Uncategorized

Greca quer ser pai

O fofo Rafael Greca quer porque quer ser o pai do programa Mãe Curitibana. Abriu guerra no seu twitter para reivindicar a autoria do Mãe Curitibana e pediu a ajuda até do mestre Requião para tentar provar isso. Greca foi prefeito de 1993 a 1996, e o programa Mãe Curitibana nasceu em 1999, pelas mãos do atual prefeito, Luciano Ducci. Só essa diferença cronológica já seria suficiente para esclarecer a questão.

Mas na ótica grequiana não é bem assim. Acontece que em 1993, Greca lançou o programa “Nascer em Curitiba”, com três ações básicas: a concessão de um “diploma” para a mãe que dava à luz, a distribuição de um pequeno enxoval ao recém-nascido e a classificação das crianças em situação de risco, para posterior acompanhamento clínico. E só.

Já o Mãe Curitibana realiza 11 exames durante a gestação, incluindo ecografias, e permite à mulher até escolher a maternidade onde se dará o parto, além do acompanhamento médico para todas as crianças até que elas completem um ano de idade. Logo, Greca não pode ser o pai do Mãe Curitibana. Nem a mãe. No máximo, o seu “Nascer em Curitiba” poderia ser considerado um embrião do Mãe Curitibana.
Indiferentes à reivindicação de Rafael Greca, Beto Richa e José Serra já lançaram em suas atuais campanhas as propostas de criação do Mãe Paranaense e do Mãe Brasileira, ambas espelhadas no Mãe Curitibana.

31 Comentários

  1. Se o Greca continuar nesta conversa mole, vai perder muitos votos. Apesar que não é ele que twitta, e sim, um menino que sonha ser candidato a vereador.

  2. Como sempre temos alguém que quer reivindicar para si a paternidade dos programas sociais, agora é esperar se todos querem “pagar a pensão” dos tais, ou seja, manter a qualidade decente; sobre ampliar o projeto, espero que ele não seja apenas uma medida de um candidato, mas sim uma necessidade para o próximo governo -qualquer que seja

  3. Tá que nem a discussão do Serra e da Dilma sobre o criador do bolsa família…

    Lamentável termos que ficar discutindo no Brasil quem foi o autor deste ou daquele programa de mendicância…

  4. O Grecca, pulilo 1 do Jayme Lerner, hoje pupilo 10 de Requião, está procurando um jeitinho de vir pra luz, O requião é uma especie rara de eucalipto, que não deixa nada crescer a sua volta, Tanto que apos oito anos de governo não tinha sucessor. O Grecca vem agora falando do Beto, claro ninguem chuta cachorro morto, e nada melhor do que conseguir uma desinteligencia com o primeiro, pra ver se consegue levar luz na caverna e estender essa luz até o urtigão. Boa jogada a do Grecca, nada bobo esse garoto.

  5. Todo o Programa dito “Mãe Curitibana” não passa de obrigação das autoridades, é previsto em nossa Constituição. Não passa de obrigação óbvia e básica!
    Briga pela paternidade do programas assim e uso dos mesmos como “grandes feitos” é tipico da escória que nos governa!
    Mas nós merecemos isto, acreditem…

  6. Vigilante do Portão Responder

    Bem, basta recorrer ao STF.
    A ultima sentença foi favorável.
    Sim, ele pode adotar uma criança. KKKK

  7. O RAFAEL GRECA SÓ É PAI DESTA BRINCADEIRA QUE ELE FEZ QUANDO ERA MINISTRO DA CULTURA .Alardeada como um ícone das comemorações do Brasil 500 Anos, a réplica da embarcação utilizada por Pedro Alvares Cabral à época do descobrimento transformou-se num dos maiores vexames da história naval brasileira. Os equívocos que comprometem a trajetória da caravela repaginada remontam a sua construção e prosseguem aos dias atuais.
    Ancorada há mais de um ano no departamento náutico do Clube Naval do Rio de Janeiro, em Niterói, a réplica é o mais puro retrato do descaso no trato com o dinheiro público. Idealizado pelo próprio Clube Naval em parceria com o Instituto Memorabilía, ambos do Rio de Janeiro, o projeto consumiu mais de R$ 4 milhões. Detalhe: o orçamento inicial era de R$ 2,5 milhões, e o dinheiro foi liberado pelo governo federal via Ministério do Esporte e do Turismo, na gestão de Rafael Grecca.
    De acordo com o comandante Reinaldo Soares, a decisão de mantê-la sob a guarda do Clube partiu da Presidência da República. “A embarcação pertence ao Ministério da Cultura, estamos esperando uma decisão sobre o que vai ser feito”, resumiu o militar. Sem dar maiores detalhes sobre o custo de manutenção, tampouco indicar quem paga a conta, o chefe de gabinete do Clube Naval disse apenas que os gastos são mínimos.

    ESTA MATERIA ESTA NA PAGINA CREA – BA SOBRE O TITULO TECOLOGIA A DERIVA ESTA E SUA GRECA E SUA TURMA

  8. Fábio
    Infelizmente Rafael Greca tem razão.
    O programa nasceu em 1993, com o secretario Armando Raggio.
    Lógico que com outro nome.
    Luciano Ducci apenas aprimorou e mudou o nome.
    Eis a Verdade !!! Doa a quem doer !

  9. Esta é ótima
    Greca quer ser pai do Mãe Curitibana… Dilma quer ser mãe do PAC. Os dois podiam casar, afinal este tipo de casamento já foi aprovado na Argentina. Aqui teriamos um casamento mais ilustre… E de sobra, Grega pode vir a ser a primeira dama do brasil…. seria pra ele a glória

  10. Este greca é o fim da picada, o povo não deveria votar neste cidadão mentiroso,falso quenunca gostou do trabalho e sim de outras coisas, quem conhece sabe bemmmmmmmmmmmm.
    Vamos renovar,chega de greca e toda a turma.

  11. A bem da verdade

    Em 1993, Greca lançou o programa “Nascer em Curitiba”:

    -Concessão de um “diploma” para a mãe que dava à luz, distribuição de um pequeno enxoval ao recém-nascido e a classificação das crianças em situação de risco e acompanhamento clínico das mesmas.

    Em 1999 o o atual prefeito Luciano, que na época era o secretário municipal da Saúde, criou o embrião do Mãe Curitibana, programa que foi ampliado a partir de 2000 quando o Beto Richa se tornou vice prefeito, sendo que neste período de governo o secretário da Saúde foi o Miqueli Caputo e novamente melhorado por este quando o Beto se tornou prefeito a partir de 2005 tendo o Luciano Ducci como vice, quando ganhou o formato atual:

    -Planejamento Familiar, Pré-Natal, Parto e Puerpério, Oficinas para gestantes, Saúde Infantil e 11 exames durante a gestação, entre eles incluindo ecografias, e este permite à futura mãe escolher a maternidade onde se dará o parto, além do acompanhamento médico para todas as crianças até que elas completem um ano de idade.

    Além do diploma que o Greca dava para as mães, mero pedaço de papel, hoje ele ao mentir pretende dar outro diploma para quem acreditar no que ele diz, o de trouxa!

    O Greca, se fosse sério, não tentaria nem ao menos comparar os dois programas, pois a amplitude do criado pelo Beto e o atual prefeito Luciano é muito superior.

    Beto Richa já lançou em sua atual campanha as propostas de criação do Mãe Paranaense, que é similar ao Mãe Curitibana.

  12. SYLVIO SEBASTIANI Responder

    O Rafael Greca é tudo, até Getulista ele é. Esteve no dia 24, data de falecimento de Getulio Vargas que foi em agosto de 1954, onde os Trabalhistas se encontram tradicionalmente, como este ano tem eleições e Greca é candidato, foi até a Estatua de Getúlio Vargas na Praça Tiradentes. Eleição vale tudo, até deputado estadual do Paraná, depois das denúncias, se reelegerem!

  13. Na verdade o programa Mãe Curitibana e o prefeito Cassio e não do ex-secretario e atual prefeito Luciano.

  14. Na verdade o programa Mãe Curitibana e do ex – prefeito Cassio e não do ex-secretario e atual prefeito Luciano.

  15. Dessa ação ele quer se apropriar…. agora da nau comemorativa dos 500 anos do descobrimento do Brasil que não navegou e quase afundou (e que 500 anos antes atravessou o Atlântico!!!) essa ele nem quer falar….

  16. Caro Fabio Campana:

    Devo aqui fazer a defesa de uma ideia. Mesmo que o programa tenha evoluído e mudado de forma e melhorado, não exclui a ideia original. Um exemplo disso é o próprio avião. Santos Dumont é o pai da aviação moderna. Ele não inventou um boing, nem um F-117, simplesmente era pouco mais que uma ideia. Quando voou com o 14-Bis, a questão básica era apenas conseguir se sustentar com um aparelho mais pesado que o ar. Com o tempo, muitos avanços foram feitos, e muita coisa melhorou, assim como muita coisa piorou. Diz a lenda que Santos Dumont lamentou sua invenção quando viu o cenário da I Guerra.

    No entanto, ninguém lembra dos autores das melhorias dos aviões. O avião a jato por exemplo, é contribuição da ciência Nazista. Mas alguém lembra o nome dos cientistas? Quase certo que não.

    Meu filho mais velho completa este ano 14 anos. Nasceu em 1996, de parto prematuro, no Hosp. Santa Brigida. Não éramos pobres, no entanto, como o bebê nasceu prematuro, em 4 dias, recebemos em casa a visita do programa, verificando se ele estava bem (Note-se que já perguntaram pelo nome dele), se já havia sido feito a Certidão de Nascimento, pesaram a criança, pediram para ver a mãe, se precisava de algo, etc. Note-se que como disse, não éramos uma família carente (somos classe média), mas mesmo assim, houve a preocupação com a mãe e o acompanhamento do recém-nascido.

    Então, defendo aqui a ideia dos cuidados com a mãe e seu bebê já naquele período, pq vivi isso. Não é um discurso político vazio. Se foi uma ideia embrionaria, e que mais tarde foi aperfeiçoada em outras gestões, que seja. Porém, que sejam dados os créditos devidos a quem de direito. Lembre-se que mesmo no Antigo Egito era comum que um novo Faraó apagasse o nome do anterior e colocasse o seu no lugar. É isso que estão tentando fazer.

    Atenciosamente,
    Anderson Rosa

  17. 1. Esqueçam o Greca no Twitter: não passa de um piazinho sonhador que tecla em seu nome.

    2. Ele realmente criou o programa hoje chamado de “Mãe Curitibana”, durante os 300 anos da cidade com a nomenclatura “Nascer em Curitiba Vale a Pena”

    3. É obrigação do administrador público primar pela saúde das gestantes, não um favor que afzem com nosso dinheiro.

  18. O Povo do Paraná Responder

    O Programa de Greca quando Prefeito de Curitiba, na época em que ele ainda “tinha credibilidade” e estava aliado a Jaime Lerner, nada tem haver com o Programa Mãe Curitibana, são coisas distintas, programas diferentes e esse senhor Greca deveria ter um bom desconfiômetro, pois suas atitudes e gestos são sempre risíveis, e viram piadas entre o Povo de Curitiba e do Paraná!
    Esse Greca já foi um dia sério, hoje é um capacho do Requião, que não conseguiu nem votos para sua eleição ficou na fila de suplente e entrou como Deputado sendo o quarto ou quinto da lista de espera, esse ano acho que nem na espera ele fica!!!!!

  19. GRECA VC… PULOU O MURO DA INTELIGENCIA ,SABEDORIA E FOI PARA O RANCOR,BURRICES ETC…..
    SÓ PARA PODER CONTINUAR COMENDO NO BOLOGNA,NA LAPINHA… VIAJAR PARA A EUROPA… ETC… PERDEU TODA A CULTURA CULTIVADA E INTELIGENCIA ABSORVIDA NAS CADEIRAS DA UNVESIDADE. ….DE NÓS QUE TINHAMOS VC… NAQUELA ÉPOCA COMO UM LIDER…. AGORA É APENAS UM SER … DE NOS CAUSAR ESPÉCIE….E PENA….

  20. O que é incompetência. 8 anos “administrando” o programa de habitação do Paraná. Dinheiro da Caixa Federal pra isto. E,
    tem que tentar colar num programa que consolidou-se nos últimos12 anos na área da saúde. Nossssa, vai ficar na suplencia de novo.

  21. Ele é a mãe e o pai da nau Capitania. E essa história de pai disso, mãe daquilo é muito fim de carreira. Fica parecendo o Affonso Camargo que até hoje, depois de 400 anos se entitula pai do VT. É brincadeira meu povo, minha pova, my pov!!!!

  22. De acordo com o relato abaixo, o programa nasceu em 1993, durante a gestão de Greca, com outro nome. Segundo explicações da última gestão, houve uma “atualização” que compreende a troca de cor da cartilha do programa que se chamava, à época, “Nascer em Curitiba Vale a Vida”.
    Confiram:
    http://www.margaritasemcensura.com/blog/?p=6815

  23. sem nome pra não me compromet Responder

    tenho uma filha que nasceu em 94, quase morreu por um parto a Forceps porque eu não tinha dinheiro para cesariana !
    em 97 apos levar a esposa para o hospital do trabalhadordo capão Raso, me mandarão embora dizendo para procurar outro Hospital pois ali não tinha vaga, e falaram para correr que a bolsa ja ia estourar, chegando na maternidade vila hauer a atendente foi bem clara , “podemos fazer o parto , mas se precisar de socorro , não temos recurso algum aqui, graças a Deus o parto e o atendimento foi bom.
    em 1999, meu 3° filho nasceu no hospital do trabalhador do sitio cercado no bairro novo e o atendimento foi realmente de 1°, sei que o greca foi um bom prfeito e que muitas obras continuam, e apesar de ter um apreço pelo Greca tenho que adimitir que a saúde melhorou somente com a era Ducci! um abraço Egp

  24. Coitado do gorducho, até votei nele uma vez, mas só uma vez. Parece que endoidou de vez, pensa que é o cara, ele nunca foi nada, porque quando traiu o Jaime deu no que deu. Tomou. Não se elegeu. Agora vem com esta lorota toda. Deixe de ser besta Greca, você sabe que vai tomar de novo. Esqueça, que nem para vereador você se elege. Desta vez vai ficar desempregado. Mamata como esta última mano, nunca mais. Como diz a Ruth, estou com vergonha do compadre. Brincadeira tem hora. Tomou de novo, mano. ACarlos

  25. A VINGANÇA SERÁ MALÍGNA Responder

    É Greca, desta vez você está ferrado, não vai se eleger ficará numa 5a. suplência e com isto não terá onde se escorar no Governo do Estado e na Prefeitura de Curitiba que não o querem ver nem pintado de ouro. Seus dias de mamata pelo jeito estão contados, alias não só a sua, a dos seus motoristas e velhas recalcadas e mal amadas que o acompanham também. Um vai voltar a ser motorista da Prefeitura o outro guardinha e as demais desempregadas. Aaaa esqueci do pessoal que você levou pra COHAPAR estes também vão perder a mamata.
    Adios e até numca mais gatuinho.

Comente