Uncategorized

Dirceu:Brasil tem ‘excesso de liberdade’
de imprensa

Do Blog do Josias de Souza

‘Eleição da Dilma é mais importante que a eleição do Lula’

‘É a eleição de um projeto político, a Dilma nos representa’

Dilma ‘passou por um câncer. Ela sente muito isso ainda’

‘Existe, hoje, uma disputa contra nós na comunicação’

‘Problema não é censura, é o abuso do poder de informar’

Articulador oculto da campanha presidencial de Dilma Rousseff, José Dirceu se expôs por inteiro numa palestra que proferiu na Bahia. Deu-se na noite de segunda-feira (13). O deputado cassado falou para uma plateia de petroleiros. Ele não suspeitava, mas foi ouvido também por repórteres.

As palavras de Dirceu não deixam dúvidas quanto à presença dele na definição dos rumos do PT e no dia a dia da campanha de Dilma Rousseff. Para ele, o jogo da sucessão de Lula está jogado. Acha que, sob Dilma, o PT terá mais peso do que teve nas gestões de Lula.

Traçou planos, elencou amigos, esquadrinhou inimigos e levou à mesa temas que o petismo normalmente esconde, como os efeitos do câncer sobre a agenda de Dilma. Entre s reforma que julga pendentes, listou a demcoratização dos meios de comunicação. Acha que há “excesso de liberdade” de imprensa no país.

Vão abaixo alguns trechos da palestra de José Dirceu:

– Dilma e o PT: “A eleição da Dilma é mais importante do que a eleição do Lula, porque é a eleição do projeto político, porque a Dilma nos representa. A Dilma não era uma liderança que tinha uma grande expressão popular, eleitoral, uma raiz histórica no país, como o Lula foi criando […]. Então, ela é a expressão do projeto político. […] Independentemente de nós termos essa coalizão [partidária], o PT é a base dela”.

– O câncer e a agenda: “[…] Cancelaram vários compromissos [de campanha]. Na minha avaliação foi um erro, mas ele é justificado. Nossa candidata estava num momento muito difícil, muito cansada, tendo que se dedicar aos programas de televisão. Tendo que ir aos Estados. […] Primeiro, nós temos mais de 40 anos de idade, segundo que ela passou por um câncer. Ela sente muito isso ainda. E a tensão dessa campanha foi muito grande. […] Infelizmente, aconteceu isso, o cancelamento da agenda. Várias agendas”.

– Futuro do partido: “O PT teve 17% de votos em 2002/2006 para a Câmara, […] vai ter agora 21%, 23%, eu espero, tudo indica. Tem que ter 33% em 2014. O PT tem que se renovar, tem que abrir o PT para a juventude”.

– Importância do PMDB: “Quando nós pusemos o Alencar como vice do Lula, nós ganhamos a eleição [de 2002]. Como nós ganhamos essa eleição quando o PMDB não ficou com o PSDB. Aquele movimento [da oposição] anti-Renan Calheiros, anti-Sarney… Vocês não vão acreditar que eles são éticos, né? Eles, evidentemente, o que queriam era romper a aliança nossa com o PMDB.

– Papel do BNDES: “O BNDES está consolidando, fundindo a base dos setores, senão nós não conseguimos competir no mundo. […] Nós temos que fortalecer o Brasil, o Estado, a política econômica e distribuir renda…”.

– Aparelhamento: “Não é verdade essa discursera do Serra. […] Eles falam: ‘os sindicalistas dirigiam as empresas estatais’. É verdade, nós indicamos sindicalistas mesmo. Agora, vamos ver o balanço [de FHC e Lula]. […] Não fizemos nenhum investimento como eles fizeram vários desastrosos”.

– Estratégia da ‘direita’: “Quem pode ter poder? Primeiro, o poder econômico. […] As Forças Armadas estão, hoje, profissionalizadas. O poder econômico se aliou com qual poder? Com a mídia. E qual é o poder que pode se contrapor ao poder econômico e ao poder da mídia no Brasil? É o poder político…”

– Corrupção: Os “graves problemas de nosso sistema político, problema de caixa dois, […] de corrupção que tem na administração pública, em grande parte para financiar campanha eleitoral, porque o sistema está apoiado nisso, no poder econômico. […] Campanha de presidente é R$ 200 milhões, R$ 300 milhões. Ora, quem vai financiar isso? As pessoas físicas? Não, as empresas. Aí começa: nomeação dirigida, licitação dirigida, emenda dirigida, superfaturamento, tráfico de influência. Não é que vai acabar, mas o financiamento público, o voto em lista… Nós temos que repensar o sistema político brasileiro”.

– Reformas: “As outras reformas, a tributária, a democratização dos meios de comunicação, o problema da terra, das Forças Armadas, que são questões que não estão equacionadas no Brasil ainda hoje, elas dependem da nossa maioria, depende do país se consolidar porque o país só resolve problemas quando são maduros”.

– Liberdade de expressão: “Dizem que nós queremos censurar a imprensa. Diz que o problema é a liberdade de imprensa. O problema do Brasil é excesso, […] abuso do poder de informar, o monopólio e a negação do direito de resposta e do direito da imagem. […] Os tribunais brasileiros estão formando jurisprudência. Se vocês lerem os discursos do Carlos Ayres Britto [ministro do STF], aquilo não é voto é discurso político, que a liberdade de imprensa está ameaçada no Brasil, que é um escândalo…”

– Aliança mídia-oposição: “Eles estão preparando a agenda deles para o primeiro ano de governo. […] O governo sempre é disputado. […] Com o apoio da imprensa, eles [da oposição] tentam tomar a opinião pública, forçando determinadas definições ou tentar impedir que nós apliquemos determinadas políticas. Ou paralisando no Congresso ou criando um clima na sociedade contrário…”

– Batalha pessoal: “Temos que nos preparar para a disputa dessa fixação da mídia comigo. […] Eu disputo, eu enfrento. Eu não deixo nada sem resposta. Eu faço a disputa política na sociedade, no meu blog, dentro do PT. […] Eu continuei participando da vida política do país, da vida do PT. […] Eles querem que eu seja condenado, eles querem me banir da vida política do país…”

24 Comentários

  1. CLOVIS PENA - Reply

    Olha, olha ! O significado do pensamento expresso preocupa.

    Linha de Chávez, pelo que se tem notícia. É um DIL(E)MA !

  2. Nélio Alves Gomes Reply

    Outra coisa que anda com exesso de liberdade aqui no Brasil é o tal do BANDIDO; esse tal é o corrupto, o assassino de testemunhas de crimes, o terrorista que esplode recrutas do exército brasileiro, o idealizador de mensalões e outras propinas, e também de caixa-2 de campanhas, o emissor de dinheiro do SENADO brasileiro para o exterior,. Esse tipo de criminoso hediondo deveria receber pena de morte ou prisão perpétua.
    Nélio Alves Gomes – Curitiba

  3. Pois é. Esse povinho não faz idéia do que é uma ditadura comunista.

    Vai pagar caro pra experimentar uma.

  4. O pobre se rouba um pote de margarina, apodrece na cadeia, esses bandidos que roubam milhoões, não vão preso , não devolvem o dinheiro e ainda se elegem. Cada povo tem o governo que merece.

  5. Já perdi as esperanças, povo informado não vota PT, infelizmente a maioria do povo brasileiro não acompanha politíca e é desinformado.

  6. Quadrilheiro sem vergonha, sem moral alguma, se fosse um pais sério ele (José Dirceu), estaria preso pelas patifarias e negociatas praticadas, mas como não é, ele está nos bastidores da eleição da Dilma, para que se ela for eleita, ele possa voltar com corda toda e ditando regras. Pessoas perigosas essas que estão a circular, e o Brasil (eleitores), não estão levando a sério as denuncias e os envolvimentos ocorridos, logo estaremos transformados em uma Venezuela II, não vai demorar nadinha, nadinha!!!!!!!!!
    Fora Petezada e aliados corruptos!!!!!!!!

  7. E aqui faz palanque sorridente com Requeijão, Osmar et caterva… Lindo isso, não?

  8. Brasil tem muito petista corruptos e seus coligados também, esse José Dirceu é um exemplo de mau caráter e corrupto sem vergonha, o Brasil repudia esse larápio, e não queremos no Paraná a instalação dessa petezada com a eleição do Osmar!
    Vamos mudar o nosso Paraná, elegendo Beto Richa o próximo governador!!!!!

  9. luis tormenta Reply

    OUTRA COISA, SE COM O LULA SEGUNDO O ZÉ DIRCEU, ELE AINDA COLOCAVA UM FREIO NA ANSIA DESTES COMPANHEIROS, IMAGINEM COM A DILMA CUJO PASSADO É NEBULOSO.ISTO AQUI VAI VIRAR UM HAITI, JÁ JÁ,MISTURADO COM COLOMBIA PELA VIOLENCIA E COM A BOLIVIA PELA POBREZA LOGO,LOGO, INFELIZMENTE,

  10. Em qualquer país sério este cretino estaria atrás das grades, no entanto, no País da Patranha que se tornou nossa terra após o PT no poder, temos esse pançudo cheio de vento livre, leve e solto …

  11. Nivio Leandro Previato Reply

    Tirando a crítica à liberdade de imprensa as demais colocações são lúcidas e corretas.

  12. No país da impunidade, provavelmente este seja o ministro forte do (des)governo Dilma. O retrocesso democrático é hoje, infelizmente, uma dramática realidade.

  13. cidadão indignado Reply

    Se não fosse pela imprensa livre, mais do que qualquer outra instituição neste país, o Brasil já teria deixado de ser uma democracia há muito tempo atrás…

  14. E PELO QUE DIZ AS PESQUISAS (fajutas), A QUADRILHEIRA SERÁ ELEITA E O CHEFE DOS MENSALEIROS (com toda grana arrecadada no mensalão) VAI ELEGER O FILHO DEPUTADO AQUI NO ESTADO. ÊITA POVINHO DE MER…!!! MAIS DO QUE PROVADO QUE ESSE PAÍS NÃO ERA SÉRIO. AGORA MAIS AINDA.

  15. essa é a identidade mataram o celso daniel, mataram o toninho do pt prefeito de campinas e ficam na impunidade, querem eleger Dilma pro Ze Dirceu voltar a comandar o mensalao fora corruPTos.

  16. Meu DEus. Esse ladrão de vaca continua mostrando a verdadeira face do PT. Meu Deus, o Brasil já é uma Venezuela…

  17. Antonina Sobre-Viva Reply

    Meu Deus, e o povo ainda vai querer essa cambada governando Brasil.
    Dizem que o povo tem o governo que merece, eu também sou povo e não mereço este governo e nem o proximo que está por vir!!!

Comente