do mês que vem a Receita Federal e a Delegacia da Polícia Federal deverão informar se os dólares foram declarados no Imposto de Renda deste ano.

E o Tribunal de Contas deve apresentar a evolução patrimonial de Eduardo, “a fim de verificar eventual incompatibilidade com os recursos e disponibilidades que compõem seu patrimônio”.

Doméstica

O fato de Eduardo guardar dinheiro norte-americano em casa, num compartimento secreto do guarda-roupa, veio à tona em setembro do ano passado, quando ele registrou queixa de furto no Centro de Operações Policiais Especiais (Cope).
Notícias Relacionadas

Ele acusou uma ex-empregada de ter se apoderado de 180 mil dólares, durante o período em que esteve em Brasília, representando o Paraná. A doméstica foi interrogada e confessou o delito, comprometendo-se a devolver toda a quantia furtada, em bens que havia adquirido com o dinheiro.

No “acerto”, Eduardo ficou com casas e apartamentos comprados pela mulher, no valor de R$ 565 mil. Como o prejuízo estava avaliado em R$ 360 mil, diferença foi dada a título de indenização por “danos morais”.

Criminalistas, no entanto, alertam que a quantia excedente (R$ 205 mil) não pode ficar com ele que, para receber por danos morais, terá que entrar com outro processo contra a ex-empregada. Se, ao fim do processo, os danos forem considerados menores, terá que devolver o dinheiro para ela.

Silêncio

Em duas ocasiões Eduardo foi intimado (por uma promotora e uma juíza) a apresentar a documentação que comprovasse a origem dos dólares, mas ele não as atendeu.

Assim, com base nos autos da ação penal 2009.19751-2, em trâmite na 5.ª Vara Criminal, que se referem ao furto praticado pela doméstica, o Ministério Público instaurou o procedimento investigatório de número 64/2010 para apurar a “eventual irregularidade na origem de moeda estrangeira”.

14 Comentários

  1. off – interessante ou atordoante?

    Ignorância

    Só em julho o Leão da Receita mordeu quase R$ 68 bilhões em impostos.

    Foi 10% a mais que no mesmo período do ano passado.

    Apesar disso, nada menos que 72% dos brasileiros desconhecem o peso dos impostos nos próprios rendimentos, embora 95,6% ache impostos muito altos.

    Dívida que não devemos

    A dívida externa total do Brasil atingiu em julho US$ 235 bilhões 346 milhões.

    Em junho, o Banco Central estimava a dívida externa em US$ 225 bilhões 172 milhões.

    Em março deste ano, a última posição fechada pela autoridade monetária, a dívida externa estava em US$ 211 bilhões e 532 milhões.

    http://www.alertatotal.net/

  2. justino bonifacio martins Responder

    Esse safado que boicotava os órgãos de classificação do paraná para ” ajudar” empresas privadas vai ter que provar as origens dos dólares. Cadeia pra Vovó!!!
    JBM

  3. Enquanto isso na Disneylandia do porto de paranaguá, MINI, TIO PATINHAS, PATETA, MARGARIDA E UM METRALHA continuam tocando as obras das empreiteiras do ôme!

    Tem um diretor de engenharia que tem tido insônias com guarda-roupa$$$$$…..

    rsrsrsrsrsrs!

  4. ESTE PODE ALEGAR INSANIDADE POIS TEM TODOS AS CONDICOES.
    NAO VI, NAO ME LEMBRO, ESTOU NA DRAGA, OU GANHEI DA DRAGA OPS RSRSRS

  5. O Povo do Paraná Responder

    Este sujeito não corre o risco de fugir para o exterior??????
    Com tantos dólares, seria bem complicado encontrá-lo após uma fuga via Paraguai!!!!!!!!

  6. agora vai….vovó NANÁ……voce não escapa da Polícia Federal, com esse pessoal , não tem nada de mamãe eu quero…..

  7. Somente uma “talvez” correção ao final da matéria principal ,onde cita “E o Tribunal de Contas deve apresentar a evolução patrimonial de Eduardo, “a fim de verificar eventual incompatibilidade com os recursos e disponibilidades que compõem seu patrimônio”.” desculpem ,mas, não seria a Receita Federal,porque se for o TC esqueçam,estes não fazem nada,se fizessem haveriam de ter descoberto algum desvio…

  8. O MP deveria se empenhar da mesma forma na Assembléia Legislativa! Enquanto isso a primeira-dama…

  9. Por favor, se alguém ai souber o nome da tal empregada do vovó Naná me informe. Preciso urgentemente alavancar o meu salário, porque a mulher fez milagre com a grana que surrupiou do vovó. Pelas últimas notícias que li, ela duplicou, outro dizem que triplicou a grana surrupiada. E foi em curtíssmo espaço de tempo. É desta empregada que estou precisando, a mulher faz milagre. Me ajudem por favor. O convite é extensivo a você vovó Naná também. ACarlos

  10. CADE O DELEGADO QUE PERMITIU ESTE ACORDO COM A EMPREGADA
    BOM ROUBAR E DEVOLVER NÃO E MAIS CRIME

    O DINHEIRO DADO A MAIS NÃO PODERIA, SE FEITO POR UM MORTAL, CHAMAR SE EXTORSÃO.
    PROMOTORES VAMOS SAIR DA BEIRA DO RIO CONTAMOS COM VOÇES

Comente