Uncategorized

Decisão de impugnar pesquisas foi técnica, afirma juiz

“Não posso me furtar a decidir em favor do eleitor. A preocupação é evitar possíveis distorções”, afirmou nesta quarta-feira (29), em Curitiba, o juiz federal Nicolau Konkel, juiz auxiliar do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), sobre a decisão da Justiça de impugnar a divulgação de pesquisas eleitorais irregulares. “As pesquisas devem atender aos critérios da legislação eleitoral, que são técnicos, para não limitar o âmbito de escolha do eleitor. A amostra tem que estar o mais próximo possível da realidade do Estado. E se não estiver, precisam ter critérios de ponderação adequados, que não foram apresentados”, afirmou Konkel.

O juiz explicou que foram impugnadas três pesquisas — uma do Ibope e duas do Datafolha. No caso do Datafolha, os argumentos apresentados à Justiça Eleitoral pela Coligação Novo Paraná foram de que não havia critérios de ponderação da amostra para quesitos como grau de instrução e nível econômico, que são exigidos pela legislação, e também que a sequëncia de perguntas podia induzir a resposta do eleitor ao deixar muito próximas perguntas sobre avaliação do presidente Lula ao candidato apoiado pelo presidente para o governo. “Entendi, e o Tribunal também, que não houve intenção do instituto de condicionar a resposta do eleitor, mas a sequência podia levar o eleitor a fazer uma escolha que talvez não fosse dele, em especial no caso dos indecisos”, disse o juiz.

“O Tribunal entendeu da mesma forma ao dar a sentença na questão da falta do critério de ponderação nos dois primeiros casos, das pesquisas do Ibope e Datafolha. O Datafolha registrou a segunda pesquisa sem corrigir o problema detectado antes, ainda que já tivesse o indicativo da liminar”, reforçou Konkel. Segundo ele, o instituto tentou argumentar não existem dados atualizados ou que não são confiáveis para grau de instrução e nível de renda e que se baseava suas pesquisas anteriores. Para o juiz não basta: “É preciso que se usem dados oficiais confiáveis, e não os próprios dados. O Ibope corrigiu essa falha usando os dados da Pesquisa Nacional de Amostragem Domiciliar – PNAD”, disse Konkel.

36 Comentários

  1. Contra fatos e argumentação Judicial não tem o que se discutir, ou corrigem as distorções, ou as informações de procedência duvidosas não serão divulgadas para não atrapalhar o processo democrático da escolha e vontade popular dos paranaenses…

  2. É isto ae Fábio, a questão não é quem pediu a impugnação, a questão é que a Pesquisa não está seguindo os critérios dispostos no Código e Resoluções Eleitorais.
    A decisão é da Justiça e não da coligação. Se está irregular, tem que ser impedida de ser divulgada, nada mais correto.

  3. Não sei se as pesquisas prejudicariam o beto, mas queriam mostrar o poder de fogo do PT. Neste termos fora a pesquisa. Parabens Novo Paraná, aqui se exige respeito. Num voto doze porque estar muito perto do 13, voto 45.

  4. a turmada de dinheiro vai perder com dinheiro e tudo.nao tem, agora é BETO RICHA., o paraná já conhece o osmar , e agora com requiao e escandalhos de brasilia, a casa cai de vez., vamos de BETO E JOSÈ SERRA. eu vou com a força jovem., beto.

  5. Vamos ver amnhã. A folha irá se pronunciar. Que justiça questionável, até hoje nunca um candidato havia conseguido impugnar pesquisas de grandes institutos. O PSDB, não foi contra o limite para mídia, classificou de sensura. E o que está fazendo hjoje? Já sei, são questões técnicas. È um novo nome para a sensura.

  6. A minha pergunta a esse juiz, tao defensor da lei, o que mudou nas pesquisas, que eu saiba nada, ou seja mudou o ponteiro e mais uma vez a justiça eleitoral demonstra claramente que tem lado e fazem o papel do censor , e essa pesquisa da radar divulgada hoje sem contestaçao mudou o que ou vai mudar o que , por favor nao queiram nos passar um atestado de imbecis, vou dizer uma coisa eu ando tao desanimado com a nossa justiça pelos inumeros absurdos que acontecem que essa e apenas mais uma

  7. Se estas estão erradas, as demais provavelmente estavam também. A grande diferença é o Beto estar atrás do Osmar.

  8. Gustavo Camargo Responder

    Parabéns, Fábio. Esta é a resposta que os cidadãos paranaenses esperavam. Esperamos que os menos informados agora possam fazer a leitura, de maneira correta, das notícias sobre as impugnações das pesquisas.

  9. No Jornal Nacional de hoje, a Globo mostra mais uma vez que
    ” faz a notícia” que no momento lhe interessa! Coloca comentário do Juiz que decidiu acatar a impugnação de pesquisa solicitada pela coligação do Beto, dizendo “estranhar” que nas pesquisas anteriores não houve questionamento. Bem, se ele acatou os argumentos colocados por essa coligação, pressume-se que é porque esses tinham fundamento, ou não? Ou ele agiu sob coação? E que prejuízo é esse que teria o eleitor ao ficar impedido de tomar conhecimento do resultado da pesquisa? Prejuízo teria o eleitor ao tomar conhecimento de uma pesquisa feita de forma incorreta, tendênciosa. O que faltou a esse juiz foi, parece-me, um pouco de ética. Seria isso?

  10. Os institutos de pesquisas mudaram a metodologia, nas pesquisas recentes, ou
    os argumentos apresentados eram insigificante nas pesquisas de 15 09 10, quando mostrava tendencia de queda de determinado canidato.

  11. A Gazeta do Povo, a Folha de São Paulo e Rede Globo / Jornal Nacional deveriam tomar ciência do despacho do Juíz do TRE e publicar em igual espaço que fizeram o infeliz comentário atacando a coligação Novo Paraná /Beto Richa.

  12. TA BOM! ESTAVA TUDO CERTO ENQUANTO BETO ESTAVA NA FRENTE . AGORA,ESTÁ TUDO ERRADO!
    POR QUE NÃO IMPUGNOU AS OUTRAS TAMBÉM?

  13. Muito estranha esta reportagem do Jornal Nacional de hoje. A Globo nunca fala nada do Paraná no JN, só a previsão do tempo que quase sempre a mínima é de Curitiba, o resto, nada. Alem disso, a reportagem foi colocada de uma maneira onde não se buscou saber o que realmente estava acontecendo (me pareceu tendenciosa). Será que a Globo tá devendo pro PT?

  14. JORNAL NACIONAL Responder

    O JN em horário nobre e por mais de dois minutos destacou negativamente o candidato, pergunta-se: valeu a pena impugnar pesquisas ????????

  15. Segurança pública
    Polícia do Paraná teme migração de traficantes.

    Instalação de bases da polícia pacificadora no Rio de Janeiro deixam autoridades do Paraná em alerta. Temor é de que traficantes cariocas se instalem no estado.

    Com certeza a partir de janeiro serão muitos e com apoio do novo mandatário.

  16. o pt é acostumado interviri em tudo e manipular tudo., porem o paraná já sabe do que o pt é manipulador de tudo., entao a turma fica de olho porque vindo deles tudo é possivel.e podem manupular até pesquisas., hoje no brasil é dinheiro que manda., entao em caso de duvida vez certo. veja o osmar falando do datafolha sobre a eleiçao passada guando ele perdeu pro requiao. e ele mesmo disso que o datafolha nao tem moral para fazer pesquisas no paraná isso em 2006. agora e BETO RICHA>

  17. Bom dia, venho manifestar minha opinião sobre a impugnação da divulgação das pesquisas de intenção de votos.

    – Apoio completamente!

    Pois acredito que a constante divulgação delas influencia as pessoas a votarem neste ou naquele candidato.

    Muitas pessoas ainda acreditam que o seu voto não faz diferença e vendo as pesquisas, acreditam que o primeiro colocado nas pesquisas já ganhou e vota nele para evitar o segundo turno.

    Infelizmente muitos, ainda têm preguiça de ir votar, preguiça de se informar sobre os candidatos acaba agindo como “Maria vai com as outras”.

    Ouço isso constantemente das pessoas com quem me relaciono, eu mesma vendo um candidato que eu não achava bom em primeiro lugar já votei no segundo colocado (mesmo sem achar que ele era o melhor) só para “tentar evitar que o primeiro ganhasse”.

    A mídia em geral fica repetindo o resultado destas pesquisas, ao invés de se chamado a atenção as propostas e conduta de cada candidato, chegando a ser irritante .

    Pesquisar podem até ser feitas para o candidato saber como esta, mas creio que não deveriam ser divulgadas, pelo menos não agora na reta final da campanha.

    Mirian

  18. José Sinésio de Morais Responder

    Todas as pesquisas, em que tive acesso ao questionários e municípios pesquisados, deixaram claro a ilegalidade e direcionamento ao poder de plantão.
    É inadimissível ver o Ibope apresentando o Lula como 10° candidato. Várias questões sobre a qualidade de vida da sociedade nos ultimos seis meses, sobre programas de governo e avaliação do governo federal.
    Sobre os municipios é uma vergonha. Umas divulgam outras (Datafolha), simplemente, falam em divulgar oportunamente.
    Quando, depois das eleições?
    Parabéns ao TRE que teve a coragem que o TSE não teve até agora.

  19. Não si preocupe com pesquisas o paraná todo já decrarou Beto é o gavernador só sair nas ruas, conversar com as pessoas você sabe o que vai acontecer.
    isso mostra temos que ter lago o povo não é besta.
    O povo tem memória.

  20. “OLHA QUE LEI É LEI…LEI QUE EU NUNCA BURLEI…”
    Essa turma de Requião, PT e agora juntos com os cobras criadas dos Dias, acham que estão cima da lei!!!

    Não tem pra ninguém…BETO NELES!!

  21. “Não é comigo”, diz Richa sobre a proibição dos levantamentos

    O candidato ao governo do Paraná pelo PSDB, Beto Richa, procurou ontem livrar-se da responsabilidade pelos pedidos de suspensão de pesquisas eleitorais. Afirmou que os questionamentos sobre as impugnações dos levantamentos, formuladas por sua campanha, devem ser dirigidos ao Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) ou aos advogados dele.

    E veja também o Beto tirando o dela reta.

  22. Tucanalhada sem vergonha!!!
    O juiz não vai poder inpugnar a boca d urna…nem o que tiver dentro dela.
    Não vai sobrar nenhuma pena da avezinha!

  23. Pesquisa com menos de 1% do eleitorado divididos de acordo com o número de eleitores nos 399 municípios de acordo com faixas etárias, sexo, grau de instrução, renda, etc, são pura empulhação e tentativa de ganhar os votos daqueles desinformados que votam em quem está na cabeça para “não perder o voto”.

  24. O PIOR É QUE A IMPRENSA (JORNAL DA MASSA, JN, ETC) CRITICAM A IMPUGNAÇÃO INFORMANDO QUE O POVO NÃO GOSTA DE PERDER VOTO E PRECISA DAS PESQUISAS PARA SE DECIDIR.

    É A PREGAÇÃO DA IGNORANCIA TOTAL.

    TODAS AS DIVULGAÇÕES DE PESQUISAS DEVERIAM SER PROIBIDAS.

    O VOTO DEVE SER LEGÍTIMO DE CADA UM…

  25. Sueli Marquesine Responder

    Parabens ao meretissimo senhor juiz de DIREITO Nicolau Konke, mantenha essa postura! Dificil encontrar isso hoje viu, nao teve medo e foi em frente, pois entendeu que nao estava certo

  26. Gente ta certo mesmo suspender essas pesquisas, TEM UM BLOG Q VIVIA ADIANTANDO Q TAL CANDIDATO TAVA NA FRENTE E TAL, COMO ELES TINHA ACESSO A QUEM ESTAVA NA FRENTE OU NAO? SINAL Q TINHA ALGO ERRADO NAO ACHAM

    BETO VOTARIA EM VC MILLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL VEZES SE PUDESSE

  27. Sou muito homem, em dizer que Paranaguá parou no tempo. Temos um prefeito que não sai de sua sala, para observar as obras. isso e piada (obras que nunca sairam do papel). Nosso povo, o prefeito e sindicalista, mas não tem coragem de enfrentar o “SISMUP”,e seus filiado. Temos um Secretario de Administração que e um fantoche. Quem manda na prefeitura e a Primeira Dama.
    Que prefeito e este que vai na TV e fala um monte de mentiras. (funcionários não tem aumento salarial a 6 anos. Nas escolas e uma fartura, falta de tudo.
    Vote em quem vai mudar esta cidade. não faça da urna um vaso sanitario. FAAAAALLLLLEEEEEEIIIIIIIIIII!!!!

  28. Quem se arrisca a pagar e a fazer uma pesquisa com 1% (76.500) dos eleitores do Estado, seguindo as informações do IBGE e divididos pelo seu número nos 399 municípios?

    Pesquisa com 800, 900, 1200 eleitores é só empulhação.

  29. Acho que toda essa convesa é invalida, do jeito que as coisas andam neste Brasil, quem pode garantir que a “URNA ELETRONICA” não vai ser manipulada…

    O que impede? Qual é o preço?……..

    eu sou só mais um Palhaço do circo chamado “eleição”;

    Todos nós somos.

Comente