Uncategorized

Funcionário da Casa Civil foi sócio de marido de Erenice

Fernanda Osilla e Mattheus Lsitão na Folha.com

O funcionário da Casa Civil Paulo de Tarso Pereira Viana se tornou sócio do marido de Erenice Guerra em uma empresa de consultoria no período em que trabalhava com a ex-ministra. Erenice deixou o cargo na quinta-feira após denúncias de tráfico de influência no governo federal.

A empresa Global Energy Investments foi criada em setembro de 2009, em nome de José Roberto Camargo Campos, marido de Erenice, e de Pereira Viana.
Tanto o marido de Erenice quanto o funcionário da Casa Civil aparecem como sócios administradores da empresa, com participação societária de R$ 500 cada, na Junta Comercial de São Paulo.
Servidor público é proibido por lei de “participar de gerência ou administração de sociedade privada”.

De acordo com registro na Junta Comercial, o objetivo da Global Energy era promover “atividades de intermediação e agenciamento de serviços e negócios em geral, exceto imobiliários”.

Cinco meses antes de abrir a empresa, o funcionário havia sido cedido pela Caixa Econômica Federal para trabalhar na Secretaria Executiva da Casa Civil. À época, Erenice era a secretária-executiva e a candidata à Presidência Dilma Rousseff (PT) comandava a pasta.

Com sede numa sala no centro de Santo Antônio de Posse (SP), a Global Energy Investments foi criada para, além de intermediar e agenciar negócios, servir de “holding de instituições não-financeiras”, ou seja, controlar um grupo de empresas.

Em julho deste ano, Pereira Viana deixou oficialmente a sociedade. Em seu lugar, entrou Henrique Nardi Campos, que já é sócio do marido de Erenice em outro empreendimento, a Cast Consultoria, também com sede no interior paulista.

A Folha ligou cinco vezes para a casa de Pereira Viana, deixou recado na secretária eletrônica e não obteve retorno. A mãe dele, Lenira, afirmou à Folha que ele “com certeza não tinha nada acrescentar e a declarar”. Segundo Lenira, Pereira Viana saiu da Casa Civil “há muito tempo, em maio de 2010”.

Não há, contudo, registros no “Diário Oficial da União” do retorno de Pereira Viana à CEF. O nome dele aparece numa portaria do Ministério da Fazenda, com data de 30 de abril deste ano, que prorroga por prazo indeterminado as cessões de empregados da CEF a órgãos públicos.

A Folha não localizou Camargo Campos, que tem negócios também no Distrito Federal. Ele é dono de uma empresa de mineração com sede em Brasília, em parceria com outros dois sócios, entre eles um gerente da Eletronorte que foi colega de Erenice no sindicato do setor elétrico no DF, nos anos 80.

O marido de Erenice atua também junto à Unicel, empresa de telefonia que fez testes de uma rede de telecomunicações no Ministério da Defesa e na Presidência da República e, três anos depois, ganhou atestado de capacidade técnica inédito da Diretoria de Telecomunicações da Presidência.

Amigos do filho da ex-ministra também ganharam cargos na Casa Civil. Israel Guerra, Stevan Kanezevic, Vinícius Castro e Marcelo Moreto trabalharam na Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). Depois, os três amigos do filho de Erenice foram nomeados para cargos na Casa Civil, sob Dilma.

Castro e Stevan deixaram os cargos na semana passada, após acusações de que usavam a empresa Capital Consultoria para intermediar negócios com o governo.

14 Comentários

  1. agora que vai começar a aparecer as coisas se der tempo ainda o pt vaai cair mesmo vamos ver a proxima pesquisa se nao cair agora se entregamos por bem ehehe

  2. O negócio está ficando cada dia mais enrolado, se apertar mais sai muito tatu dessas tocas!!
    Saiu uma quadrilha e entrou outra, está saindo essa e vai entrar outra, e assim vamos vivendo entre um roubo e outro e sem punição pra ninguém!! E viva o PT hipócrita!!

  3. Isso é uma vergonha, eu não posso acreditar que o povo brasileiro vai eleger por mais quatro anos esse tipo de gente!
    São uns bandidos, um bando de ladrão safado,

    PT = BANDO DE VAGABUNDO

    Essa Dilma não pode se eleger nas costas do barbudo mentiroso e demagogo

    VAMOS DAR UM BASTA NISSO POVO BRASILEIRO, UM BASTA!

  4. Duval Simões Araújo-Londrina Responder

    Eles querem censurar a imprensa nos moldes da Venezuela.

    19/09/2010 às 19:50:06 – Atualizado em 20/09/2010 às 00:14:18

    OAB CONDENA CRÍTICAS DO PRESIDENTE LULA À IMPRENSA

    O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ophir Cavalcante, condenou hoje as críticas feitas pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva à imprensa e aos tucanos. Lula chamou as declarações críticas recentes dos adversários e as reportagens com denúncias de corrupção na Casa Civil e nos Correios de intolerância, ódio e mentira.

    “É lamentável que o presidente tenha esse tipo de reação”, disse Cavalcante. “Se houver algum excesso, que o governo ingresse na Justiça. Agora, não podemos abrir mão da liberdade de imprensa”, completou. Para ele, as denúncias de corrupção no governo são “gravíssimas”. “O que se quer é que se puna os culpados”, afirmou o presidente da OAB.

  5. O PT e sua turma de aliados faz na empresa pública o que as pessoas fazem na privada…

  6. PT: I lobby you. Se todas as mentiras contadas até agora sobre a Casa Civil já derrubaram a ministra mais poderosa do governo, dois assessores e o diretor de Operações dos Correios, imaginem, então, quando for possível saber só as verdades da casa-da-mãe-Dilma…

  7. Quanto mais vasculharem, mais podridão vai aparecer neste caso, pois é impresionante como a “petezada” gosta de se envolver em atos de corrupção e roubo do dinheiro público, são levianos e desonestos ao extremo, e se acham a cima do bem e do mal, como se tivessem razão em fazer isso ainda, a população brasileira esta estarecida e perplexa diante de tantos desvios e gatunagem e a Sra. Dilma e essa Erenice estão mais que envolvidas nesta canalhice e “quadrilha criada” para roubo do nosso dinheiro! Pelo bem do Brasil vamos fazer uma limpa nestas eleições, não votando no PT e nem em nenhum partido nele coligado!!!!!!
    Fora PT!
    Fora Dilma, Erenice e Gleisi!
    Fora Osmar e Requião!
    Chega de Roubarem!!!!!!

  8. Voto Consciente Responder

    Auditorias feitas na gestão de Dilma Rousseff (PT) na Secretaria de Minas e Energia do Rio Grande do Sul e na Federação de Economia e Estatística, entre 1991 e 2002, apontam favorecimento a uma empresa gaúcha que hoje recebe R$ 5 milhões da Presidência e mostram aparelhamento da máquina, informa reportagem de Silvio Navarro, publicada nesta segunda-feira pela Folha.
    Os documentos foram desarquivados no Tribunal de Contas gaúcho a pedido da Folha. Hoje candidata à Presidência, Dilma foi secretária dos governos Alceu Collares (PDT), em sua fase “brizolista” no PDT, e Olívio Dutra (PT), quando se filiou ao PT, pré-ministério de Lula.
    Em 1992, os auditores constataram que a fundação presidida por Dilma favoreceu a Meta Instituto de Pesquisas, segundo eles criada seis meses antes para vencer um contrato de R$ 1,8 milhão (valor corrigido). A empresa gaúcha foi a única a participar da concorrência devido à complexidade e falta de publicidade do edital.
    Segundo a auditoria, a negociação entre a empresa e o órgão do governo foi sigilosa e nem sequer constou em ata os termos negociados: “Conclui-se que as irregularidades cometidas no decorrer do procedimento licitatório vieram a favorecer a empresa Meta”, diz o parecer.

    Após ganhar outros negócios no governo gaúcho, a Meta prestou serviços ao PT, à Fundação Perseu Abramo, ligada ao partido, e obteve contratos mais vultuosos na esfera federal –via Ministério do Desenvolvimento Social e Ministério da Justiça.

    Em 2008, a Meta conseguiu seu melhor contrato: foi vencedora de uma concorrência de R$ 5 milhões da Secretaria de Comunicação da Presidência para fazer pesquisa sobre a aprovação e o alcance de programas sociais do governo, hoje bandeiras da campanha de Dilma: PAC, Bolsa Família e Minha Casa, Minha Vida.

    OUTRO LADO

    Dilma afirmou, por meio de sua assessoria, que “não tinha nem tem ligação” com a Meta e que as irregularidades apontadas pelos auditores “foram contestadas ponto por ponto”.
    Segundo argumentou, o TCE gaúcho lhe “deu provimento por unanimidade”.

    Sobre as nomeações, disse que, “desde sua criação, sem quadro próprio adequado às suas necessidades, a secretaria funcionou basicamente com assessorias, cargos em comissão, funções gratificadas e servidores cedidos por estatais”.

    Disse ainda que, em sua gestão, ela apresentou proposta de reformulação. “O TCE-RS aprovou todas as contas”.

    O diretor da Meta Instituto de Pesquisa, Flávio Eduardo Silveira, afirmou desconhecer a auditoria e rechaçou denúncia de ter sido favorecido na licitação em 2008.

    Segundo ele, “os dirigentes da Meta conhecem, por razões profissionais, dirigentes de vários partidos e integrantes de governos estaduais e federal de diferentes partidos”.

    Ele disse que “não conhece pessoalmente, mas, por razões estritamente profissionais, os três principais candidatos à Presidência, além de outras pessoas do meio político, constam em minha rede de contatos da internet”.

  9. A Mídia vai mostrar?
    nda-feira, 20 de setembro de 2010
    Vídeo mostra Alckmin com candidato preso, acusado de ligação com PCC

    Vídeo mostra Geraldo Alckmin (PSDB/SP) lançando a candidatura de Ney Santos a deputado Federal em 2010.

    A polícia prendeu o candidato, suspeito de ligações com o PCC, e a justiça apreendeu bens de origem suspeita, inclusive uma Ferrari avaliada em R$ 1,4 milhão.

    Ex-presidiário acusado por assalto a carro forte, o candidato apresenta uma fortuna estimada de R$ 50 milhões, incompatível com a atividade econômica. Há a suspeita de lavagem de dinheiro para a facção criminosa PCC.

    Enviar por email Por: Zé Augusto

  10. No Japão, em 2007, o ministro da Agricultura, Florestas e Pesca do Japão, Toshikatsu Matsuoka, de 62 anos, se suicidou e deixou nota explicava as razões do suicídio, cometido horas antes de seu comparecimento em um comitê parlamentar para falar sobre as crescentes acusações de malversação de fundos.
    O Governo japonês confirmou a morte do ministro, mas não citou a causa e qualificou o ocorrido como “muito lamentável”. O premier se disse “comovido e muito envergonhado”.

    Na Suíça a vice primeira ministra Mona Sahlin de 1995 pediu demissão, pois foi comprovado que ela usou o cartão corporativo para pagar despesas pessoais. mesmo sendo o dinheiro sempre reembolsado.

    A China expulsou em 2007 alto dirigente por corrupção. O ex-secretário do Partido Comunista em Xangai, Chen Liangyu, foi expulso do partido e também foi destituído dos cargos que ocupava no governo.

    Estudo feito em 2006, revelou que os partidos são as instituições mais corruptas do mundo: As instituições mais corruptas do mundo são os partidos políticos, alerta a Transparency International (TI), que pediu aos governos o uso de todos os recursos para combater a corrupção, e situou o Brasil entre os primeiros na lista dos países com os políticos mais corruptos. Em um relatório apresentado em Paris, a organização não-governamental (ONG) – única no mundo que se dedica exclusivamente à luta contra a corrupção. O Equador lidera a lista das nações com os políticos mais corruptos para seus cidadãos, com 4,9 pontos, seguido por Argentina, Peru e Índia (4,6) e Bolívia, Brasil, Costa Rica e México (4,5).
    Que interessante!!! Só a Índia não pertence a América Latina, porquê será??

    E no Brasil??? Ninguém sabe, ninguém viu???
    A Dilma está até imitando o Lula: “- Eu não sabia!!!” Que vergonha. Gostei do que o Índio da Costa disse no debate dos vices: “- No DEM, tratamos corrupção com expulsão, veja o caso do Arruda no DF. E no PT? Onde estão José Dirceu, Genoíno, Pallocci e tantos outros mensaleiros? Eu digo: – Estão na campanha da Dilma e filiados ainda no PT”.

Comente