Uncategorized

25 mil jovens correm risco de morte pelo uso de crack

Agência Brasil

O crack, droga formada pela mistura de bicarbonato de sódio e cocaína, ameaça à vida de 25 mil jovens brasileiros. A estimativa é do Ministério da Saúde e, segundo o coordenador de Saúde Mental, Álcool e Drogas do ministério, Pedro Delgado, a dependência coloca esses jovens no nível de marginalidade extrema. Ele falou sobre o problema no Seminário Internacional de Políticas sobre Drogas, na Câmara Federal.

Delgado disse ainda que faltam estudos de âmbito nacional sobre o tema, mas os dados do ministério mostram que existem padrões diferentes de uso das drogas, inclusive do crack. “Existem duas populações de consumidores de crack no Brasil. Uma que estimamos em 25 mil jovens que estejam em vulnerabilidade máxima e corram risco de vida e outra, em situação menos grave, com 600 mil pessoas que fazem uso freqüente da droga”.

5 Comentários

  1. Um grande exemplo de avanço no tratamento e repressão ao consumo e tráfico de crack foi dado em Curitiba, com o programa de tratamento de drogaditos realizado pelo delegado da polícia federal Dr. FRANCISCHINI, o mesmo que prendeu o traficante Beira Mar… Queremos a continuidade desse brilhante trabalho…

  2. Com esse progarama e sem, é a mesma coisa, secretaria nenhuma resolve nada, é somente bla,bla, bla. O negócio é a educação.

  3. Fico imaginando um seminário de bombeiros para discutir um incêndio em curso.

    A problemática, excelências, a sociedade está careca de saber.
    A solucionática é que esbarra no vosso famoso apego à embromação e notável capacidade de esquivar-se das responsabilidades.

  4. Realmente é um tema que deve ser abordado sempre!!!
    temos que lutar contra esta droga devastadora que mata os nossos jovens e suas familias.

  5. MEU BAIRRO AQUI NO PILARZINHO ESTÁ TODO TOMADO PELA DROGA, ARROMBAMENTOS, ASSASSINATOS E OLHA QUE EU MORO PODE SE DIZER NO CENTRO DE CURITIBA, O REQUIÃO TEM CULPA SIM, E TAMBEM OS QUE O ANTECEDERAM AGORA É FÁCIL TIRAR O SEU DA RETA DIZENDO QUE NÃO TEM CULPA.

Comente