Uncategorized

Caminhão maior
que o comício

Em Cornélio Procópio o comício organizado para Osmar Dias por Salete Closs Fonseca, esposa do ex-prefeito José Antonio Otoni da Fonseca, foi um fracasso estrondoso. O caminhão de som era maior que o comício. Estima-se que em torno de 150 pessoas participaram. Osmar Dias bufava de raiva dos organizadores.

37 Comentários

  1. Tão gastando nosso dinheiro.veja as palavras de Marco Antonio ex- diretor correios.Personagem-chave na central de corrupção da Casa Civil, o ex-diretor dos Correios Marco Antônio de Oliveira admite que cabia a ele prospectar clientes para o esquema e que ‘era tudo uma roubalheira”. Para receber propina, ele indicava contas secretas do genro em Hong Kong
    Olhando nervosamente para os lados, Marco Antônio de Oliveira, ex-diretor dos Correios e discreto lobista do grupo que tomou de assalto a Presidência da República, inclina-se na cadeira, aproxima-se do interlocutor e sentencia a meia voz: “A Casa Civil virou uma roubalheira”.
    Marco Antônio é tio de Vinícius Castro, o ex-assessor da Casa Civil que, ao encontrar 200 mil reais em propina em sua gaveta na Presidência, exclamou: “Caraca! Que dinheiro é esse?”.
    Embora desconhecido do grande público, trata-se de um personagem influente no governo Lula. Já foi diretor da Infraero no primeiro mandato do petista, quando a estatal reluzia no noticiário policial, e, desde 2008, ocupava a estratégica Diretoria de Operações dos Correios. Em ambos os cargos, sempre conviveu com acusações de malfeitorias.
    A relativa má fama nunca foi obstáculo para que ele mantivesse uma inexplicável proximidade com a cúpula do governo Lula – proximidade que se revelava em conversas freqüentes com próceres da administração petista, como o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo.
    Também eram recorrentes os encontros no apartamento funcional de Erenice Guerra, ex-ministra da Casa Civil, quando ela era braço-direito da candidata petista Dilma Rousseff.
    Marco Antônio, o tio, e Vinícius Castro, o sobrinho, integram, numa rentável associação com outra família, a Guerra, a turma que, até recentemente, fazia e acontecia na Casa Civil.
    Conforme revelou VEJA em suas duas últimas edições, esse grupo – cujo poder de barganha provinha da força política da agora ex-ministra da Casa Civil Erenice Guerra e de sua ex-chefe, Dilma Rousseff – montou uma central de negócios dentro do Palácio do Planalto, com atuação conhecida nos Correios, no BNDES, na ANAC, na Anatel e na Infraero.
    Participavam também Israel Guerra, um dos filhos da ex-ministra, familiares dela e Stevan Knezevic, outro assessor da Casa Civil. Todos caíram – ou quase todos. Marcelo Moreto, um soldado-raso da turma, continua com um carguinho na Presidência.
    “Essa roubalheira levou minha família à ruína”, admite Marco Antônio, em conversas gravadas com a reportagem no Rio de Janeiro e em Brasília. O lobista Marco Antônio, como se nota, é um homem amargurado, disposto, talvez, a usar as informações que dispõe para se vingar das tais pessoas que levaram sua família à ruína.
    Ele guarda muitos segredos — alguns já revelados e confirmados pelos fatos, como a participação da ex-ministra Erenice Guerra e seu filho em achaques a empresários que pretendiam ganhar contratos no governo.
    Marco Antônio também é um personagem-chave para esclarecer uma grande interrogação que ainda existe desde o início do escândalo: a suspeita de que os dividendos resultantes das traficâncias da Casa Civil também abasteciam o caixa da campanha do PT.
    Todos os episódios de lobby conhecidos até o momento tiveram o ex-diretor dos Correios, um confesso “prospectador de clientes”, como facilitador.
    Em todos eles também surgiram versões segundo as quais parte do dinheiro captado pela família Guerra e seus sócios serviria ora para saldar “compromissos políticos”, ora “para a campanha de Dilma Rousseff”.
    Ao menos foi isso o que afirmaram os empresários Fábio Baracat e Rubnei Quícoli. Baracat, em entrevista a VEJA e em depoimento à Polícia Federal na última quinta-feira, contou que pagou propina ao grupo para resolver pendências da MTA Linhas Aéreas junto a ANAC e a Infraero – e também para conseguir mais contratos dessa empresa com os Correios, sempre sob os cuidados da diretoria comandada precisamente por Marco Antônio.
    Quícoli, por sua vez, ainda vai depor. Sua história embute uma acusação extremamente grave. Ele agia em favor da empresa ERDB, que contratou o grupo da Casa Civil para tentar obter um financiamento no BNDES.
    Na semana passada, em entrevista a VEJA, Quícoli voltou a acusar Erenice, seu filho e o lobista Marco Antônio de exigirem 5 milhões de reais para a campanha presidencial de Dilma Rousseff e de Hélio Costa, candidato do PMDB ao governo de Minas Gerais.
    Na semana passada, VEJA investigou as circunstâncias dessas tratativas – e descobriu que elas não se restringiram a um simples, isolado e despretensioso pedido de doação para campanha. Em entrevistas gravadas com os principais personagens desse episódio, a reportagem confirmou que houve reuniões sigilosas entre as partes envolvidas, viagens internacionais para tratar dos acertos e até mesmo trocas de emails com detalhes financeiros da negociata. Ou seja: foram cumpridas todas as etapas comuns a esse tipo de negociata.
    O caso começa em outubro do ano passado, quando o lobista Rubnei Quícoli aproximou-se da turma de Erenice Guerra, em busca do “apoio político” para assegurar a liberação de um empréstimo no BNDES. Marco Antônio confirmou a aproximação.
    Após as primeiras conversas, conta Quícoli, surgiu a fatura. As duas famílias exigiam o pagamento de 40. 000 mensais, uma taxa de sucesso e, de quebra, o tal bônus antecipado de 5 milhões de reais: “O Marco Antônio disse que tinha que entregar o dinheiro na mão da Erenice, pois ela precisava pagar umas contas da Dilma e também pretendia também ajudar o Hélio Costa”. Quícoli afirma que Marco Antonio não precisou que espécie de “contas” Dilma precisaria quitar.
    Naquele momento, em meados de maio deste ano, as negociações emperraram, em razão de divergências quanto ao modo de pagamento dos 5 milhões. Primeiro, os lobistas queriam receber em dinheiro vivo – ou na conta da empresa Sinergy no Banco do Brasil. A Sinergy é uma das engrenagens financeiras da turma. Está em nome de um primo de Marco Antônio.
    Temeroso de que um depósito numa pequena firma de consultoria fosse chamar demasiada atenção, Quícoli pediu uma alternativa. Marco Antonio ofereceu uma opção mais discreta: a propina deveria ser depositada diretamente em contas no exterior – e indicou duas em Hong Kong, ambas pertencentes ao empresário Roberto Ribeiro.
    Dono de uma locadora de carros e de uma fábrica de cigarros, Roberto Ribeiro é genro do lobista Marco Antônio e mora em Miami, nos Estados Unidos. Para convencer Quícoli de que a transação era segura, Marco Antônio fez o genro vir ao Brasil.
    Os três reuniram-se no hotel Intercontinental da Alameda Santos, em São Paulo, na tarde do último dia 12 de junho, um sábado. Em uma hora e meia de negociação, Marco Antônio e o genro acalmaram Quícoli: “Eles tentaram me convencer de que não haveria problema em usar aquelas contas”.
    Procurado por VEJA, o empresário Roberto Ribeiro confirmou que veio ao Brasil e se encontrou no hotel com o sogro e o lobista Quícoli. Mas apresentou uma versão para lá de estranha: “Quícoli me foi apresentado pelo Marco Antonio. Ele disse que Quícoli possuía dinheiro no exterior e poderia investir nas minhas empresas. Nada se falou sobre dinheiro de campanha”.
    E por que diabos ele enviara os dados das contas antes mesmo do encontro? “Quícoli disse que tinha dinheiro em contas na Ásia, e que precisava me pagar por lá. As contas pertencem a parceiros comerciais meus”.
    Fica evidente, portanto, que alguém está mentindo. Ou as contas seriam efetivamente o canal para o pagamento da propina, como acusa o lobista Quícoli, ou serviriam para uma transação sem qualquer nexo financeiro. Todas as evidências convergem para a primeira alternativa.
    O pagamento, aparentemente, acabou não sendo feito – e ninguém apresenta explicações razoáveis para isso. Quícoli se limita a afirmar que “não quis pagar propina”, mas assegura: “Marco Antônio disse que era só depositar o dinheiro que tudo daria certo”.
    Marco Antônio, é claro, diz que nem cobrou. Ao fim, seria mais um caso de negociata que não deu certo? É cedo para saber. Quícoli está longe de ser um sujeito probo – já foi condenado por receptação de moeda falsa e por ocultar carga roubada.
    Todos os elementos que ele apresentou até o momento, porém, confirmaram-se. Frise-se também que ainda não se sabe se o lobista Marco Antônio usava o nome de Dilma e de Erenice com o consentimento delas. Ambas negam.
    Reconheça-se que existe a hipótese de que ele tenha vendido o nome delas para fazer negócios próprios. Caberá às autoridades averiguar isso.
    É inegável, contudo, que o ex-diretor dos Correios detinha estatura política e proximidade com o governo para fazer esse tipo de pedido heterodoxo sem se passar por louco.
    Além dos importantes cargos que ocupou, Marco Antônio era de tal modo próximo à Presidência que, logo após deixar os Correios, em maio deste ano, foi levado pelo ministro Paulo Bernardo ao Palácio da Alvorada, para conversar com o presidente Lula. No encontro, segundo Marco Antônio, Lula discutiu a possibilidade de que o leal funcionário viesse a ocupar a presidência da Infraero num possível governo Dilma.
    A candidata, aliás, pediu a ele que, informalmente, fizesse estudos para acompanhar a viabilidade do projeto do trem-bala. Erenice é amiga da esposa do ex-diretor, a ponto de visitá-la frequentemente.
    À PF, Marco Antonio também pode fornecer preciosas pistas sobre a compra do remédio Tamiflu. Conforme revelou VEJA na semana passada, Vinícius Castro admitiu ter recebido 200 mil reais de propina, dentro da Presidência, em razão dos contratos fechados pelo governo sem licitação com o laboratório Roche, que fabrica o remédio.
    Vinícius narrou ao tio que a malfeitoria estava na quantidade de Tamiflu que o governo adquiriu. Diz Marco Antônio: “Compraram Tamiflu demais. Ninguém compra milhões em remédio sem contrapartida. Houve rolo. O Vinícius me contou: ‘Eu vi ‘A’ recebendo, ‘B’ recebendo, ‘C’ recebendo”. Ele viu a distribuição, um entregando envelope para o outro”.
    Para quem ainda se assombra com desfaçatez, o ex-diretor dos Correios explica o sentido do ato: “É preciso entender como funciona corrupção em repartição pública. Se o camarada que está perto de você recebe, você tem que receber também. Essa é a regra”.
    Segundo o tio, Vinícius cedeu gostosamente à chantagem, embora tenha manifestado alguma preocupação. “Uma vez o Vinícius veio me pedir conselhos, temendo que a compra do Tamiflu desse problema. Descobri depois que esse dinheiro do Tamiflu foi operado pelo marido da Erenice (o engenheiro José Roberto Camargo Campos). Lá atrás eu alertei o Vinícius que esse Tamiflu iria dar m… Disse a ele: ‘É melhor você sair desse assunto’”, afirma o ex-diretor.
    Na semana passada, o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, indicado pelo PMDB, negou saber de qualquer irregularidade, cuja possibilidade de ocorrer, segundo ele, seria nula, pois o Tamiflu é o único medicamento disponível no mundo para o tratamento da gripe suína. Sendo assim, não haveria brechas para interessados em fazer lobby. A compra se daria de qualquer maneira.
    Caberá ao lobista Marco Antonio esclarecer os limites do que qualifica de “roubalheira”, seja a da Casa Civil, a da família Guerra ou algum elo comum entre elas.
    Matéria da Veja publicada no Blog do Noblat – http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2010/09/25/os-segredos

  2. e ainda dizem que vao ganhar a eleiçao
    rararararea coitados vao chorar mais um pouco né
    isso msim veja mais abaixo o nosso governador com +
    de 7000 pessoas no seu comicio
    da-lhe 45 neles beto richa

  3. é só dinheiro e covardia esses canalhas como os chama o requiao., depois vao bater nos professores de novo., vamos ter coragem fé amor esperança ., no paraná ainda tem jeito vamos de BETO RICHA E SERRA>

  4. Aqui na cidade que eu moro essa gente só deixa lixo nas ruas.
    O pior de tudo não é só o lixo que a tuma desse barbudo deixa, o pior é ouvir a música dele que é ridícula como ele.
    O Beto passou por aqui e foi muito bem recebido em um espaço de festas por cerca de 1000 pessoas com bandeiras e muita festa.
    O Osmar já era…

  5. Paulo Roberto Urbano da Cruz Responder

    Com tanta gente assim o urtigão poderá acomodar seus eleitores em 3 kombis.

  6. Fonte Hora H News 26/09/2010 Roseli Abraão

    Mesmo que a Assembléia Legislativa esteja em “recesso branco” até as eleições, as listas corre de mão em mão.

    A lista pode ou não “bater” porque para dizer quem serão realmente os eleitos depende não só da votação de cada um, mas dos votos totais e dos cálculos de sobras das coligações e partidos.

    Há que se ressaltar que as duas listas têm bem mais que 30 (número de cadeiras do Paraná na Câmara Federal) e 54 (número de cadeiras na Assembléia Legislativa) nomes.

    Deputados federais

    Do “chapão da coligação que apóia Osmar Dias poderiam ser eleitos: Hermes Parcianello (Frangão), Zeca Dirceu, Fernando Giacobo, Osmar Serraglio, Odilio Balbinotti, Moacir Micheletto, Angelo Vanhoni, Chico da Princesa, Assis Couto, Marcelo Almeida, André Vargas, Airton Roveda, Reinhold Stephanes, Andre Zacharow, João Arruda, Wilson Picler e Chico Brasileiro.

    Do “chapão” da coligação que apóia Beto Richa estão na lista: Luiz Carlos Hauly, Nelson Meurer, Cida Borghetti, Rubens Bueno, Sandro Alex, Dilceu Sperafico, Francischini, Eduardo Sciarra, Luiz Carlos Setim, Abelardo Lupion, Cezar Silvestri, Alfredo Kaefer, Affonso Camargo, Pastor Oliveira, Luiz Nishimori, Luciano Pizzato, João Destro e Paulo Rosemann.

    Do PTB/PRP poderiam ser eleitos: Alex Canziani e Dirceu Manfrinatto; do PSC: Ratinho Jr., Takayama, Leite e Nelson Padovani; do PV: Jose Turozi e Rosane Ferreira; e do PSB: Aldair Rizzi e Irani Pereira.

    Deputados estaduais

    Do “chapão” da coligação que apóia Osmar Dias poderiam ser eleitos:

    Alexandre Curi, Nereu Moura, Artagão Junior, Luiz Cláudio Romanelli, Jonas Guimarães, Luciana Rafagnin, Ademir Bier, Teruo Kato, Luiz Carlos Martins, Augustinho Zuchi, Enio Verri, Anibelli Neto, Cleiton Kielse, Professor Lemos, Péricles, André Bueno, Beti Pavin, Nelson Luersen, Pugliesi, Scanavaca, Jozaine Baka, Padre Valter Pegorer, Gilberto Martin, Stephanes Jr., Toninho PT, Luiz Eduardo Cheida, Caito Quintana, Nanci Rafagnin, Tadeu Veneri, Rafael Grecca e Chico Noroeste.

    Do “chapão da coligação que apóia Beto Richa poderiam ser eleitos: Valdir Rossoni, Durval Amaral, Nelson Garcia, Luiz Accorsi, Hussein Bakri, Rose Litro, Elio Rusch, Edson Prazcyk, Plauto Miró Guimarães, Dr. Batista, Mara Lima, Mauro Moraes, Nelson Justus, Hermas Brandão Junior, Ney Leprevost, Guto Silva, Adelino Ribeiro, Miltinho Puppio, Bernardo Ribas Carli, Pedro Lupion, Duílio Genari, Francisco Buhrer, Pedro Claro, Evandro Junior, Samis Silva, Ademar Traiano, Luiz Malucelli, Baratter e Osmar Bertoldi.

    Do PPS: César Silvestri Filho, Marcelo Rangel, Douglas Fabrício, Felipe Lucas e Alceuzinho Maron; do PTB/PRP: Fabio Camargo, Mozart Lopes e Padre Roque; do PSC: Marla Tureck, Amauri Johnsson, Flavio Ferrari, Clovis Distefano e Adão Bohenik; do PV: Kosmos, Roberto Acciolli e Pedro Paulo Bazana; e do PSB: Gilberto Ribeiro, Reni Pereira, Danilson e Wilson Quinteiro.

  7. É MINHA CIDADE CONTINUA DANADO UMA AULA DE DEMOCRACIA, CLARO QUEM FOI QUE ESTA NO COMANDO DA CAMPNHA NÃO PODERIA SER DIFERENTES UMA MISERIA ESTA FAMILIA FONSECA E O SARNEY DE CORNELIO ONDE SÓ FOI ATRASO PARA NOSSA CIDADE QUE ESTA MORANDO A MINGUA

  8. Em compensação, o irmão de Beto, José Richa Filho esteve representando o irmão candidadto ao governo na cidade de Ponta Grossa em solenidade e culto de inauguração do templo da Igreja Cristã Presbiteriana, o maior da cidade com capacidade para 5.000 pessoas sentadas. O culto foi neste sábado as 19 hs. e José Richa Filho representando Beto foi abençoado pelo Pastor Nelson Braido e demais corpo pastoral da ICP, PROFETIZANDO A VITÓRIA DE BETO NO PRIMEIRO TURNO. Cerca de 6.000 pessoas estavam presentes. Não era comício!

  9. ta ai a força dos fonsecas em cornélio…..Dona Cobra pedindo apoio nas escolas……e zeca diabo tem que aproveita mama agora que dia 4 a teta vai seca….

  10. Vigilante do Portão Responder

    Contando que mais de 100 pessoas, eram os cabos eleitorais, sobrfaram uns 50 “gatos pingados”.

  11. A população procopense acordou. De uns tempos pra cá, o voto agora vai para pessoas que fazem bem pra nossa cidade. Família Fonseca, Urtigão e companhia, NUNCA MAIS. O desespero é notável. Tem gente entrando de sala em sala de aula nas escolas e dizendo que está cansada de trabalhar no núcleo de educação e que está pensando em se aposentar depois das eleições… hahaha.
    A teta que já estava pingando, vai secar de vez dia 04 de outubro.

  12. O TAMANHO DO CAMINHÃO É PRA MOSTRAR O TAMANHO DA ARROGANCIA DELES… CORNELIO TÁ DE PARABENS NÃO INDO PRESTIGIAR OS IRMÃOS LIMÃO. E NEM OSMAR DIAS O SENADOR DA AGRICULTURA FAMILIAR.,.FAMILIAR DELE TODOS COM CARGO.. DA-LHE BETO NELES 45.

  13. Na realidade, o volume do visual, a presença afrontante do presidente-piruliteiro de campanha, o dinheiro farto e do qual todos sabem as origens, a obrigatoridade que o governo impõe aos funcionários de trabalhar pela coligação PTPMDBPDTMST, mais a cooptação de prefeitos, é instigante do lado de lá. Melhor. Mas tampem os ouvidos porque o barulho do tombo vai arrebentar tímpanos.

    No aeroporto de Paranavai ouvi quinta-feira: Voto no Requião porque ele fala tudo o que quer… Tanto fala quanto apanha, respondeu um da rodinha.

  14. MAS TBÉM A ORGANIZADORA DO COMICIO A SALETE MAIS CONHECIDA COMO DONA COBRINHA É AQUELA QUE QUIS SUPERFATURAR A VENDA DO IMOVEL DO SEU PARENTE PARA INSTALAR O NUCLEO DE EDUCAÇÃO. ELA TBEM TEM UMA FILHA EM CARGO DO GOVERNO JUNTO COM SEU MARIDO O EX PREFEITO ZECA LIMÃO, IRMÃO DO OUTRO HERMES LIMÃO QUE FOI DEMITIDO DA SANEPAR POR FAZER FALCATRUA. OSMAR OLHA O TIME QUE SOBROU PARA VC EX SENADOR.

  15. Caro Jenuilson . conheço Campina da Lagoa desde os anos 60…….. está resistência progressista que voces tem ai é que mata o município …. daqui a pouco voces estarão perdendo para Nova Cantu…….. Ubiratão disparou na frente, Mambore idem…….. heheheh daqui a pouquinho o velha e combativo distrito de Herveira vai dar de10 em voces ali sim tem um reduto muito bom de pessoas coerentes mas agora falar que o beto boy é o CARA …….. só se fosse nos bons tempos da boatinha do Celso ……..

  16. nao exagera campana tinha 250 pessoas,200eram cabos eleirorais que foram obrigados a ir eo resto era os comissinados do Estado que nao querem perder a teta;alias Campana tem um falso jornalista covarde que nao coloca o que falo,o tal de JOTA AGOSTINHO um puxa saco do governo que ao inves de vir aqui pagar o rombo que deu na cidade ,fica dando uma de moralista ,sr da razao

  17. Professor do Paraná Responder

    kkkkkkkkkkkkk, a coisa ta feia mesmo, acham q vão ganhar, p/ esse numero de pessoas bastava uma carriola com um mp3 em cima, só que o osmar não podia tomar wisk, pois se cair de uma carriola teria q dar mais pontos no rosto, kkkkkkkkkkkkkkkk…..
    Vamos economisar osmar, começa fazer comicio usando carriola………

  18. sao pedro do iguaçu nao e diferete na politica para prefeito ele falava que tinha que vota no home do requinhao e lula agora prefeitura das 08.00 as 12.30 falida este e povo no pude nao pude te estrada arumada nao pude fica doente e oque adinhata gov/federal e estadual se a tropa do natal prefeito so persa neles agora e beto richa

  19. sr laranja baiana…tambem moro em campina da lagoa e discordo quando o sr tenta redicularizar minha cidade e queria tbm te informar que a boatinha do celso acabou quando algumas pessoas estiveram aqui e sairam lá pelos anos 60.

  20. EU estava em Jaguariaiva!!!!!!!!
    QUE EMOÇÃO….Muitaaaaaaaaaaa gente.
    O Beto não conseguiu caminhar, pessoas com muita energia positiva no clima da grande VITÓRIA!!!

    BETO, esses “marditos” estão tentando fazer terrorismo com blogueiros comprados com dinheiro do povo, com essa coligação do capeta!!! VC já é nosso governador, não tenho a mínima dúvida.

    BETO 45 – Nosso Governador….

  21. O pior cego é aquele que não quer ver. Sempre arranjam uma desculpa qdo o Osmar não empolga. Ora, talvez ele até conseguisse se não tivesse passado para o lado errado, juntando-se aos que falaram horrores dele na eleição passada. Posso falar, votei no Osmar contra o Requião, acompanhei a campanha, sei o que zoaram com ele. É um insulto até para quem votou nele na vez passada esta junção com a turma do Requião e do Lula. O Beto é uma nova opção contra esta turma que arrasou com a educação e a segurança nestes oito anos. Ninguém vive numa escola só com tvs laranjas.

  22. janaina de souza Responder

    Pois é Cornélio Procópio, ja era para esses políticos do mal. Que só querem se vingar do povo que esta cada vez mais espeto. Hoje aqui eles não ganham eleição nem mais para sndico de predio. Voce deveria falar também da grande carreata do Beto Richa aqui em Cornélio, que mesmo sem a presença do nosso futuro governador, foi um show de bola. Não sei a quantidade de carros que tinha, mas comparando com a da “quadrilha do mal”, deu o triplo de carros. Obrigado Cornélio Procópio, tenho orgulho de ser procopense e sei que ninguem que não trabalha por nossa cidade, pelo contrário que só trabalha contra, nunca mais terão vez nessa cidade. Adeus seus azedos, podia juntar tudo, familia fonseca, requião, osmar, dilma ( a anti-cristo) e irem todos para Tocantis, na fazenda do barbudo do mal.

  23. VAMOS PARANÁ, VAMOS PRÁ ONDE?
    Veja o que chegou no meu e-mail…

    A Sujeira Jogada Pra Baixo do Tapete na Secretaria de Educação do Paraná
    Caros Professores e Professoras, Funcionários e Funcionárias,
    Que bom esse assunto das laranjas podres vir à tona. Nós aqui da Seed sabemos bem o que é isso. Você sabia que o Ministério Público Estadual já está investigando ou abrindo investigações visando apurar denúncias de corrupção na Secretaria e nos Núcleos Regionais de Educação?
    Voces sabiam que foram gastos mais de R$ 30 milhões de reais em viagens da Secretaria nos últimos anos? É o levantamento que o próprio Diretor Geral fez nos últimos meses.
    Você sabia que enquanto nós trabalhamos, diversos colegas comissionados, estão fazendo campanha política com o nosso dinheiro aqui em Curitiba e nos Núcleos Regionais?
    Você sabia que alguns desses comissionados “chefes” estão obrigando alguns colegas a comprarem camisetas laranjas e fazerem passeatas para defender o candidato que vai mantê-los por mais 8 anos?
    Você sabia que alguns péssimos colegas fizeram nos últimos meses viagens políticas com o dinheiro da Seed e agora estão conseguindo licenças pelo RH para trabalharem na campanha eleitoral enquanto falta funcionários nas escolas?
    Isso é uma vergonha!
    Observem bem quem são os servidores que acompanham essa gente. Talvez participem das maracutaias ou são ameaçados de serem transferidos pras escolas das periferias.

    Olha a sujeira que já chegou aqui! Mas que foi pra baixo do Tapete sem comissão de sindicância.
    Sujeira 1 – Funcionários que não desejaram se identificar por medo de perseguição, alegam que a chefe do Núcleo de Loanda, professora Siloé (nossaatual chefe dos Recursos Humanos, que vive no comitê do Osmar) cometeu diversas práticas irregulares com diárias. Solicitava viagens em nome dos servidores para custear outras despesas daquele Núcleo Regional de Educação. Nas denúncias os servidores pediram que sejam investigadas as solicitações de viagens dos últimos 6 anos para aquele Núcleo de Educação. Com o levantamento das viagens em mãos, os investigadores devem chamar cada servidor do NRE para confirmar se fizeram ou não as viagens; Vão investigar também as contas daquele NRE, como por exemplo, quais foram os recursos utilizados para compra de aparelhos de ar-condicionados para aquele órgão. A denúncia aponta que os aparelhos foram comprados com diárias de viagens inexistentes. Se essa turma fosse séria fazia um investigação. Mas pode deixar o Ministério Público está sendo avisado. É o dinheiro que falta para as escolas!
    Sujeira 2 – Há 15 dias a Gazeta do Povo apresentou reportagem sobre a campanha de Osmar Dias e na foto da reportagem a Chefe do Núcleo de Educação de Curitiba, Professora Sheila Toledo, foi flagrada em pleno horário de trabalho (segundo o fotógrafo da gazeta) fazendo panfletagem na acompanhando de Tereza Dias (mulher do candidato); A gente trabalha e esse povo fica passeando perto dos poderosos. Informações dão conta de que o a procuradoria do TRE já está investigando o uso da máquina estatal em benefício do candidato apoiado pelo governo. É o dinheiro que falta para as escolas!
    Sujeira 3 – O Ministério Público investiga corrupção no Núcleo de Educação de Cornélio Procópio que segundo denúncias indicou um imóvel de parentes da chefe do NRE, professora Maria Salete. Para ser desapropriado pelo Governo do Paraná. Além disso o Ministério Público suspeita de superfaturamento da proposta para a desapropriação feita pelo NRE. O Imóvel que valeria R$ 800 mil reais foi indicado pela chefe do NRE por R$ 2 milhões. O Ministério Público solicitou a paralisação do processo de desapropriação. É uma vergonha. É o dinheiro que falta para as escolas!
    Sujeira 4 – Nas investigações sobre diárias irregulares da Sude foi descoberto que a sujeira acontece por toda a Seed e até nos Núcleos de Educação. Nesses núcleos foi confirmado um gigantesco numero de viagens autorizadas pelos chefes que estão sendo investigadas. Já existem diversas situações suspeitas que deveriam ser levantadas em processos de sindicância mas também não são. Já chegaram na Seed de viagens de funcionários do Núcleo de Educação de Francisco Beltrão, inclusive sobre notas fiscais fraudadas nas viagens feitas pelo chefe do NRE, professor Aires. É o dinheiro que falta para as escolas!
    Sujeira 5 – Do NRE de Dois Vizinhos chegaram até a Seed denúncias de uso de viagens para custeio de despesas do NRE e desvio de finalidade no uso de recursos do Fundo Rotativo. Do NRE de Foz do Iguaçu chegaram denúncias de viagens não existentes para cidades vizinhas de Foz do Iguaçu (São Miguel, Medianeira, Missal, Santa Terezinha) em nome de diversos funcionários. A chefia do NRE, Professora Dulce Verneck,autorizava as viagens para custeio de despesas daquele Núcleo. Parece que funcionários não sabem que foram usados. Nos NREs Área Metropolitana Norte e Sul não é diferente. No norte há diárias suspeitas para documentadores escolares e na Área Metropolitana Sul a denúncia é que um servidor chamado Zé Marcelino passou os últimos meses fazendo contatos políticos pelos municípios. Também esse funcionário é denunciado por pedir diárias para pernoitar nos municípios vizinhos de Curitiba mas pernoita em sua própria casa. É o dinheiro que falta para as escolas!
    Sujeira 6 – Além dessa pouca vergonha já chegaram na Secretaria de Educação, nos últimos meses, denúncias de irregularidades cometidas pelas chefias de cerca de 10 (dez) Núcleos Regionais. (Ivaiporã, Londrina, Jacarezinho, Paranavaí, Campo Mourão, etc…) Isso quer dizer que quase a metade dos Núcleos de Educação deveriam estar sendo investigados ou pela Seed ou pelo Ministério Público. Em alguns desses Núcleos, pelas denúncias, foram solicitadas viagens frias até para a realização de Festas do Dia dos professores e de Final de Ano por exemplo. É o dinheiro que falta para as escolas!
    É uma vergonha. Nós da Seed que somos servidores concursados e não comissionados aguardamos ansiosamente a saída desses chefes que envergonham nossa categoria. O duro é que o Osmar Dias disse que todos chefes vão continuar no governo dele. Só por isso já perdeu o nosso voto. Tem gente boa aqui na Seed, até no gabinete. Mas tem umas laranjinhas podres também. O duro é que sabemos quem são e suas sujeiras vão prá baixo do tapete.
    VAMOS PARANÁ! PASSAR A LIMPO NOSSA SEED!

  24. Pois é….só lembrando…alguém precisa avisar aos correligionarios de RR e Osmar, que comprar votos, subornar, ameaçar, AQUI nao dara vitória! Alguem tem que avisar a QuantoÉ, que a imprensa tem que ser imparcial! Não é a 1ª vez que um comicio de Osmar nao leva ninguem! Em compensação os do BETO, em cidades que o Povo quer honestidade, honra, educação, e verdade, Beto levou multidões! É o PARANÁ mostrando aos bandidos daqui e do Brasil quem somos! Fora Banda Podre! Dia 3, todo mundo TA COM BETO!!! SERRA 45, BETO 45, GUSTAVO FRUET e RICARDO BARROS!!!

  25. o parana nao merece osmar,requiao,glesi, dilma.

    o paranaense tem que se valorizar acabar com essa politica de coroneis.

    betao na cabeça e serra presidente

  26. PARA RELEMBRAR ESTE JOSE ANTONIO FONSECA ,FOI PRESIDENTE DO IPEM SENDO AFASTADO POR IRREGULARIDADES PELO INMETRO,SENDO APOS ISTO NOMEADO PELO GOV. REQUIAO NO GABINETE COMO ASSESSOR ,E CEDIDO PARA O GAB. DO DEP. DOBRANDINO RECEBENDO UM SALARIO DAS2,DA PARA NOTAR DE QUE LADO ESTA ,PARA CONTINUAR MAMANDO!!!!
    A ELEITOR AINDA TEM TEMPO PARA ESCOLHER SEU CANDIDATO.

  27. VOCES NAO ESTAO VENDO QUE ESTAS FOTOS É UMA GRANDE MONTAGEM
    OSMAR JA E O GOV DO PARANA
    GENTE VOCE PODERA VIR CONOSCO.

  28. Parabéns Jonny.
    A professora Sheila não só cabula o trabalho como também incentiva os diretores a cabularem para fazer campanha. Nas reuniões com os mesmos ela diz que os diretores tem horas em haver portanto podem deixar as escolas a ver navios e fazer campanha, comparecer em almoços, jantares, reuniões e carreatas além é claro de panfletar. BELO EXEMPLO DE CHEFE!!!!
    Pergunta que não quer calar:
    Qual o cargo que ela está pleiteando? Chefe do NRE por mais 4 anos ou Secretária de EDucação?

Comente