Uncategorized

Sobe a temperatura no programa eleitoral

O programa eleitoral de hoje deve mudar o tom monótono das exposições sobre programas de governo e os autoelogios que os candidatos não cansam de fazer.

Há possibilidades de que no espaço dos senadores surjam os primeiros entreveros em críticas que atingem Requião. São da lavra de Ricardo Barros, candidato da chapa de Beto Richa.

13 Comentários

  1. Esse Ricardo Barros, já foi Mané, querer sair candidato a Senador, achando que os gastos era os mesmos quando ele disputava a Camera Federal, me parece que ele esta com 16 %, das intenções de votos empatado com Gustavo, então fazendo as minhas contas eu calculo que ele deve ter desses 16 uns 13 % no interior o que provavelmente devem em sua maioria casados com Requião no primeiro ou no segundo voto, esse coitado resolver atacar Requião a sua porcentagem devera cair baixo de 8 % e dai sim a reação nunca mais vira.

  2. Mas tem que bater mesmo no Requião, pois como pode alguem que foi governador, ficou 8 anos no cargo, não fêz quase nada, criou confusão e truculencia com todo mundo, agora finalmente que deixa o governo o Povo ainda vai dar a ele o Senado, nada disso, tem mais e que acabar com esse bode velho e dar a ele a aposentadoria definitiva nas urnas!
    Requião tem que pagar caro pelo mal que ele fez ao nosso estado e consequentemente aos paranaenses!
    Fora Requião, Fora Osmar Dias!!!!!

  3. o ricardo fez certo, nós estamos analisando 8 anos de requião, e se levar tempo em conta….atrasamos. Quem vai fechar a porta pro Osmar?

  4. Do jeito que o povão imagina que possa ser o roteiro de uma disputa eleitoral quente. Mas que sobretudo, esse mesmo povo possa saber separar o “Circo” do que realmente interessa numa campanha, isto é, Propostas. Coisa difícil quando a grande prática política tem sido o que denomino “POLITICALHA”!

  5. CAPITALIZANDO A REJEIÇÃO Responder

    Assisti o programa do TRE e ja decidi meu segundo voto. Vou de Ricardo Barros. Meu primeiro voto era para o GUSTAVO FRUET, que considero o mais preparado e o que realmente representação a necessária oxigenação do Senado. O segundo voto estava indeciso, mas com a postura firme e clara assumida sem medo pelo Barros na TV, dismistificando o falastrão do REIquião e pondo os pingos nos iis, não tenho mais duvidas, é o Ricardo Barros que precisa ir junto com o Gustavo.

    Esta nova postura do Ricardo Barros, de ser o anti-REIquião, lhe assegura de cara a simpatia de todos os que rejeitam o despota e autoritário. Como a maior rejeição é do ex-governador,que tenderá aumentar com a revelações futuras do que se comenta nos bastidores e que logo chegarão a publico, a tendencia é que Ricardo BARROS acompanhe o crescimento que Gustavo ja esta tendo.

    Quero ver a postura da Gleise como fica, na hora em que também o Gustavo vai cair de pau encima do falastrão, até porque logo logo ele não se aguenta e começa a falar mal de todo mundo, mas desta vez vai se dar mal.

    Mande brasa Ricardo Barros, como a porrada que o Rubens Bueno deu no falastrão a tua fala de hoje rendeu milhares de votos daqueles que rejeitam o REIquião. Dá-lhe que a cada verdade dita, tua urna vai se encher de votos.

  6. Reinaldo Pereira Responder

    Ninguém falou das barbaridades que ele “velinho maluquinho”, fez nos oito anos de puro nepotismo neste estado.
    Esta na hora dele (Requião) começar a sentir do próprio veneno. A dupla do PSDB tem que descer o sarrafo nele e na Barbie.

  7. O ricardo esqueceu dos Caminhos da Liberdade que iriam desviar os pedangios. E o pior peripdo da seguranca dos ultimos 30 anos – foi um caos, levando o Parana para uma das regioes mais violentas do Brasil.

  8. Gostei do Ricardo Barros Responder

    Muito bem Ricardo, você teve a coragem de falar o que os outros candidatos não tiveram. Este Requião já encheu o saco, em 8 anos de desgoverno só levou o Pr pro buraco. Não te conhecia mas gostei da tua coragem. Conte com meu voto e de quem mais eu conseguir influenciar.

  9. Correta a análise do CAPITALIZANDO A REJEIÇÃO, até porque a motivação de quem rejeita um candidato é porque tem a expectativa de que outro consiga explicitar as razões desta rejeição e ao conseguir isso, ou seja, ao dizer de público, alto e bom som, com firmeza e coragem, Ricardo Barros estará dando aos que rejeitam o REIquião, todos os argumentos para darem o voto de protesto e endereçado exatamente contra o rejeitado.

    Teremos assim, uma perfeita análise sobre como realmente a rejeição funciona, porque é pouco provável, que uma rejeição que vem se acumulando no curso dos 30 anos de vida pública do Napoleon de Hospicio, possa ser desfeita em 30 dias de campanha, ainda mais agora que se começa a saber desta série de bandalheiras e maracutaias que foi o Governo do Chaves do Paraná. A tendencia, como bem destacada no comentário, tende a aumentar, ou seria de se perguntar se rendem votos noticias de famililares de candidato ter estoque de dolares em armários e nem notarem que empregada domestica o está roubando, ou milares de diarias frias fabricas pelos agentes do governo e a documentação que provaria o desfalque foi roubada, ou ainda, escandalo de contratos superfaturados e endereçados em licitações comprometidas de lisura para favorecerem grupos e amigos da familia.
    Os rejeitados de hoje, com certeza, será os perdedores de amanhã e,em contrapartida, os que tiverem coragem e competencia de denuciarem a corrupção, serão o vencedores de amanhã – simplesmente porque este é o clamor e a voz das ruas.

    CHEGA DOS MESMOS.

  10. O meu candidato para o senado é o Gustavo Fruet. Capaz, jovem, honesto e sem nenhuma mancha em seu currículo. Sempre votei nele e sempre vou votar. O segundo está difícil mas em Requião e Gleise não dá mesmo, são da mesma farinha. Ela, esposa de ministro do PT e em PT ou alguma coisa que ligue-se a ele eu não voto mesmo. E Requião e seus beneditos amestrados não dá mesmo. Foram 8 anos de nada. Nada mesmo, não aconteceu nada, ou melhor…os irmãos envolvidos em grandes falcatruas com dinheiro público, a parentada empregada, um sobrinho plaiboy que se acha acima do bem e do mal (isso todos se achavam até a dupla Mauricio/Eduardo aparecerem na Tribuna). O Requião já encheu o saco e quem atender ao “me chama que eu vou” (criação do injustiçado Jamil Snege, que já não está mais entre nós pra cobrar a conta) deve se informar a respeito do vivente e seus asseclas.

  11. O Paraná precisa se livrar desta praga. Chega de mentiras, mentiras e mais mentiras. Precisamos de gente séria.

  12. Fabio, não seria possivel incluir na sua coluna o programa eleitoral do Ricardo que trata do assunto?

Comente